Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Moro na Holanda há vários anos e vou contar um pouco sobre a vida na terra das tulipas

O que lhe vem à cabeça quando você pensa na Holanda? Tulipas, festas e bicicletas? Os holandeses, assim como qualquer povo, também têm suas características peculiares: penduram fotos de familiares no banheiro, não lavam as mãos quando voltam para casa e são famosos por serem bem sinceros. Meu nome é Natalya Kooyman, moro no país há vários anos e mantenho um blog no qual falo sobre a vida e o cotidiano na terra das tulipas.

Exclusivamente para o Incrível.club, contarei um pouco sobre os costumes mais peculiares dos holandeses e como é a vida por aqui. Confira!

A Holanda tem uma abordagem especial quando o assunto é a criação das crianças

  • As crianças do país geralmente vão dormir às 19h. Isso é bastante comum aqui, mas meu marido não conseguiu me explicar o porquê desse costume. Talvez os pais só queiram ver televisão com um pouco de paz e sossego.
  • Os filhos dos holandeses estão quase sempre seminus. Em abril/maio é comum ver nas praias locais pais cheios de roupas enquanto a criançada fica solta correndo pela areia com a roupa de banho quase nos joelhos.
  • Aqui os adolescentes começam a trabalhar cedo. Segundo a lei local, um jovem pode ter um emprego já aos 13 anos, realizando tarefas simples como organizar prateleiras em lojas ou entregar panfletos nas ruas. A partir dos 15 anos, já é permitido trabalhar em caixas de supermercados, distribuir jornais ou atender em um café.
  • Os adolescentes muitas vezes recebem pouco, embora trabalhem em pé de igualdade com os adultos. No entanto, tudo no país vai aumentando de acordo com a idade: quanto mais velho, mais alto o salário — e os impostos.
  • Existem habitações especiais nas quais apenas pessoas com mais de 55 anos e sem filhos podem morar. Nessa idade, algumas pessoas já começam a ter restrições de movimentos, então tudo é feito para tornar a moradia delas o mais confortável possível, pois existem rampas por toda parte nesses edifícios especiais. E no estacionamento subterrâneo todo mundo tem uma espécie de porão, onde pode guardar as coisas que não quer jogar fora.
  • Alugamos um apartamento de uma senhora que decidiu morar em uma casa de repouso. Muitos idosos holandeses fazem isso: gastam sua aposentadoria vivendo em um lar de idosos e ganham dinheiro alugando suas casas.

Alguns hábitos dos holandeses são fáceis de entender, enquanto outros nem os nativos conseguem explicar

  • O costume mais engraçado está relacionado com o banheiro. Para alguns os holandeses, existe uma coisa é imperdoável — esquecer o aniversário de alguém. Por isso quase toda casa no país tem um calendário no banheiro com os aniversários de todos os parentes e amigos (às vezes até com uma foto da pessoa).
  • A primeira vez que vi isso foi quando fomos visitar a filha do meu marido. Depois de um bom tempo conversando, percebi que precisava ir ao banheiro. Chegando lá, vi uma imagem na parede e imediatamente reconheci meu nome. Pensei: “Eu lhe dou todo meu carinho e em troca ela escreve sobre mim no banheiro...” Dei uma outra olhada, e vi que os nomes do pai e da mãe dela também estavam na lista. Então percebi que não era uma imagem aleatória, mas sim um calendário: se você vir um lembrete desse todos os dias, dificilmente esquecerá do aniversário de alguém.
  • Muitos também gostam de assobiar, o que é um costume estranho para os russos. Os holandeses adoram conversar por muito tempo quando estão visitando alguém. E quando o assunto se esgota, esperam até que alguém crie um novo tópico para discussão, e aquela pausa constrangedora resultante da falta de assunto é normalmente preenchida com um assobio artístico.
  • A maioria dos holandeses planejam tudo minuciosamente. Cada um tem sua programação para o dia, semana, mês e até para o ano. Então, se você chegar de repente na casa de uma amiga para conversar, não se espante se ela pedir para você ir embora porque já tem algo planejado para fazer.
  • A Holanda é um país majoritariamente plano, mas seus habitantes simplesmente amam as montanhas, chegando até a ter um pouco de “inveja” dos países vizinhos que têm morros e montanhas em abundância. Mas eles não podem reclamar da ausência de dunas: próximo de onde moro há uma cidadezinha maravilhosa chamada Zevenbergen (equivalente a “Sete Montanhas” em português). Apesar disso, montanhas mesmo por lá só no nome — o máximo que vi foi um pequeno morro, onde um policial estava deitado relaxando. Há, provavelmente, sete dessas elevações pela cidade. Mas o porquê de o nome da cidade ser “Sete Montanhas” nem o meu marido holandês pôde explicar. Disse apenas que soa bonito.
  • As festas de aniversário podem ser bem peculiares. Quando você chega a uma delas, primeiro parabeniza o aniversariante e depois deve cumprimentar todos os convidados. Todo mundo precisa apertar as mãos e dizer: “Parabéns!”
  • É costume comer em casa antes de ir para uma festa ou fazer uma visita. Em uma festa, serão oferecidos chá, café, biscoitos ou um pequeno pedaço de bolo de sua escolha. O normal é aceitar um biscoito, mas se você pegar o segundo, é considerado grosseiro. Bem, se pegar o terceiro, provavelmente será taxado de mal-educado.
  • Na Holanda, é costume dar flores de presente, já que existem muitas por aqui, ou ainda envelopes com 20 euros. Não é normal dar presentes caros, até mesmo em casamentos os noivos recebem um modesto envelope com 20 euros. Se um convidado chegar sem presente, ele não precisa se preocupar, isso também é considerado normal.

O segredo das ruas sempre limpas

  • Descartar o lixo na Holanda não é uma tarefa nada fácil. Para fazer isso, é necessário entrar em contato com o escritório da prefeitura e solicitar um cartão com o qual você pode abrir a lata do lixo. O processo é feito em duas semanas.
  • Você não pode chegar ao aterro sanitário local sem um horário marcado com antecedência. Na entrada, um fiscal verifica a lista e revista o que exatamente foi levado e o direciona para a lata de lixo específica para aquele detrito. Por exemplo, plástico é armazenado em uma lata, metal em outra, o material orgânico em outra e assim por diante. A propósito, no local não há montanhas de lixo e nenhum odor característico.
  • Uma das razões mais importantes para que o país seja tão limpo e organizado é que os holandeses sempre estiveram em uma luta constante contra o mar. Então, cada pedaço de terra conquistado é tratado com muito zelo. A maioria das casas possui um pequeno jardim e é importante sempre mantê-lo limpo e bonito. Não cuidar dele é considerado algo impróprio, e seus vizinhos podem inclusive não gostar de você por causa disso.

  • Essa tradição está enraizada desde os tempos antigos, quando não lavar a calçada da casa era considerado uma ofensa gravíssima e uma falta de patriotismo. Quanto aos apartamentos, as varandas são todas decoradas com plantas, flores e cadeiras. Esse último item é considerado sagrado. Os holandeses gostam muito de se sentar em uma cadeira na frente de casa e ficar olhando o movimento.
  • Outra razão para tudo estar sempre limpo é o alto valor das multas que disciplinam a população. Se você jogar lixo na rua, terá que desembolsar 140 euros e, se não respeitar a coleta seletiva, 95 euros. Descartar resíduos fora do local designado resultará em uma penalidade de 390 euros.

Na Holanda, as relações com os vizinhos são peculiares

  • É costume ter uma relação próxima com os vizinhos: eles podem cuidar do seu animal de estimação se você estiver saindo de férias ou regar as suas plantas. Caso passe mal, pode lhes pedir uma carona até o hospital. Mas eles também brigam: existe um programa na televisão local muito popular sobre brigas de vizinhos.
  • No site da polícia é possível encontrar instruções detalhadas sobre como lidar com um conflito com o vizinho. Por exemplo, se ele ouve música alta o dia todo ou o cachorro não para de latir, é preciso primeiro resolver com uma conversa e entrar em contato com o serviço local responsável por resolver conflitos. Se a primeira tentativa não funcionar, é hora de entrar em contato com a polícia, e um policial distrital irá até lá. Em caso de uma queixa repetida, o policial tem o direito de levar o equipamento de som ou o cachorro.
  • Raramente os holandeses recorrem à polícia e sempre tentam resolver as disputas pacificamente. No nosso caso, um dos vizinhos é um querido, mas o outro... é uma pessoa de humor complicado. Um dia pela manhã cumprimentou alegremente meu marido, mas quando este decidiu aspirar o carro, nosso vizinho apareceu gritando dizendo que iria chamar a polícia. Meu marido, então, aspirou silenciosamente o veículo e o colocou de volta na garagem. Duas semanas depois, estacionou o automóvel e uma das rodas ficou sob o gramado — na manhã seguinte uma multa estava esperando por ele.
  • Uma conhecida tem uma velhinha como vizinha. Ignorando qualquer tentativa de conversa, a senhora a denunciou várias vezes para o serviço local de conflitos. Ela reclama de tudo: das visitas que minha conhecida recebe e até se a pessoa ficou a noite toda. E diz ao serviço que minha amiga tem um bordel e está alugando ilegalmente a casa. Uma vez, essa doce senhora fez um gesto de “cortar o pescoço” e apontou para a minha amiga. No fim, o serviço está a favor dela e lhe pede para não dar atenção à senhorinha.

Existem alguns tipos de casamento na Holanda

  • Há 3 tipos legais de casamento no país. O comum, que implica em comunhão total dos bens, como propriedades, herança, direitos parentais conjuntos e de pensão. O divórcio só pode ser efetivado através de um processo jurídico. O segundo tipo é o de parceria registrada. No que diz respeito aos bens, o critério é o mesmo que o aplicado no primeiro modelo, a principal diferença é em relação aos filhos. Se o pai quiser ter direito sob a criança, deve reconhecer a paternidade em cartório. E em caso de divórcio, basta ir a um advogado ou conciliador para resolver a separação, ou seja, não há a necessidade de comparecer a um tribunal.

  • O último tipo é o contrato de coabitação. Nesse caso, o casal não precisa registrar nada, mas é possível estabelecer um acordo delineando as obrigações. Geralmente indica como as despesas serão divididas, que propriedades serão compartilhadas, quem tem o direito de morar na casa em caso de separação e diversos outros eventuais problemas do cotidiano, incluindo até a limpeza do lar.

Os holandeses têm uma ideia muito peculiar de higiene

  • Alguns habitantes do país não são muito atentos em relação a higiene. Quero dizer, eles são, mas não da maneira como estamos acostumados. Por exemplo, alguns não se dão ao trabalho de lavar as mãos quando chegam em casa da rua, depois de usar o banheiro ou antes de comer. Me explicaram que isso fortalece o sistema imunológico. Uma vez, meu marido não queria lavar as mãos depois de termos feito uma caminhada e parado para lanchar e tomar um café. Peguei um lenço úmido e o fiz limpá-las. Ele perguntava o porquê o tempo todo — apenas respondi: “É assim que tem que ser”. Ele resmungou dizendo que eu era uma ditadora, mas hoje em dia já faz isso sem reclamar.

  • No começo, achei bem estranho ver um médico, ao receber um paciente, não lavar as mãos e em um café os atendentes cozinharem sem luvas usando a mesma mão que pegaram no dinheiro. No mais, muitos os holandeses não tiram o sapato antes de entrar em casa. Para mim, isso permanece um mistério, não se trata apenas da limpeza, mas seus pés não cansam de andar o dia inteiro de sapatos?
  • Em termos de higiene pessoal, tudo ok: pelo menos um banho diário é obrigatório e eles escovam os dentes o tempo todo. Também estão dispostos a limpar suas casas com frequência, mas lavar a mão é realmente um problema. Vai entender...

As mulheres do país têm um estilo próprio

  • segredo do estilo das mulheres daqui está na ausência da moda. Na Holanda, praticamente tudo é feito em uma bicicleta e isso define a moda. O principal critério ao escolher uma roupa é a praticidade: nada de minissaias, calças apertadas ou vestidos longos. O vento frio do mar do norte e as chuvas frequentes obrigam as holandesas a usar jaquetas e capas impermeáveis.
  • Muitas garotas e mulheres preferem usar roupas de brechós. Para elas, isso é um tipo de aventura, em que tentam achar as melhores peças que custem pouco e das quais possam se orgulhar por muito tempo do achado. As habitantes do país sempre parecem naturais, como se quando estivessem saindo de casa colocassem a primeira roupa que acharam no guarda-roupa. E isso não vale apenas para as mulheres comuns, mas também para as apresentadoras de televisão.
  • Não é costume usar casacos de pele por aqui, e o clima também não é favorável para isso. No entanto, as holandesas têm um amor insaciável por casacos de pelo artificial — e às vezes até das cores mais inusitadas. Recentemente vi uma mãe e sua filha pequena vestidas com um casaco lilás combinando com uma legging e sapatilha. E estava 6 °C na rua.

Bônus: o holandês e o tato (ou melhor, a falta dele)

  • Os holandeses são conhecidos por sua simplicidade e sinceridade. No começo é um pouco chocante, e eu sempre pensava: “Meu Deus, eles são muito mal-educados, não têm o menor senso de tato?” Os habitantes daqui acreditam que a sinceridade, a honestidade e a ausência de hipocrisia são suas principais virtudes. Por exemplo, em um velório, podem afirmar que uma pessoa não foi muito boa no geral, porque a honestidade é mais valorizada do que a empatia.

  • Quando fomos abrir uma conta bancária para mim, um funcionário disse ao meu marido na minha cara: “Por que você precisa de uma conta conjunta? Sua esposa não tem renda, faça uma separada para que ela não gaste seu dinheiro”. Fiquei chocada que ele falou isso na minha presença. Meu marido tentou me distrair para que eu não prestasse muita atenção, embora ele próprio seja muito sincero. Uma vez, estávamos viajando de carro. Meu irmão estava dirigindo e acabamos dormindo no banco de trás. Quando acordei e me olhei no espelho, falei: “Meu Deus, estou horrível” — meu amado marido respondeu: “Sim, querida!”. Fiquei indignada, e ele simplesmente disse: “Não posso mentir para você”.

Você também gostaria de morar na Holanda? Tem outras curiosidades ou dúvidas acerca do estilo de vida no país? Conte para a gente na seção de comentários, podemos fazer um outro post sobre a vida por lá.

Imagem de capa MichaelMcLean / flickr