10 Plantas cuja floração leva bastante tempo (há uma que demora até 100 anos)

Existem coisas na vida que levam muito tempo, e a natureza comprova isso. E quando se trata de floração, algumas plantas passam por processos que podem durar até cem anos. Outras, por outro lado, como a chamada rainha da noite, têm ciclos noturnos de um único dia para desdobrar suas pétalas. Embora sejam acontecimentos que podem emocionar, deve-se observar também que em alguns casos significa que a planta chegou ao fim da sua vida e, após dar frutos, será substituída por uma nova geração.

Incrível.club pesquisou e coletou informações sobre algumas plantas, cujas flores só podem ser vistas com um pouco de paciência e, em alguns casos, é possível dizer que apenas com muita sorte.

1. Rainha da noite (Selenicereus grandiflorus)

Conhecida também como dama da noite, trata-se de um cacto de regiões úmidas com flores brancas, que abrem apenas uma noite durante os meses de verão. A vantagem é que se trata de uma planta que pode ser mantida em casa, em um vaso pendurado ou até mesmo ao pé de uma árvore, onde possa se fixar.

2. Bromélia fasciata (Aechmea fasciata)

É uma planta nativa do Brasil. Por ter um crescimento relativamente lento, é preciso esperar de três a quatro anos para ver sua inflorescência. É composta por partes rosa vibrantes (brácteas), que contêm flores violetas pequenas, mas chamativas. Só floresce uma vez antes de morrer, mas a boa notícia é que a flor pode durar até seis meses.

3. Lírio do Himalaia (Cardiocrinum giganteum)

Esse lírio pode chegar a 3,5 metros de altura e é considerado o maior da sua espécie. Demora cerca de sete anos para o bulbo atingir o tamanho de floração, antes de encerrar seu ciclo de vida. Os novos bulbos produzidos podem se propagar e reduzir um pouco o tempo da floração, que pode demorar de três a cinco anos.

4. Bambus lenhosos

Algo especial é a floração dos bambus, a ponto de ser considerada um mistério para os botânicos. Ela acontece em ciclos longos, de mais de dez décadas em alguns casos, e também costuma ocorrer ao mesmo tempo em toda a região. Depois de produzir as sementes, as plantas morrem.

5. Flor-cadáver (Amorphophallus titanum)

chamada flor-cadáver (exala um cheiro fétido), com floração demorada e fugaz, conquistou seu lugar na lista. Originária da Indonésia, ela floresce de três a quatro vezes durante seus 40 anos de vida, razão pela qual são organizados eventos públicos especiais para esse acontecimento.

6. Agave (Agave americana​)

Algumas plantas morrem logo após a floração, mas, ao menos, como no caso dessa agave, o chamado caule florífero pode chegar a até 8 metros de altura e isso ocorre a cada 10 e 12 anos.

7. Planta kurinji (Strobilanthes kunthiana)

Esse arbusto, encontrado no sul da Índia, floresce apenas uma vez a cada 12 anos durante setembro e outubro. Curiosamente, outras espécies do mesmo gênero florescem aproximadamente a cada 7 anos.

8. Magnólia do norte do Japão (Magnolia kobus)

Essa árvore nativa do Japão possui um crescimento lento e pode atingir até 20 metros de altura. As espécies jovens não florescem, por isso pode demorar até 30 anos para a árvore (cultivada a partir de uma semente) atingir seu pleno potencial de floração. Depois de adulta, ela vai dar flores brancas e perfumadas entre o final do inverno e o início da primavera.

9. Palmeira talipot (Corypha umbraculifera)

É considerada a planta com maior inflorescência do mundo. Floresce apenas uma vez, entre 30 e 80 anos, antes de dar frutos, depois disso, acaba o seu ciclo de vida. Ela produz milhares de frutos amarelo-esverdeados, cada um com uma única semente.

10. Titanca (Puya raimondii)

Conhecida como titanca, é nativa da Bolívia e do Peru, podendo ser encontrada em altitudes entre 3.200 e 4.800 metros. Ela floresce por volta dos cem anos de idade. Com sua inflorescência, pode atingir até 12 metros de altura.

Você tem uma flor preferida? Que outro fato curioso sobre as plantas chama sua atenção? Conte-nos nos comentários.

Compartilhar este artigo