Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Sete quadros cheios de mistério

Às vezes, é possível sentir emoções intensas e até medo só de olhar uma obra de arte. E isso é algo compreensível, já que um bom artista coloca toda sua energia na criação de seu trabalho. E quanto maior o talento aplicado, mais força é transmitida nesse processo de criação.

O Incrível.club selecionou para você alguns desses quadros assustadores que têm um poder artístico forte e inexplicável.

Mona Lisa de Isleworth

Noventa por cento das pessoas que visitam o Museu do Louvre, em Paris, vai apenas para ver o quadro mais misterioso do mundo, a lendária "Mona Lisa". Até hoje, ainda há muitos mistérios não resolvidos envolvendo este quadro. Além disso, é sabido que esta obra gera o surgimento da síndrome de Stendhal, um transtorno que faz com que algumas pessoas percebam uma obra de arte de forma extrema: elas sofrem com desorientação espacial, como se tivesse "mergulhando" na imagem. O que pode ser visto do outro lado da "Mona Lisa" é desconhecido, mas os fatos falam por si: visitantes do Louvre protagonizaram casos que foram da agressão ao suicídio.

Mas poucos sabem que existe outra versão do quadro, conhecida como "Mona Lisa de Isleworth", que provavelmente nasceu dos pincéis de Leonardo da Vinci, tendo sido pintada anos antes. Ou então representava a versão original do quadro, enquanto que a variante conhecida em todo o mundo foi criada por Leonardo 20 anos depois em seu ateliê. A obra foi encontrada há mais de um século, numa coleção particular. No Museu do Prado, em Madri, é possível conferir uma terceira versão. Talvez, algum dia, a Mona Lisa de Isleworth ajude a descobrir todos os segredos da sua "prima" famosa.

Pintura de homem sem cabeça

Este quadro foi pintado a partir de una fotografia. O autor de tal imagem, James Kidd, afirma que não fotografava nenhum homem, em pé, à esquerda da carruagem. De repente, a figura surgiu na imagem durante a revelação do filme (a foto original pode ser vista aqui).

A artista pendurou a obra finalizada em seu ateliê, mas pediram que ela retirasse o quadro dali imediatamente. Ao colocar o quadro em seu local de trabalho, foi como se um fantasma estivesse ali, pois, mesmo que fosse pendurada de maneira simétrica, a obra ficava torta na parede. Mais à frente, a história se repetiu em outras casas que resolveram "adotar" a obra. Por fim, se viram obrigados a queimá-la.

Menino que chora

Existe toda uma série de pinturas de crianças chorando feitas pelo artista italiano Bruno Amadio. São retratos de 65 crianças órfãs que o artista vendia a turistas após a Segunda Guerra Mundial.


A pintura mais famosa desta série é "O menino que chora", que foi oficialmente reconhecida como maldita em várias regiões da Inglaterra. Segundo a lenda, o autor do quadro acendia um fósforo diante da criança que serviu de modelo, para que ele chorasse. Desde então, dizem que reproduções deste quadro estiveram presentes em 50 incêndios ocorridos em toda Inglaterra...

Vênus ao espelho

Esta pintura de Diego Velázquez, a "Vênus ao espelho", é, por si só, um grande mistério: especialistas em arte se perdem em suposições sobre por que o reflexo do rosto de uma deusa tão bela e jovem foi retratado com muito mais idade. E por que tem esta perspectiva errônea? O que o autor tinha em mente?

Além destes mistérios, ao quadro é atribuída uma força mística. Todos os seus proprietários foram perseguidos pela infelicidade: tragédias, incêndios e saques. Onde quer que estivesse, o quadro era sempre rejeitado. No começo do século 20, ele chegou à Galeria Nacional de Londres, onde parecia ter encontrado a paz. Mas em 1914, uma ativista britânica na luta pelos direitos da mulher atacou a obra, golpeando-a com um sabre, despedaçando a bela Vênus. Após isso, aparentemente nada de estranho voltou a acontecer com o quadro.

Mulher de Chuva

A pintura "Mulher de Chuva", obra da artista ucraniana Svetlana Telets, também provoca uma estranha impressão. Svetlana admite que pintou o quadro em apenas cinco horas e que, enquanto o fazia, sentia como se alguém estivesse guiando sua mão. Todos os compradores da obra devolveram-na, reclamando de insônia, ansiedade e da sensação de estar sendo observados.

Retrato do general espanhol Bernardo de Gálvez

Se você estiver escrevendo um livro sobre fantasmas, precisa conhecer o hotel Galvez, em Galveston (Texas, EUA). Hóspedes frequentemente reclamam do retrato do general espanhol Bernardo de Gálvez, cujo olhar, segundo dizem, segue fixamente as pessoas pelo corredor e pela escada. Ao mesmo tempo, muitas pessoas têm a sensação de que o general as segue até depois de saírem do ambiente, tão vivo quanto está pintado. O mais surpreendente é que a obra é impossível de ser fotografada. De forma geral, a imagem de câmeras sai com manchas, flashes ou distorcida.


Há uma grande quantidade de misteriosos rumores e lendas cercando o hotel.

As mãos que resistem a ele / The Hands Resist Him

Dá calafrios só de olhar. O artista Bill Stoneham afirma que pintou este quadro usando como referência uma foto de sua infância. A boneca que se encontra junto ao menino atua como um guia ao mundo dos sonhos, que se encontra atrás da porta. Mas que mundo sonhos é esse? Histórias desagradáveis começaram a acontecer na família de um de seus primeiros proprietários. A família que comprou a pintura pendurou-a num quarto infantil. O resultado disso foi que a pequena filha começou a chorar, gritando que as crianças do quadro estavam brigando. Os proprietários seguintes também reclamavam de estranhas situações, de problemas de saúde e da transformação misteriosa de sua aparência física. A verdade é que ninguém consegue admirar o quadro por muito tempo sem sentir uma certa inquietação.

Imagem de capa wikipedia
Produzido com base em material de the-line-up, therichest, oddee