Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Quanto gastamos em média, por ano, em 11 itens facilmente dispensáveis

5-3-
378

Durante as festas de fim de ano, algumas pessoas gastam cerca de R$ 1.000 em itens de decoração. Porém, até mesmo os itens mais caros tendem a ser jogados fora quando passa o período natalino. Para ter menos despesas, é sempre possível reutilizar decorações antigas ou criar algo a partir dos objetos que já estão em casa. Desperdiçar decorações de Natal é apenas uma das maneiras pelas quais acabamos vendo o dinheiro sumir da carteira, ainda que se tratem de artigos absolutamente dispensáveis.

Nós, do Incrível.club, resolvemos conferir os preços de coisas que costumamos comprar durante o ano, aproveitando para sugerir meios visando à redução dos gastos.

1. Assinatura da Netflix (R$ 262 — R$ 550)

No Brasil, os planos de assinatura da Netflix custam por volta de R$ 21,90 a R$ 45,90 por mês, o que gera um gasto anual de R$ 260 a R$ 550. As pessoas que assistem a filmes apenas esporadicamente podem dispensar a assinatura, passando a utilizar sites legais e gratuitos de streaming.

2. Água mineral (R$ 500)

Em 2019, cada pessoa gastou, em média, cerca de R$ 500 em garrafas de água mineral. Em vez de gastar tanto com água, podemos passar a levar recipientes com o líquido de casa na hora de sair para trabalhar ou passear. O importante é sempre tomar água de fontes confiáveis para não colocar a saúde em risco.

3. Lingeries caras (R$ 520)

Uma pesquisa apontou que muitos americanos gastaram menos de 100 dólares (ou R$ 520) em roupas íntimas durante o ano, mas há quem desembolse o equivalente a até R$ 2.600 em lingerie a cada ano. Claro que roupas íntimas são necessárias, mas lingeries luxuosas e caras não passam de supérfluos.

4. Suplementos vitamínicos (R$ 640)

Mais de 170 bilhões de pessoas consomem suplementos vitamínicos. No total, elas gastam cerca de R$ 110 bilhões por ano com isso. Isso quer dizer que uma pessoa mediana desembolsa por volta de R$ 640 por ano em produtos desse tipo, sendo que tais pílulas podem não gerar tanto efeito assim no organismo. É muito mais recomendável seguir uma dieta saudável.

5. Compras em aplicativos (R$ 520)

Só em 2019, os usuários de iPhone gastaram o equivalente a R$ 520 em compras feitas em aplicativos. A maioria delas foi feita por fãs de jogos. Obviamente, essa é uma das primeiras despesas que podemos cortar caso queiramos ou precisemos.

6. Desodorizadores de ambiente (R$ 375)

Levando em conta que um desodorizador de ambiente custa cerca de R$ 15 e dura cerca de duas semanas na intensidade máxima, você pode gastar até R$ 375 por ano só para manter a casa perfumada. Como alternativa, é possível simplesmente manter as janelas abertas ou se livrar dos maus odores apostando na mistura de bicarbonato de sódio e algumas gotas de óleo essencial.

7. Mensalidade da academia (R$ 7.000)

De acordo com uma pesquisa, usuários de academias desembolsaram aproximadamente R$ 580 por mês em 2018, o que representa astronômicos R$ 7 mil a cada ano. Mas é bom lembrar que podemos sempre nos exercitar sem precisar ir à academia nem a aulas, sobretudo quando aprendemos a usar o peso do próprio corpo em exercícios ou a realizar rotinas de treinos disponíveis gratuitamente no YouTube.

8. Amaciante de roupas (R$ 140)

Uma família americana média lava roupas 300 vezes por ano. Tendo em vista que um frasco de amaciante de roupas custa por volta de R$ 15 e rende até 34 lavagens, uma casa gasta cerca de R$ 140 por ano com o produto. Mas saiba que é possível adicionar bicarbonato de sódio ao sabão em pó no início do ciclo de lavagem para manter as roupas macias.

9. Roupas esportivas (R$ 1.000)

Quase 20% entre 860 pessoas afirmaram ter gasto até R$ 1.000 em roupas esportivas no prazo de um ano. Por outro lado, é fácil diminuir o gasto investindo menos em tênis que, ainda assim, oferecem qualidade, em camisetas de algodão, em meias e em calças.

10. Taxas de caixa eletrônico (R$ 2.300)

Sacar dinheiro em caixas eletrônicos pode gerar taxas de até R$ 2.300 por ano, tendo como base oito visitas mensais a um caixa que cobre taxa equivalente a R$ 24. Você pode reduzir a despesa ao se organizar para fazer saques com menos frequência.

11. Maquiagem (R$ 15.000)

Segundo uma pesquisa, cada mulher desembolsa, em média, o equivalente a quase R$ 1.300 por mês em maquiagens. Isso significa que, em um ano, ela terá gasto impressionantes R$ 15.600! Ainda que você não tenha como meta abrir mão totalmente da maquiagem, não há nenhum problema em ficar com o rosto limpo em algumas ocasiões.

Você consegue pensar em outras coisas com as quais costumamos gastar sem necessidade? Quanto desembolsa com elas a cada ano? Comente!

5-3-
378
Compartilhar este artigo