Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Quando apenas a Internet consegue explicar o que são algumas coisas

Hoje em dia as pessoas usam a Internet para muitas coisas, principalmente para tirar dúvidas e encontrar respostas rapidamente. As redes sociais se transformaram em palco de muitas ações, entre elas a de compartilhar conhecimento e descobertas.

Hoje, trazemos alguns objetos que eram um grande mistério para quem os encontrou. Durante muito tempo, eles tentaram descobrir do que se tratavam, até que conseguiram. Teste a sua intuição e tente adivinhar o que são essas coisas antes de ler as descrições.

18. Foi encontrado na China e é doce

Mel de abelhas. Já foi chamado de mal de pedra. Sob a influência de fatores naturais, o néctar se cristaliza rapidamente e se transforma em substância sólida. Ele é considerado um produto gourmet por muitos chefs.

17. Encontrado em um velho pote

O líquido começou a fermentar e se transformou em vinagre. Dentro dele se formou um 'útero acético', também conhecido como fungo de chá. Apesar da aparência, ele não faz mal e pode ser coado.

16. A dama sem roupa

É um suporte para guardanapos de seda, usado antigamente no lugar do papel higiênico pela nobreza. De um lado, a nádegas aparecem para mostrar o lugar onde deveriam ser usados. Bem ilustrativo...

15. Encontrados em uma loja japonesa

São tampas protetoras para lápis que ajudam a manter as pontas afiadas.

14. O que meu amigo pescou na Índia?

Parece que ele foi atacado, ou tem problemas de saúde. Mas esse é seu aspecto natural. É um peixe que pertence a uma nova espécie de garra da família Cyprinidae.

13. Encontrei na casa da minha namorada. Alguém sabe o que é?

Não é um instrumento de tortura, mas um massageador usado para aumentar a elasticidade da pele e eliminar as marcas de espinhas.

12. Uma placa pra lá de estranha

Os primeiros sinais assim foram encontrados próximos a fábricas de algodão. Em função das condições difíceis de trabalho, os trabalhadores começaram a sofrer de uma grave doença pulmonar. Obrgados a dormir sentados, eles adormeciam em varandas em função do calor. Os sinais eram colocados para que os motoristas que passassem não fizessem barulho. Hoje, avisos assim são colocados próximos a casas de reabilitação.

11. Encontrados na orla. Dentro, há nervos laranjas e ovos pretos

Esse 'alien' estranho é, na realidade, um molusco. Ele tem uma caparaça diferente e se alimenta de medusas, crustáceos e esponjas do mar. Os ovos pretos são seu alimento. Um dos seus 'parentes' é muito parecido ao coelho.

10. Fui ao banheiro e encontrei isto

Nem todo mundo entenderia, mas muitos homens aprovariam. É uma espécie de almofadinha para apoiar a cabeça enquando você vai ao banheiro.

9. Minha namorada herdou esta ferramenta da mãe dela, alguém sabe o que é?

Era usada para cortar verduras ou moer nozes.

8. Encontrei isto na praia. Parece uma concha, certo?

O que vemos na imagem é uma concha calcária.

Hoje em dia ela é usada por pessoas que fazem joias. O material tem um ponto de fusão muito alto e é bom para fazer moldes.

7. E este monstro na ressonância magnética?

Não é uma rã, nem um palhaço. Muito menos um alce. É o cérebro de um leão marinho de 1 ano de idade.

6. Que modelo mais estranho de capacete medieval, não?

É o capacete dos lança-chamas alemães na Primeira Guerra Mundial. Foi o exército alemão que o usou primeiro, entre 1912 e 1915.

5. Que lama mais estranha!

Não é nada de outro planeta. É apenas um fungo que se parece com gelatina e prefere 'comer' folhas e árvores podres.

4. E estas borboletas de metal, o que são?

É um pedaço de tampa de saleiro com dispensador.

3. Meu avô acha que são lentes de contato. Será?

Apesar de impressionantes, a resposta é óbvia. São próteses de olho criadas para serem iguais aos olhos humanos, muito usadas em filmes.

2. Encontrada na casa do avô. Para que serve?

Uma chave usada para fumar cigarro de palha. É vendida em tabacarias hoje em dia.

1. E esta criatura no Museu de Ciência Natural.

O que é?

É Jenny Haniver, uma criatura de existência não-provada que causou grandes divergências entre os cientistas. Na época dos marinheiros de Amberes belgas elas eram chamadas de demônios do mar. Alguns cientistas tentaram estudá-las seriamente.