Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Vezes em que os figurinos dos filmes passaram uma mensagem (e você pode nem ter percebido)

As roupas dos personagens são uma parte importante do filme que os espectadores geralmente ignoram. Os figurinistas investem em pequenos detalhes secretos em seu trabalho que ajudam a entender melhor o enredo do longa ou o caráter do personagem.

Pensando nisso, nós, do Incrível.club, preparamos um post especial com easter eggs plantados pelos figurinistas que nem todo mundo pode ter percebido. Confira!

1. Titanic

De acordo com a figurinista Deborah Lynn Scott, as cores dos vestidos da personagem principal informavam ao telespectador sobre as características da heroína Rose. Dessa forma, o vestido vermelho com detalhes de renda translúcida preta sugere o espírito apaixonado e obstinado da garota, que era, porém, limitado pelas rígidas normas sociais às quais ela era forçada a seguir. Mas não é só isso.

Na parte final do filme, Rose usa um vestido branco. Vale ressaltar que o desenho e o corte dele coincidem completamente com o vestido vermelho que Rose usou quando conheceu Jack. Com isso, deseja-se passar a mensagem para os telespectadores de que não existe mais barreiras entre o casal e seu amor.

2. Harry Potter e a Ordem da Fênix

Quem leu os livros da saga Harry Potter deve se lembrar que Ninfadora Tonks na obra tinha o cabelo cor rosa chiclete. No entanto, os produtores decidiram recolorir os cabelos da personagem para um roxo pastel. Isso tudo porque os telespectadores tinham uma forte associação de que a cor rosa era relacionada a vilã Dolores Umbridge. Essa conexão entre a cor e o caráter da vilã estava muito enraizada na mente dos fãs.

Dolores Umbridge, assistente do Ministro da Magia e professora da matéria de Defesa Contra as Artes das Trevas, adorava usar a cor rosa em tudo ao seu redor. Uma curiosidade interessante: quanto mais perversa a professora Umbridge fica, mais forte fica o tom de rosa em suas roupas durante o longa.

3. Adoráveis Mulheres

Ao longo do filme, Jo March e Theodore usam o mesmo colete. Isso foi pensado para mostrar a conexão particular entre os personagens.

A figurinista Jacqueline Durran, juntamente com a atriz Saoirse Ronan, criaram uma peça de roupa simbólica para Jo. Quando a garota está escrevendo seu romance, ela sempre usa uma camisola verde militar, que ajuda a enfatizar sua determinação e força de espírito

4. A Forma da Água

Elisa no começo do filme é uma mulher discreta que não se comunica com ninguém e usa apenas roupas desbotadas em tons inexpressivos. Isso demonstra o quanto a personagem tem dificuldade de se comunicar. Mas tudo muda quando a protagonista conhece a criatura misteriosa. Ela se apaixona por ela e vemos como esse novo sentimento transforma a silenciosa e tranquila personagem. Elisa começa a usar roupas em tons vermelhos, o que também demonstra que ela está apaixonada.

5. (500) Dias com Ela

Nos momentos iniciais do filme, quando são mostradas cenas da infância dos protagonistas, fica claro que os dois personagens receberam duas cores: marrom para Tom e azul para Summer. Quando Summer se torna parte da vida de Tom, muitos tons de azul começaram a aparecer imediatamente ao redor do rapaz. Por exemplo, na cena em que o herói dança feliz cercado por pessoas, todas elas usam tons de azuis. Então, entendemos que Tom, naquele momento, estava pensando em sua amada.

6. Aladdin

Na nova adaptação cinematográfica, a princesa Jasmine usa roupas brilhantes que revelam ao telespectador características da personagem. Assim, o clássico traje azul turquesa da princesa ganha novos elementos com bordados e miçangas. O véu representa um pavão, e tem um significado por trás. Isso é uma metáfora a um pavão preso no jardim real que quer ser livre, assim como a princesa.

Jasmine usa roupas que a diferencia, em estilo e cores, do resto dos habitantes de Agraba. Por exemplo, o vestido rosa pink é uma referência aos países do sul da Ásia, de onde vem os antepassados da princesa.

Apesar da abundância de novas roupas, o figurinista Michael Wilkinson garantiu que em cada look de Jasmine sempre tivesse um detalhe em azul turquesa, porque é a cor que o público associa a princesa.

7. Malévola: Dona do Mal

A rainha Ingrith é a verdadeira vilã do filme. No entanto, a figurinista Ellen Mirojnick não enfatiza isso através das roupas da malfeitora, porque ela sempre usa vestidos de cores leves. A personalidade da personagem é transmitida através das joias, que complementam o seu visual. Por exemplo, quando ela aparece pela primeira vez no filme, está vestida com um vestido branco elegante e ostenta impressionantes pedrarias e pérolas em seu pescoço. Esse detalhe na composição do visual da personagem de Michelle Pfeiffer mostra seu amor pelo dinheiro e poder.

8. A Dama de Ferro

Meryl Streep no papel de Margaret Thatcher veste um terno elegante, com pérolas e uma blusa com um laço, quando é necessário demonstrar poder e um posicionamento social forte. Portanto, nos episódios mais importantes, esse efeito é aprimorado pela cor azul — a cor favorita da personagem.

Quando Thatcher é forçada a renunciar como primeira-ministra, ela usa um terno vermelho pela primeira vez. Assim, demonstra sua natureza forte e a vontade de continuar a lutar. Como também, esse traje sugere que a heroína já não consegue mais controlar a situação.

9. O Fantasma da Ópera

No início do filme, Christine está vestida como as outras dançarinas, com um top creme decorado com detalhes em dourado. A nudez parcial não a distingue das outras garotas da multidão.

No entanto, Christine logo sofre uma transformação visual. Embora suas roupas novas exponham menos o corpo, elas atraem atenção de todos telespectadores para a cantora. Portanto, a mudança de figurino representa o aumento do status de Christine na trupe de atores. Agora ela não é mais uma dançarina discreta, mas sim, uma estrela em ascensão.

10. Crepúsculo

A autora da saga Crepúsculo, Stephenie Meyer, não cita nada nos livros sobre o brasão da família Cullen. Mas os produtores adicionaram esse detalhe através de acessórios no visual dos vampiros para mostrar que para esses heróis a família é o valor mais importante. Emmet, Jasper e Edward usam pulseiras na mão direita. Rosalie prefere um pingente enorme, Alice um colar. Já Carlisle usa um anel de prata com o símbolo na mão esquerda e Esme usa uma pulseira de prata.

11. Juno

As roupas listradas usadas no filme dizem muito sobre a personalidade da heroína. Na maioria das vezes, são usadas para mostrar as diferenças do personagem em relação aos outros ou um caráter infantil. Por exemplo, Juno quase sempre usa roupas listradas. Essas roupas enfatizam o caráter lúdico e “infantil” da menina, bem como refletem seus gostos não convencionais na música e no estilo.

12. Histórias Cruzadas

No filme Histórias Cruzadas, todas as funcionárias usam um uniforme apático 5 dias por semana, e não podem sequer usar acessórios. Elas não deveriam expressar emoções segundo a crença de seus patrões. Mas quando as heroínas frequentam a igreja ou vão a algum lugar tratar de assuntos pessoais em um dia de folga, nos é mostrado a verdadeira personalidade das personagens. Não são pessoas apáticas, mas sim, mulheres incríveis que raramente podiam se dar o luxo de serem elas mesmas.

13. Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo

Para mostrar a conexão especial entre Sophie e Donna, a figurinista Michele Clapton usa a borboleta como símbolo. Na juventude, Donna usava um pingente em forma de borboleta e Sophie vai à igreja usando um vestido estampado com borboletas. Então, entendemos que a filha usou o vestido em homenagem a mãe.

14. Entre Facas e Segredos

Ransom é um jovem rico e mimado que não tem nenhum apreço em cuidar de suas roupas caras. No filme, vemos que elas estão em estado deplorável: é possível notar buracos em um suéter bege, e sua gola e as mangas também não parecem nada bem. Através disso, os figurinistas queriam contar sobre características da personalidade de Ransom, que não respeita o dinheiro e nem as pessoas que lhe dão esse dinheiro, ou seja, sua família.

15. O Grande Hotel Budapeste

As roupas de Madame Céline Villeneuve Desgoffe-und-Taxis é uma mistura deliberada de diferentes períodos da história. Seu casaco e chapéu vermelhos são da década de 1920, o vestido da década de 1930 e seu estilo é uma referência direta da Belle Époque. Essa mistura de estilos simboliza a incapacidade de Madame D. de se libertar do passado e também mostra que a personagem já não está mais no controle total das suas capacidades mentais.

Você costuma reparar no figurino dos personagens nos filmes? Já notou algum easter egg? Conte para a gente na seção de comentários.