Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10+ Hábitos dos países mais felizes do mundo que você pode adotar agora mesmo

Os países nórdicos mais uma vez ocuparam o topo da lista dos países mais felizes do mundo no ano de 2020. Os escandinavos claramente sabem algumas coisas sobre felicidade e prosperidade, por isso decidimos descobrir o que faz os descendentes dos vikings serem um povo tão especial.

Hoje, a equipe do Incrível.club não conseguiu parar de pensar nos fiordes rochosos e, por isso, decidiu compartilhar com você, leitor, alguns dos hábitos mais interessantes desses povos, que certamente podem ser muito úteis na vida de qualquer pessoa. Acompanhe!

1. Planejar com bastante antecedência

O caderno de anotações de um residente da Escandinávia não permite procrastinação excessiva e provavelmente terá compromissos planejados para o ano inteiro: visita ao veterinário no próximo mês; consulta com o dentista daqui a seis meses; férias em agosto e até as festinhas no sábado. Estudos confirmam que o planejamento do tempo pode realmente melhorar a qualidade de vidaaliviar o estresse.

  • Para distribuir o tempo corretamente, é melhor começar de trás para frente: determine o horário que deverá voltar para casa, por exemplo, e comece — a partir daí — a calcular o tempo até o começo da preparação, registrando todos os passos.
  • Divida as tarefas grandes em pequenas para que seja mais fácil resolvê-las.

2. Manter um estilo de vida ativo

A excelente infraestrutura dos países nórdicos não dá muitas chances para os preguiçosos, pois todos levam um estilo de vida ativo. Caminhadas e passeios fazem parte do cotidiano da grande maioria, incluindo aposentados e crianças. Talvez, por isso, eles sejam tão saudáveis. Na Noruega, por exemplo, 77% da população diz se sentir “muito bem”.

Há muito tempo, os finlandeses emprestaram aos seus vizinhos esquiadores o método de andar com bastões de esqui, que muitos atletas seguiam para manter a forma durante o verão. Hoje, essa prática é uma modalidade esportiva conhecida como “Marcha nórdica” (“Nordic Walking” em inglês).

  • Não é difícil fazer um pouco mais de atividade. Quando for atender o telefone, levante-se e comece a andar enquanto fala. Estar de pé ou andando ajuda a se focar melhor.
  • Não se apresse para achar um assento confortável no ônibus ou no metrô, fique em pé. Em 1950, cientistas avaliaram a saúde de motoristas de ônibus — que passavam a maior parte do tempo sentados — e de cobradores, que trabalhavam mais de pé. O primeiro grupo (motoristas) demonstrou ter o dobro do risco de doenças cardiovasculares.

3. Consumir produção local

Os escandinavos podem escolher comprar produtos mais caros, desde que sejam locais, pois confiam na qualidade. Na Finlândia, por exemplo, você pode ver uma marca especial nos produtos — é o símbolo de uma chave e uma bandeira — que indica que determinado produto foi produzido no próprio país e atende todas as normas de qualidade.

Isso diz respeito não só aos produtos alimentícios, mas também a móveis, vestimentas, aparelhos eletrônicos. Finlandeses gostam muito de comprar roupas em uma loja local chamada Marimekko. Na Suécia, também, há produtos da IKEA em praticamente cada residência. O amor dos nórdicos por designers e produtos locais tem impactos positivos no meio ambiente e na saúde.

  • Se você gosta de ir à feira, é melhor chegar cedo aos sábados. Dessa forma, terá mais chances de comprar os melhores produtos com os próprios produtores.

  • Roupas de designers locais vão ajudar a diversificar o guarda-roupa. Hoje existem marcas para todo tipo de cliente: dos mais econômicos aos mais luxuosos. Há ainda locais especializados que podem assisti-lo nessa busca.

4. Não pensar em trabalho depois do término do expediente

Se o expediente for das 8h00 às 16h45 — e o almoço durar cerca de 45 minutos — um escandinavo gastará exatamente esse tempo trabalhando. Somente 2,9% dos noruegueses trabalham horas extras. O resto do tempo (cerca de 16 horas) eles passam com a família, fazendo alguma atividade ou descansando, mas não pensando em trabalho.

  • Realize as tarefas mais complicadas e importantes pela manhã para diminuir a carga durante o resto do dia.
  • Tente passar o horário de almoço/descanso fazendo algo agradável. Por exemplo, ouça suas músicas preferidas ou faça algum desenho. Isso ajuda a reduzir o estresse.

5. Usar refletores nas roupas

Há uma lei na Finlândia que determina que toda criança deve ter, pelo menos, três refletores na roupa que estiver usando. Graças a essa regra, em parte, acidentes de trânsito diminuíram em 76% e, por isso, lá dizem: “Flicker (refletor) é o seguro de vida mais barato do mundo”.

  • Troque os refletores a cada 1-2 anos ou caso estejam com defeito e não funcionem corretamente.

  • É preciso fixar os refletores a uma altura de 50-80 cm do chão, ao nível dos faróis dos carros.

6. Não ter pressa

Em lugares públicos é preciso ficar atento: muitas vezes, você pode estar atrapalhando o caminho de alguém, mas a pessoa provavelmente não pedirá para você se mover. Em vez disso, você verá um escandinavo ao seu lado, olhando para você ou para o chão, como se não houvesse nada de errado. Não é costume as pessoas se apressarem, caso contrário, elas podem deixar passar os momentos pequenos, mas importantes da vida.

  • À noite, tente anotar algum detalhe do dia que foi especial para você. Pode ter sido um pôr do Sol extraordinário, uma flor que viu pelo caminho ou alguma frase que escutou no metrô.

  • Coma mais devagar. Preste atenção na comida — no cheiro, no sabor e nas sensações que ela passa para você. Isso não só ajuda a focar os pensamentos no presente, mas também estimula os processos digestivos.

7. Comer como um viking

Peixes vermelhos ricos em ômega-3, frutas silvestres, cogumelos, nozes e pão integral compõem a verdadeira dieta nórdica — que, por sinal, é bastante saudável e pode ajudar a reduzir o colesterol e a pressão arterial.

  • Basta incluir três pratos de peixe durante a semana, assim como pão integral, e ingerir cerca de 150-200 gramas de frutas vermelhas diariamente.

  • Óleo de peixe é uma excelente alternativa. Na farmácia, você precisa escolher produtos feitos a partir do tecido muscular do peixe, geralmente chamados de “Fish Oil” ou “Óleo de peixe”. Gorduras retiradas do fígado do animal, por outro lado, podem conter impurezas nocivas e, portanto, devem ser evitadas. Podem ser encontradas sob o nome “Cod Liver Oil”.

8. Não ter medo do frio

Os escandinavos sabem muito bem dos benefícios do frio para a saúde. Durante o inverno, é bastante comum os pais deixarem seus bebês no carrinho na rua e, quando eles dormem, acredita-se que o frio deixará as crianças mais fortes depois de acordarem. Estudos mostram que baixas temperaturas podem ser benéficas para o corpo: melhora o apetite e a qualidade do sono, faz perder peso, diminui inflamações.

  • A boa notícia é que não é preciso sempre tomar banho gelado, basta terminar o banho com um ou dois jatos de água fria.
  • Uma simples caminhada em estações mais frias também já será de grande ajuda.

9. Fazer uso de terapia térmica

Depois de um passeio no frio, os residentes gostam de ir direto para a sauna, que está disponível em muitas casas. Na Finlândia, há uma população de 5,4 milhões de habitantes e 3,2 milhões de saunas. A exposição ao calor ajuda a aliviar o estresse e a ansiedade; reduz a pressão e as dores de cabeça e, também, estimula a capacidade mental.

  • Se não tiver nenhuma sauna perto de onde mora, não tem problema. Você pode sempre tomar um banho de água quente e se esfregar bem com a esponja.
  • Ótima maneira de relaxar: fazer massagem com óleo quente (pode escolher o seu favorito). Deve ser passado gentilmente pelo couro cabeludo. O procedimento estimula a circulação sanguínea na cabeça e acalma.

10. Preocupar-se com o meio ambiente

O amor dos escandinavos pela natureza é excessivo — eles até levam sacos de lixo para caminhar ou correr. Foi na Suécia onde surgiu essa modalidade de corrida sustentável chamada de Plogging. O nome vem de duas palavras: “jogging” (“correr”) e “plocka up”, que significa “recolher” em sueco.

  • De acordo com dados do aplicativo Lifesum, uma caminhada com sacos de lixo pode gastar 120 kcal em 30 minutos; uma corrida — 288 kcal (uma corrida comum gastaria 235 kcal).
  • Na verdade, ajudar a natureza é mais fácil do que parece. Você pode, por exemplo, cozinhar em casa com mais frequência e isso já reduzirá a quantidade de plástico no Planeta.

11. Ser capaz de ficar sozinho

Se já houver uma pessoa ocupando um dos lados dos assentos duplos do ônibus, um finlandês preferirá ir em pé até seu destino final para não incomodar ninguém. O mesmo se aplica para outras situações similares.

Não é à toa que todos se lembram da frase da famosa atriz sueca Greta Garbo: “Quero que me deixem sozinha”, pois a solidão é positiva para diversas coisas — reiniciar a mente e relaxá-la; estimular a concentração e o desempenho mental; instigar o autoconhecimento e estabelecer relações mais significativas com os outros.

  • Para isso, não é preciso construir uma cabana no meio da floresta, você pode simplesmente levantar meia hora antes do seu horário normal e passar esse tempo consigo mesmo.
  • A melhor forma de ficar sozinho é desligar o celular e cortar o acesso às redes sociais por algum tempo.

12. Usar galochas

Em todo o mundo, galochas são usadas para determinados trabalhos no campo ou quando está chovendo, no entanto, as escandinavas gostam de usá-las no dia a dia com jeans e vestidos: para passear com os amigos, ir a um encontro romântico ou até para o escritório. Tais calçados protegem os pés de qualquer clima. Não precisa nem se preocupar, suas meias nunca ficarão molhadas. Além disso, há uma sensação de liberdade e paz: não se preocupar de pisar em poças e achar que os sapatos ficarão destruídos. Os preços, também, são bastante econômicos, principalmente porque são peças duráveis. No norte da Europa há muitas empresas que fazem sapatos do tipo — até mesmo a empresa finlandesa Nokia não começou vendendo telefones, sabia?

  • Calçados que protegem até das poças mais desumanas precisam receber mais atenção. As galochas modernas são feitas de tal forma a não deixar os pés suados ou gelados demais (no inverno).

Quais hábitos você acha que poderia implementar no seu dia a dia? Conhece outras características interessantes sobre os escandinavos? Comente!