Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

O que aconteceria se todas as pessoas do mundo pulassem ao mesmo tempo?

Às vezes, as perguntas tidas como “bobas” são uma ótima forma de aprender mais sobre o mundo que nos rodeia. E se pensarmos bem, nenhuma pergunta é completamente sem sentido. Afinal, o ser humano chegou onde chegou por conta da curiosidade.

Hoje, o Incrível.club imaginou o seguinte: o que aconteceria se todas as pessoas do mundo pulassem ao mesmo tempo?

Para realizar a experiência hipotética, reunimos todos os habitantes do Planeta num só lugar: por exemplo, um território com mil quilômetros quadrados, algo do tamanho de Nova York. Sim, toda a população mundial caberia ali.

  • Suponhamos que a massa média de uma pessoa é de 60 kg (lembre que crianças e asiáticos pesam menos que os europeus, por exemplo).
  • A população mundial é de 7 bilhões de pessoas, aproximadamente. Assim, a massa total da humanidade seria de cerca de 450 milhões de toneladas.
  • A Terra tem massa de aproximadamente 6 sextilhões de toneladas, ou seja, 6 000 000 000 000 000 000 000 000 de toneladas.

A massa da humanidade responde por apenas 0,000000000000001% da massa do Planeta, ou seja, quase zero. Como você pode ver, não fazemos tanta diferença na escala total. O físico Rhett Allain calculou que a energia produzida pelo salto coletivo não teria efeitos globais consideráveis. No entanto:

  • O efeito mais perceptível para todos nós seria o barulho dos bilhões de pés atingindo o solo ao mesmo tempo. Esse ruído duraria alguns segundos.
  • E conseguiríamos movimentar o Planeta! Mas só 0,25 nanômetros. É a metade do diâmetro de um átomo de hidrogênio: o menor átomo do mundo. Esse movimento seria totalmente imperceptível, e a Terra imediatamente voltaria à sua posição normal.

Falando nisso, existe outra teoria a respeito, a do astrofísico Paul Sutter e do físico Mark Boslough. De acordo com a ideia, o efeito do pulo de toda a humanidade seria muito mais perceptível:

  • Eles acreditam que o som da aterrissagem de toda a humanidade sobre o solo seria tão forte (200 dB) que poderia romper os tímpanos, e até provocar a morte.
  • Haveria uma onda de choque que provocaria um terremoto de 4 a 8 graus na escala Richter, o que levaria à destruição de construções e um tsunami.

Você decide qual dos dois pontos de vista parece mais convincente. Nós achamos que a primeira parece mais realista. Será que você, leitor, manja muito de física e se arriscaria a fazer seus próprios cálculos?

Aliás, há na história recente um exemplo do efeito global provocado por um forte terremoto. Cientistas da NASA declararam que a órbita da Terra se movimentou alguns centímetros, e o dia ficou uma fração de segundo mais curto após o terremoto de grandes proporções que atingiu o Japão em 2011.

.

Imagem de capa bokica/depositphotos