Incrível
Incrível

O que as mulheres usavam antes da existência de absorventes menstruais

Antigamente, as pessoas acreditavam que o sangue menstrual podia deixar os cães loucos. Por isso, todas as conversas sobre menstruação e métodos para controlá-la eram tabus. E antes da criação dos absorventes modernos, as mulheres usaram diferentes materiais durante o período — de papiros a ceroulas que pareciam fraldas.

A equipe do Incrível.club decidiu observar como as mulheres controlavam seu fluxo menstrual em cada época, antes do desenvolvimento dos produtos modernos de higiene íntima.

1. Papiro, madeira e esponjas do mar

Embora quase nenhuma informação esteja disponível sobre como as mulheres lidavam com seus fluxos na História Antiga, os historiadores acreditam que de 3.000 a.C. ao século V, elas usaram diferentes materiais naturais para a menstruação. Por exemplo, as egípcias experimentaram o papiro — um papel usado para escrever naquela época. Elas o molhavam para deixá-lo macio e ser usado como absorvente.

As gregas, segundo Hipócrates, costumavam embrulhar pedaços de madeira como absorventes internos. E acredita-se que algumas mulheres usavam esponjas do mar para absorver o sangue, durante o período menstrual.

2. Trapos

No século XIX, as mulheres nas sociedades europeia e norte-americana criavam seus próprios utensílios de higiene íntima com trapos de pano. Isso levou ao termo “no trapo”, uma gíria para a menstruação. As mulheres usavam flanela ou outro tecido para fazer absorventes menstruais, mas essas não eram soluções adequadas, pois não eram esterilizados.

3. Guardanapos descartáveis

Em 1897, a Johnson & Johnson desenvolveu a primeira versão dos absorventes higiênicos maxi — absorventes descartáveis, ​​chamados toalhas de Lister. Elas foram o primeiro produto comercial para a menstruação. No entanto, nessa época, ainda a consideravam um tabu e as mulheres tinham vergonha de ir às lojas comprá-los abertamente, assim, o produto não teve sucesso no mercado.

4. Avental higiênico

avental higiênico era feito de borracha com uma tira que passava entre as pernas, para evitar que o sangue vazasse nas saias e nos assentos. Basicamente, ele foi criado para evitar manchas nos móveis, mas era uma solução desconfortável e que não eliminava o mau odor.

5. Cintos menstruais

As faixas menstruais se tornaram a versão inicial dos absorventes higiênicos nos anos 1900 e eram um método popular para controlar o fluxo. Consistia de um cinto de elástico e seda, no qual as mulheres prendiam as almofadas de algodão. Os cintos pareciam fraldas e se mantiveram populares até a criação do primeiro absorvente com fita adesiva.

6. Ceroulas higiênicas

Na década de 1920, as ceroulas higiênicas eram as peças íntimas da época para a menstruação, ou roupas íntimas forradas com borracha. As ceroulas eram feitas do mesmo material usado na confecção de fraldas para bebês.

7. Copos de alumínio e de borracha

Embora o copo menstrual esteja ganhando popularidade atualmente, o primeiro modelo foi inventado há muito tempo, em 1930, e era feito de alumínio ou borracha dura. Em 1956, Leona Chalmers atualizou o produto usando materiais mais macios. O objetivo do copo era coletar o sangue, mas na época não teve sucesso comercial.

Você acha que teremos novos produtos higiênicos no futuro? Experimentaria algum desses dispositivos utilizados para a menstruação no passado? Conte para a gente nos comentários!

Incrível/Curiosidades/O que as mulheres usavam antes da existência de absorventes menstruais
Compartilhar este artigo