Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

Pesquisa sugere que crianças que crescem com animais de estimação são mais saudáveis

2--3
463

A maioria das pessoas pensa que os filhos precisam viver em ambientes extremamente limpos para serem saudáveis. Porém, a verdade parece não ser essa. Ao menos é o que sugerem vários estudos segundo os quais as bactérias presentes em nossas casas podem ser capazes de melhorar a saúde da família. Para sermos mais específicos, uma pesquisa aponta que animais de estimação representam uma das melhores maneiras de introduzir micro-organismos na vida de seus filhos.

Nós, do Incrível.club, ficamos surpresos com o grande número de estudos realizados nessa área, e trazemos aqui as mais relevantes conclusões obtidas por eles.

Os pets podem aumentar a imunidade das crianças

Diversos fatores afetam nosso sistema imunológico. Para você ter uma ideia, 20 minutos de risadas podem melhorar a imunidade das crianças, e os bichos de estimação também podem ajudar. Um estudo recente sugere que até mesmo encontros breves com animais já servem para tal. Os cachorros, por exemplo, fazem com que fiquemos expostos a micro-organismos naturais que fortalecem a defesa em crianças pequenas.

Pets podem reduzir alergias e diminuir o risco de asma

As alergias surgem quando nosso sistema imunológico reage à presença de substâncias e micro-organismos inofensivos. Parte considerável das pessoas acredita que evitar animais de estimação reduz a ocorrência de reações alérgicas. No entanto, a verdade não é por aí. O fato é que, quando a criança convive com um animal de estimação no primeiro ano de vida, apresenta menos risco de desenvolver alergias, especialmente as provocadas por pets.

Este estudo indica que crianças que crescem nas proximidades de celeiros e de animais de criação apresentam menor índice de alergias. O mesmo estudo constatou que a asma tratava-se de uma ocorrência rara nesse grupo. Outras evidências são encontradas neste estudo, segundo o qual os recém-nascidos que convivem com gatos teriam menos risco de sofrer com asma e outras doenças respiratórias.

Quem tem pet costuma estar em melhor forma

Ter um animal de estimação — sobretudo um cachorro — representa um ótimo estímulo para a prática de exercícios. Seja por meio de uma simples caminhada ou de brincadeiras no quintal, manter-se em movimento é ideal para que as crianças se mantenham ativas e saudáveis. Um estudo que acompanhou mais de 2 mil pessoas verificou que as pessoas que levavam seus cães para passear regularmente apresentavam melhor índice de preparo físico.

Por isso, se quiser ver seus filhos praticando mais exercícios, adotar um pet pode ser a solução ideal.

Eles aliviam o estresse

Nem mesmo os membros mais jovens da nossa sociedade estão livres de sofrer com o estresse diário. Porém, diferentemente dos adultos, não são todas as crianças que sabem lidar com isso. Nesse caso, os animais de estimação também parecem representar uma solução adequada. O contato com os bichos reduziria o nível de cortisol, hormônio do estresse, e também a frequência cardíaca, de acordo com este estudo. Por tais motivos, pets são usados frequentemente em terapias.

Os pets estimulam as habilidades sociais em crianças com autismo

Pais cujos filhos são portadores de transtorno do espectro autista sabem o quanto é difícil para eles estar em situações de sociabilidade. Felizmente, crianças autistas parecem sentir-se seguras quando em contato com bichos de estimação. De acordo com um estudo, crianças autistas riem e conversam mais com outros pequenos quando estão na presença de animais. Para casos assim, porquinhos-da-índia já se revelaram úteis, mas existem também vários métodos de terapia voltados a crianças com transtorno do espectro autista envolvendo bichos de outras espécies.

O que você acha da ideia de ter animais convivendo com crianças? Acha que os bichos realmente ajudam na saúde infantil? Nós adoraríamos que você deixasse um comentário com suas impressões sobre o assunto.

Imagem de capa jon1045 / imgur
2--3
463
Compartilhar este artigo