Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

12 Divas da Era de Ouro do cinema mexicano que encantaram o mundo com sua beleza e seu talento

3-22
162

Era de Ouro do cinema mexicano é um período que vai de 1936 a 1959. Durante essa fase, houve uma enorme produção de filmes no país, o que fez com que a indústria cinematográfica ficasse cada vez mais profissional. No entanto, além dos muitos filmes e da melhor qualidade das superproduções, a Era de Ouro se destaca também pelo surgimento de grandes estrelas no país, nomes que encantaram o mundo não apenas por suas belas interpretações, mas também por uma beleza de tirar o fôlego.

O Incrível.club preparou uma lista com 12 divas da fase dourada do cinema mexicano que jamais serão esquecidas. Confira!

1. Silvia Pinal

Silvia Pinal é umas das atrizes mais importantes do cinema mexicano. Sua longa filmografia inclui sucessos como Azahares Para tu Boda (1950), Un Rincón Cerca del Cielo (1952) e Un Extraño en la Escalera (1955), filme que deu destaque internacional para a atriz. Mas a carreira de Silvia não foi brilhante apenas no cinema, ela também fez muito sucesso na televisão e no teatro. Seu papel mais recente foi na telenovela Mi Marido Tiene Familia (2017-2019).

2. María Elena Marqués

O diretor Fernando de Fuentes teve um papel muito importante no início da carreira de María Elena Marqués. Vizinho da atriz, ele convenceu os pais dela a deixarem que ela fizesse um teste para um papel. Foi então que tudo começou. Durante três décadas ela trabalhou em mais de 50 filmes e contracenou com grandes nomes do mundo das artes, entre eles Jorge Negrete, Cantinflas e Pedro Infante. Entre os filmes de maior sucesso destacam-se Romeu e Julieta (1943), Rosa del Caribe (1946) e El Marido de mi Novia (1951). A atriz também fez sucesso na televisão e chegou a trabalhar na política.

3. Dolores del Río

Dolores del Río é o nome artístico de Dolores Asúnsolo López Negrete, ainda hoje é um dos rostos mais belos que o cinema já conheceu. Sua carreira inclui filmes sonoros e mudos, teatro, televisão e rádio. Dolores venceu o prêmio Ariel pelos filmes Las Abandonadas (1944), Doña Perfecta (1951) e El Niño y la Niebla (1953), e foi a primeira atriz da América Latina a fazer sucesso em Hollywood.

4. Elsa Aguirre

Nascida em Chihuahua, quando jovem, Elsa Aguirre era considerada uma das mulheres mais belas do mundo. Com apenas 14 anos venceu um concurso de beleza e pouco tempo depois já estava trabalhando no cinema. Entre seus filmes mais conhecidos destacam-se Una Mujer Decente (1950), Acapulco (1951) e Cuidado con el Amor (1954). Além de atriz, Elsa sempre mostrou muito interesse por filosofia e por astrologia.

5. María Félix

María Félix era tão bela que as pessoas a chamavam de María Bonita, claro que muito influenciadas pela música homônima composta especialmente para ela pelo compositor Agustín Lara. María é considerada a maior diva do cinema mexicano por três principais razões: nunca interpretou papéis coadjuvantes, sempre preferiu o cinema à televisão e sempre cuidou muito da beleza. Sua longa carreira inclui filmes como Enamorada (1946), Río Escondido (1947) e El Rapto (1953).

6. Lilia Prado

Lilia Prado chamava muita atenção quando pequena pela beleza e pelo talento. Sua voz era suave e ela tinha uma facilidade muito grande para decorar falas e para improvisar. A atriz começou a carreira no cinema como extra e pouco tempo depois fez uma pequena participação em Tania, la Bella Salvaje (1948). O primeiro papel como protagonista foi na comédia Confidencias de un Ruletero (1949), e ela se consolidou como uma verdadeira estrela em dois filmes ao lado de Pedro Infante: Las Mujeres de mi General (1950) e El Gavilán Pollero (1951). A carreira da diva foi realmente muito produtiva, com mais de 100 filmes, 3 obras de teatro e 7 novelas.

7. Gloria Marín

A atriz Gloria Marín começou a carreira aos 6 anos, na companhia de teatro de sua mãe. Entre 1938 e 1942, a atriz participu de 19 filmes. Ela trabalhou com Cantinflas e teve uma relação amorosa com o ator e cantor Jorge Negrete. Sua filmografia é longa e inclui sucessos como ¡Ay, Jalisco, No te Rajes! (1941), Qué Hombre Tan Simpático (1943) e Si Adelita se Fuera Con Otro (1948).

8. Katy Jurado

María Cristina Estela Marcela Jurado García era conhecida pelo nome artístico de Katy Jurado. Dizem que o cantor Frank Sinatra quis ter uma relação amorosa com ela, mas a atriz recusou a proposta e preferiu que eles fossem apenas bons amigos. Katy conquistou muito sucesso graças aos muitos papéis como vilã no cinema mexicano. Seus maiores sucessos são La Vida Inútil de Pito Pérez (1944), filme baseado em um dos romances picarescos mais famosos no México, ¡Esquina Bajan! (1946) e Cárcel de Mujeres (1951). Katy fez muito sucesso em Hollywood e tem uma estrela com seu nome na Calçada da Fama.

9. Blanca Estela Pavón

Apesar da curta carreira cinematográfica, Blanca Estela Pavón é uma das atrizes mais lembradas no México. Sua passagem pelo cinema foi rápida, mas muito marcante. O filme que a consagrou foi Nosotros Los Pobres (1948), mas ela também fez muito sucesso com Los Tres Huastecos (1948) e La Mujer que Yo Perdí (1949). O ator Pedro Infante afirmou uma vez que Blanca foi o amor platônico de sua vida.

10. Sara Montiel

Sara Montiel nasceu na Espanha e ficou muito popular no México por seu papel como vilã no filme Locura de Amor (1948). Ela trabalhou com outras estrelas da época, como Dolores del Río, Miroslava Stern e María Félix. A atriz adquiriu a nacionalidade mexicana e em 1988 dedicou a música Tu Nombre era México ao país que tão bem a acolheu.

Um outro dado curioso sobre Sara Montiel é que ela também era (e ainda é) muito querida na Espanha. Em Barcelona há um bar em que todas as paredes estão repletas de fotos da atriz.

11. Lupita Tovar

A atriz Lupita Tovar ficou muito famosa porque protagonizou Santa (1932), o primeiro filme sonoro mexicano. Ela é considerada uma das maiores estrelas da Era de Ouro e por isso venceu, em 2001, o prêmio Ariel de Ouro, um reconhecimento à sua longa trajetória no mundo das artes. A atriz é mãe de Susan Kohner, indicada ao Oscar em 1959 e vencedora de um Globo de Ouro, e do produtor de televisão Pancho Kohner. Além disso, ela é avó dos americanos Chris e Paul Weitz, produtores de American Pie — A Primeira Vez é Inesquecível (1999) e de outros filmes.

12. Rebeca Iturbide

Rebeca Iturbide é mãe da jornalista Virgina Sendel. Em 1949, um olheiro de uma produtora de cinema ficou embasbacado com a beleza da atriz e lhe ofereceu um pequeno papel no filme Doña Diabla (1950), protagonizado por María Félix. Dois anos depois, em 1951, ela conseguiu o papel principal no longa Pecado e uma participação no filme El Revoltoso. Rebeca também trabalhou no teatro e na televisão, mas encerrou a carreira em 1976, após sofrer uma fratura na coluna vertebral.

Você já conhecia essas divas do cinema mexicano? Que outras divas latinas conhece? Conte nos comentários.

3-22
162