Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

Conheça as curiosidades por trás de 15 cédulas bastante criativas (e algumas até inusitadas)

Com a evolução da Era Digital, nós temos cada vez menos dinheiro em espécie conosco no dia a dia, e, por isso, certamente, acabamos deixando de conhecer muitas curiosidades sobre o tradicional “dinheiro de papel”. Por exemplo, na Inglaterra há outra moeda em circulação além da libra esterlina, e nela, dentre outras imagens, há a gravura de um ciclista colorido estampada. A Antártica também tem uma moeda. E, além disso, uma nota defeituosa pode valer uma boa quantia, você sabia?

Incrível.club encontrou diversas curiosidades sobre as cédulas mais originais do mundo e está pronto para compartilhar suas descobertas com você. Confira!

1. Moeda da Antártica com pinguins estampados

O Antarctica Overseas Bank (“Banco Ultramarino da Antártica”, em tradução livre) foi fundado em 1996 e já emite dólares antárticos há alguns anos. Infelizmente, você não pode usá-los para fazer pagamentos: a Antártica não é um país, e, por isso, não pode emitir dinheiro. No entanto, é possível comprá-los como item de colecionador. No mais, a instituição deseja aplicar o lucro com as vendas no financiamento de pesquisas.

2. Os dólares canadenses “demoníacos” dos anos 50

No Canadá dos anos 50, foram emitidas notas com o retrato da rainha Elizabeth II estampado. Contudo, em 1954, alguns cidadãos começaram a reclamar que o penteado da rainha criava a forma de um rosto demoníaco. O retrato foi rapidamente substituído, e as cédulas “demoníacas” podem valer uma boa quantia nos dias de hoje.

3. Modernas notas brilhantes de dólares canadenses

A nota de dólar canadense pode brilhar. Para isso, basta direcionar um laser sobre o símbolo da folha de bordo — a região irá brilhar e ainda projetar uma imagem ao fundo.

4. Não há apenas libras esterlinas em circulação no Reino Unido, mas também as libras de Bristol

As libras de Bristol são emitidas para apoiar e impulsionar a economia local. Na maioria das vezes, elas são usadas por empresários para efetuar pagamentos entre si, e essa moeda local tem a mesma cotação da libra esterlina. Para minimizar as chances de falsificação, foram desenvolvidos 8 designs para as notas, incluindo ciclistas coloridos e animais antropomórficos. Além da libra de Bristol, há outras variantes de moedas regionais em uso por todo o Reino Unido.

5. Na Bósnia e Herzegovina há duas variações de papel-moeda em circulação

A Bósnia e Herzegovina é composta por duas unidades politicamente autônomas, e uma delas — a República Sérvia — decidiu desenvolver um design próprio para as cédulas em circulação no seu território. Ambas as variações têm o mesmo valor e gama de cores, apenas apresentam retratos de personalidades diferentes. Somente as notas de 200 marcos conversíveis (esse é o nome da moeda nacional, a propósito) têm a mesma aparência. Alguns turistas, durante sua estadia no país, tentam colecionar todas as variações em circulação.

6. Desenvolveram uma versão em nota para o bitcoin

Um análogo físico à essa criptomoeda foi desenvolvido pela firma Tangem. A novidade recebeu o nome de smart banknotes (“notas bancárias inteligentes”, em tradução livre). As cédulas são, em essência, um dispositivo de carteira digital off-line para criptomoedas que possuem um chip embutido. A versão física da moeda digital tem dois valores: 0,01 e 0,05 bitcoin, e para efetuar um pagamento, basta entregar a nota para outra pessoa, como qualquer cédula comum.

7. A moeda nacional da Irlanda do Norte é considerada ilegal como forma de pagamento, mas ainda assim é utilizada no dia a dia

As libras esterlinas da Irlanda do Norte são emitidas desde 1929. No entanto, apesar de serem uma moeda legal, não têm respaldo jurídico para o seu uso como forma de pagamento (inclusive na própria Irlanda do Norte). Apesar disso, as libras esterlinas da Irlanda do Norte ainda estão em circulação. Em 2006, a propósito, o país emitiu uma nota de 5 libras com o retrato de uma lenda do futebol local — o jogador George Best. Um milhão de cópias foram vendidas em apenas algumas horas.

8. No passado, era possível ver a Dança da Morte e a Fonte da Juventude estampadas nas notas de francos suíços

Os suíços sempre tiveram uma abordagem mais rebuscada para o design de suas cédulas, mas nos anos 50 eles fizeram algo nunca antes visto. O país passou a emitir notas estampadas com a Dança da Morte, como símbolo da finitude de tudo, e com a Fonte da Juventude, a qual, segundo a lenda, devolve aos idosos a juventude.

9. Era possível ver uma pintura não finalizada nas notas de 5 mil cruzados

A nota de 5 mil cruzados tinha um retrato do artista plástico Cândido Portinari estampado. E no seu verso, uma imagem dele trabalhando, isto é — criando sua arte. Vale ressaltar que Cândido está representado finalizando um rascunho, e a parte da extrema direita parece estar inacabada, como uma tela em branco.

10. As Bahamas já tiveram uma nota de 50 centavos em circulação

Essa nota poderia se passar por uma cédula comum se não fosse pelo seu valor inusitado — 50 centavos de dólar bahamense. As Bahamas têm sua moeda nacional desde 1966, e a nota de 50 centavos ainda está em circulação, embora seja menos utilizada.

11. A menor cédula do mundo tem 41 por 32 mm

A nota de 50 centavos emitida no Marrocos mais de meio século atrás ocupava metade da palma da mão — a cédula em miniatura foi desenvolvida em 1944. Ela é um pouco maior que um selo postal e tem a imagem de uma fortaleza estampada.

12. A maior cédula do mundo foi emitida na Malásia, e seu tamanho é de 220 por 370 mm

A cédula foi emitida recentemente — em dezembro de 2017, em celebração ao 60º aniversário da independência do país. E ela é grande em todos os sentidos: há retratos de 9 líderes estampados na nota. Durante a confecção deste post, 600 ringgites malaios equivaliam aproximadamente a 777 reais e 144 dólares.

13. As cédulas das Ilhas Feroe aparentam algo entre um cartão-postal e uma pintura

As Ilhas Feroe são uma região autônoma integrante da Dinamarca. No mais, a moeda local — a coroa feroesa — se difere um pouco da coroa dinamarquesa. Suas notas têm estampas que retratam paisagens pintadas pelo artista feroense Zacharias Heinesen, criadas na técnica de aquarela úmida. E há um significado por trás disso: o clima nas ilhas é bastante úmido, registra-se precipitação 210 dias por ano.

14. Existe um “concurso de beleza” para as cédulas nacionais. E a vencedora do ano passado foi a representante da moeda nacional de Aruba

A competição é supervisionada pela International Bank Note Society (“Sociedade Internacional de Cédulas Bancárias”, em tradução livre). Todo ano, a organização escolhe a cédula do ano. Em 2019, a vencedora foi a nota de 100 florins arubanos. A cédula verde com a gravura de uma iguana e de mulheres performando uma dança tradicional foi premiada pelo seu alto nível de segurança. Impressões em alto-relevo, tintas que mudam de cor e detalhes microscópicos protegem bem a cédula de falsificações.

Bônus: nem tudo está perdido — cédulas defeituosas podem valer uma boa quantia

Alguns colecionadores não procuram apenas por exemplares de notas raras, mas também por cédulas defeituosas. Um usuário do Reddit postou a foto dessa nota com a pergunta: “Minha mãe trabalha no banco e encontrou isto entre as cédulas. Será que tem valor?” E um internauta respondeu: “Perguntei a um parente que é colecionador: vale entre 350 e 2 mil dólares”. Enquanto outro participante da discussão apostou em um valor um pouco mais baixo: “Eu diria que entre 500 e mil dólares seriam valores mais realistas”.

Se você tivesse a oportunidade de criar o design de uma cédula, como ela aparentaria? Qual seria a imagem estampada? Conte para a gente na seção de comentários.

Compartilhar este artigo