Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

10 Mulheres que são verdadeiros exemplos pelo pioneirismo

As mulheres são responsáveis por diversos feitos marcantes. E entre as grandes personagens de nossa História, podemos citar a cartógrafa Marie Tharp, que mapeou o fundo do oceano, e a estrela Fernanda Montenegro, única atriz indicada ao Oscar por uma atuação em língua portuguesa.

Por conta disso, o Incrível.club relembra 10 mulheres pioneiras que brilharam em diferentes áreas. Confira!

1. Lolita Rodrigues (1929)

Lolita Rodrigues (atriz, cantora e apresentadora brasileira) entrou na história por ter cantado o hino da televisão na primeira transmissão realizada no Brasil. Tal feito ocorreu em 1950, na extinta emissora TV Tupi São Paulo. Confira na íntegra o hino televisivo brasileiro:

“Vingou como tudo vinga
no teu chão, Piratininga
A cruz que Anchieta plantou!
Pois, dir-se-á que ela hoje acena
Por uma altíssima antena
Em que o Cruzeiro pousou.
E te dá, num amuleto,
O vermelho, branco e preto
Das contas do teu colar.
E te mostra num espelho,
O preto, branco e vermelho,
Das penas do teu cocar”

2. Joan Rivers (1933-2014)

A comediante norte-americana foi uma das pioneiras do ramo entre o gênero feminino. Mesmo iniciando a carreira durante um período em que as mulheres basicamente só poderiam ser donas de casa, Joan venceu o preconceito e chegou ao estrelato. Seu último trabalho foi como apresentadora do exitoso programa Fashion Police, na emissora E!.

3. Ruth de Souza (1921-2019)

Conhecida como primeira dama negra do teatro, do cinema e da televisão do Brasil, Ruth de Souza foi a primeira mulher negra a protagonizar uma novela brasileira. No ano de seu falecimento, 2019, foi homenageada pela escola de samba carioca Acadêmicos de Santa Cruz, tendo o enredo “Ruth de Souza — Senhora Liberdade. Abre as Asas Sobre Nós”.

4. Peggy Whitson (1960)

Peggy Whitson quebrou barreiras como a primeira mulher astronauta a comandar uma missão na Estação Espacial Internacional. Tal feito ocorreu em 2007, tendo a missão o título de Expedição 16. Além disso, também tem o recorde de astronauta da Nasa (independente do gênero) que passou mais tempo no espaço: 665 dias.

5. Hebe Camargo (1929-2012)

A rainha da televisão brasileira, como era conhecida Hebe Camargo, esteve presente desde o início da transmissão televisiva no Brasil. Apesar de já possuir certo sucesso como cantora, foi como apresentadora que ela foi aclamada pelos telespectadores e conquistou índices de audiência históricos. Em 2019/2020, a Rede Globo apresentou a minissérie Hebe. A história resultou no filme Hebe: A Estrela do Brasil.

6. Marie Curie (1867-1934)

A polonesa Marie Curie foi a primeira mulher a ganhar o Prêmio Nobel — e a única a conquistar duas vezes tal premiação, em duas áreas distintas: Física e Química. O trabalho da pesquisadora reverbera na atualidade pela sua importância histórica, tendo foco nas áreas de radioatividade e nas pesquisas com polônio e rádio.

7. Fernanda Montenegro (1929)

Uma das atrizes mais conhecidas do Brasil, Fernanda Montenegro foi a primeira latino-americana — e a única brasileira — indicada ao Oscar de Melhor Atriz. Foi, também, a única atriz indicada ao Oscar por uma atuação em língua portuguesa. Além disso, conquistou diversos prêmios e honrarias, como a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito, que é a maior comenda civil brasileira.

8. Maria Lenk (1915-2007)

Em 1932, Brasil brilhava com a primeira participação feminina em uma Olimpíada. A representante brasileira, nessa ocasião, era Maria Lenk. Ela foi a primeira nadadora do País a estabelecer um recorde mundial. Uma pioneira da natação moderna.

9. Hedy Lamarr (1914-2000)

Além de ter atuado em dezenas de filmes exitosos, como Pede-se um Marido (1941) e O Inimigo X (1940), Hedy Lamarr foi a inventora do sistema que serviu de base para os telefones celulares. Ela recebeu uma homenagem póstuma, em 2014, pela National Inventors Hall of Fame, graças à pesquisa revolucionária.

10. Hortência (1959)

Uma das atletas mais importantes do Brasil, Hortência conquistou diversos títulos na carreira, como medalha de ouro no Pan de Havana. Ela é até hoje a maior cestinha da seleção feminina brasileira de basquete, com 3160 pontos. Inclusive, foi homenageada nos Halls da Fama do basquete (tanto apenas no feminino, como no geral).

Quais feitos históricos mais te chamaram atenção? E qual outra mulher, além das citadas, te fascina pelo pioneirismo? Interaja conosco na seção de comentários!

Compartilhar este artigo