Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

A incrível construção de uma ferrovia na China

Não é de hoje que os chineses vêm nos surpreendendo pela capacidade de construir grandes obras de qualidade num prazo pequeno. Um hotel que fica pronto para entrar em funcionamento após apenas duas semanas em reforma, uma estrada que ganha, em 10 meses, painéis solares em toda sua extensão, a maior ponte do mundo feita em vidro dentro de apenas 2 anos. São todos exemplos do que a China é capaz de fazer.

E as ferrovias chinesas também não ficam atrás. Neste post, o Incrível.club mostra como elas são feitas no país asiático. Leia e surpreenda-se, assim como aconteceu conosco.

Na cidade de Longyan, na noite de 19 de janeiro, teve início a construção de um braço de uma ferrovia. A obra contou com a participação de 1.500 operários, que tinham à disposição 23 máquinas escavadoras e 7 equipamentos de construção. A tarefa era unir 3 linhas de ferrovias antigas com uma nova (veja a foto).

Durante uma única noite, os trabalhadores não apenas conseguiram construir a ferrovia como também instalaram semáforos e meios para manter o controle sobre o transporte.

O trabalho foi finalizado na manhã de 19 de janeiro. Ou seja, a obra levou aproximadamente 9 horas. Aqui você pode ver um vídeo que mostra esta grande façanha.

De acordo com o subdiretor da empresa responsável pela construção da ferrovia, realizar um trabalho dessas proporções num prazo tão curto foi possível graças a uma correta organização. Os funcionários foram divididos em 7 grupos, o que permitiu a atuação em 7 trechos ao mesmo tempo.

A nova estação de trens é um fragmento do projeto da ferrovia Nanlong, que deverá se transformar num ponto de integração unindo a parte central com o sudeste do país. A finalização das obras está prevista para 2018, e nós apostamos que o prazo será cumprido.

Nós admiramos o trabalho árduo desses profissionais e acreditamos que muitas pessoas poderiam aprender com a habilidade chinesa de organizar bem o tempo e de dar o melhor de si. Você concorda?

Imagem de capa PearVideo
Compartilhar este artigo