Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Descubra o que funcionários de escritórios almoçam em diversos países do mundo

----
10k

Ninguém merece trabalhar com o estômago vazio, até porque desenvolver nossas funções sem estar devidamente alimentado compromete nosso desempenho. É por isso que as empresas precisam respeitar as pausas para o almoço, independentemente da quantidade de trabalho que exista para ser cumprido

Hoje, o Incrível.club decidiu mostrar a você o que funcionários de escritórios de diversos países costumam comer no almoço. Claro, trata-se apenas de uma amostra. Afinal, o cardápio depende de fatores como a região dentro de cada país e, mesmo, os tipos de restaurante que existem perto de cada escritório.

França

Segundo a lei, os empregadores franceses pagam até 80% do valor da refeição. Os funcionários recebem uma espécie de "vale-refeição", cujo valor fica entre 5 e 5,20 euros e que pode ser usado em restaurantes ou lanchonetes. Eles são aceitos também para pagamento de alimentos no mercado, para o caso de quem prefere levar o almoço pronto. De forma geral, a refeição é composta por um prato principal, queijo, uma sobremesa e uma bebida.

China

Antes, a maioria dos empregados de escritórios na China costumava levar comida de casa. Porém, os gerentes de muitas empresas passaram a proibir a prática, devido ao cheiro forte que caracteriza os pratos chineses. Por isso, atualmente, sempre há muitas lanchonetes e locais para comer nas proximidades dos prédios comerciais. O cardápio comum costuma ser formado por sopa ou salada, um prato principal (que necessariamente contém arroz), chá (ou café) e uma sobremesa. Na China, não importa onde comer. O importante é comer. Eles comem em qualquer lugar: em restaurantes, lanchonetes, sentados num banco do parque ou no chão mesmo. E até quando estão presos nos engarrafamentos.

Estados Unidos

De forma geral, os norte-americanos vivem pelo princípio: "tempo é dinheiro". Logo, é comum que comam no próprio local de trabalho ou levem comida de casa. Uma 'marmita' nos EUA costuma ser formada por sanduíche, batatas fritas e um refrigerante. Também são muito populares as 'caixas de almoço' (box lunch), direcionadas a funcionários de escritórios. Na maioria dos casos, elas contêm uma salada fresca, um sanduíche com atum ou peru, um pacote pequeno de batatas fritas e, às vezes, frutas e algum biscoito doce. Na maioria das empresas, o café o e chá são gratuitos. Em Nova York, é comum os executivos comerem na rua, em carrinhos de cachorro quente e de 'Halal Food', à base de arroz e carne de cordeiro - por sinal, um prato delicioso.

Alemanha

Quase todas as empresas alemãs contam com uma cozinha ou copa equipada com todo o necessário. Existe também o costume do vale-refeição. O menu é variado: prato principal com guarnição, salada, doces, iogurtes, bebidas. O tempo recomendado para comer é de meia hora. Porém, os funcionários determinam os próprios horários para almoçar e para trabalhar. Por lá, existe uma lei segundo a qual quanto antes você chegar ao emprego, mais cedo irá para casa.

Japão

Funcionários de escritórios japoneses costumam levar um bentô: comida embalada numa caixa, com tanto estilo que parece mais uma obra de arte. O bentô, de maneira geral, contém uma porção de arroz e um prato adicional, incluindo salada ou frutas. No Japão, são muito populares também os restaurantes de lámen com balcões exatamente em frente ao chef, de onde é possível ver o preparo do prato pedido.

Espanha

Na Espanha, o almoço geralmente é entre as 14h e as 16h. Os pratos mais populares são um caldo ou salada, paella ou carne (de peixe) assada com uma guarnição, terminando com uma sobremesa.

Índia

Em Mumbai, há um serviço muito original de transporte de refeições, o dabbawala. É por meio dele que as marmitas chegam aos funcionários de escritórios. Sua peculiaridade é que a comida não é enviada por algum restaurante, mas sai da casa do próprio empregado. Para isso, os entregadores de dabbawala recolhem, todas as manhãs, os recipientes com a comida previamente preparada, entregando-os em todas as partes da cidade com a ajuda de bicicletas.

Brasil

No Rio de Janeiro e em São Paulo, por exemplo, o mais comum são os restaurantes self-service, com buffets pagos de acordo com o peso do prato. A comida típica inclui arroz, feijão preto e muitos acompanhamentos. Pra quem gosta de feijoada e não liga de ficar meio 'pesado' após o almoço, o mais brasileiro dos pratos é oferecido nos restaurantes geralmente às quartas-feiras.

Cingapura

Os lugares mais populares para comer em Singapura não os "centros hawker", estabelecimentos situados em quiosques de comida com mesas posicionadas entre cada um deles. Cada quiosque tem sua cozinha e seu horário de trabalho. A comida é preparada no próprio local, em frente ao cliente, logo após receber o pedido. Geralmente, o cardápio não tem muitas opções: são uns cinco pratos com frango, arroz e massa.

Rússia

Durante o horário para refeição, a maioria dos funcionários russos come sem sair do trabalho. A comida costuma ser levada de casa. De forma geral, eles comem apenas o prato principal. Durante o dia, muitas pessoas comem petiscos. As opções mais populares para lanches nos escritórios são doces, chocolates e alimentos assados. Com menor frequência, há frutas, sanduíches e iogurtes.

Imagem de capa flickr.com, obedru.ru
----
10k