Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Conheça a história da mulher mais sortuda do mundo

----
224

A incrível história da vida de Violet Jessop certamente merece uma adaptação para o cinema. Ela sobreviveu a três dos grandes naufrágios que ocorreram no século passado.

Durante sua infância, contraiu tuberculose, mas, apesar das previsões pessimistas dos médicos, foi capaz de se recuperar. Aos 23 anos, Violet começou a trabalhar como comissária de bordo numa empresa que realizava viagens transatlânticas: a White Star Line.

Ela trabalhou a bordo do enorme navio RMS Olympic. Em 1911, a embarcação colidiu com outra. Na ocasião, o navio sofreu danos, mas, felizmente, não houve vítimas.

RMS Olympic, 1911

A moça continuou trabalhando na empresa e, em 10 de abril de 1912, junto com outros membros da tripulação, zarpou a bordo do navio irmão do RMS Olympic... o lendário Titanic. Inicialmente, ela não queria subir a bordo, mas foi convencida por amigos, que acreditavam que o trabalho no Titanic seria ótimo para seu currículo.

Na noite de 14 de abril, o navio se chocou contra um iceberg, e Violet teve a sorte de ser salva junto com outras comissárias no bote salva-vidas de número 16. Em suas memórias, ela escreveu que, quando entrava no bote, um dos oficiais lhe entregou um bebê. Junto com ele, Violet subiu a bordo do Carpathia (navio que resgatou alguns dos sobreviventes), onde uma mulher se aproximou, tirou o bebê dos seus braços e desapareceu correndo, sem dizer nada.

Titanic, 10 de abril de 1912

No entanto, nem mesmo um dos maiores naufrágios do século 20 fez com que Violet deixasse seu trabalho. Durante a Primeira Guerra Mundial, ela trabalhava como enfermeira da Cruz Vermelha a bordo do navio salva-vidas Britannic.

Em novembro de 1916, a embarcação explodiu em uma mina submarina alemã. Durante a operação de resgate, dois botes salva-vidas foram lançados ao mar, mas o inesperado aconteceu: as hélices do Britannic, ainda em movimento, começaram a destruir os botes. Violet estava em um deles, mas conseguiu saltar, e sobreviveu.

Britannic, durante a Primeira Guerra Mundial

Violet Jessop trabalhou 42 anos em navios, e fez viagens ao redor do mundo no cruzeiro "Belgenland". Esta surpreendente mulher viveu uma vida longa e interessante, e morreu aos 83 anos, em 1971.

Produzido com base em material de wikipedia, biography.com
----
224