Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como não cair nas armadilhas dos golpistas

----
808

Golpistas são muito mais espertos do que imaginamos. A cada dia aparecem novas formas de conseguir informações sobre a conta bancária dos outros e esvaziá-la rapidamente. Portanto, quando estiver na Internet, não deixe de ficar atento.

Colocaremos abaixo as maneiras mais conhecidas de enganar alguém e como você pode se proteger.

Compras na Internet: nem mercadorias, nem serviços

O golpe mais comum, quando o 'barato' sai caro. Em geral, acontece com anúncios de passagens, roupas de marca, eletrodomésticos e todo tipo de produto.

O esquema é simples: você se vê atraído por um anúncio de um smartphone novo ou uma viagem com um desconto de 50% (ou, em alguns casos, de 90%). Abre o link e insere seus dados de contato. Um minuto depois te ligam (em geral uma voz agradável) para avisar que sobra apenas um último item e você precisa pagar, numa espécie de leilão, 100% antecipado. É aqui que os enganadores (que poderiam ser chamados de estelionatários) ganham em cima da avareza de algumas pessoas: como perder uma oferta tão vantajosa?

Ao comprar um um site desse tipo você não irá receber a mercadoria ou o serviço pelo qual pagou. Em caso de passagem de avião, você pode ser registrado para um voo que não existe. Antes de você perceber, o valor é cobrado na sua conta bancária, um dinheiro que você jamais voltará a ver.

Como se proteger:

  • Se você pensa em pagar uma mercadoria ou um serviço com boleto, faça-o apenas nos sites oficiais dos produtores, distribuidores ou sites com boa reputação.

  • Lembre-se do velho ditado de que, quando esmola é grande, o santo desconfia. Se achar um celular 2 ou 3 vezes mais barato, desconfie e tenha quase certeza de que alguém está tentando te enganar.

Caridade

Golpistas se aproveitam da bondade de gente ingênua. Esse tipo de truque aparece em quase todas as redes sociais, em forma de publicações. Ao mesmo tempo, os links nos levam a sites que descrevem casos totalmente reais tirados de bases de dados de fundações de caridade. Acontece que as pessoas e os animais nessas publicações são reais, mas os requisitos de doação são diferentes.

Como se proteger:

  • Lembre-se de que ações desse tipo não se fazem com contas de pessoas físicas pessoais, mas de instituições de caridade ou ONGs com CNPJ.

  • Quando se trata de uma pessoa física, a única coisa que pode te ajudar é a comunicação. Às vezes, uma conversa rápida (mesmo online) é suficiente para entender as intenções de alguém.

  • Esse tipo de golpe costuma ser mais eficiente com gente mais velha. Se seus avós acessam a Internet, fique atento e proteja-os.

  • Se quer mesmo ajudar, procure uma instituição reconhecida. Existem diversas por aí que fazem trabalhos sérios e, que também precisam de ajuda. Se possível, faça trabalho voluntário.

Vendas pela Internet

Vender coisas pela Internet é muito cômodo, mas muita gente é enganada. Até mesmo quando você é o vendedor.

Suponhamos que você queira vender o seu iPhone pela Internet para comprar um modelo mais moderno. Você coloca o anúncio e no mesmo dia uma pessoa te escreve que tem interesse. O golpista te dá o nome de usuário e senha. No momento em que você entra no perfil, seu celular se vincula com a conta do enganador e é bloqueado. É aí que começa a extorsão. Para desbloquear o aparelho, você terá de depositar dinheiro na conta dele.

Como se proteger:

  • Jamais entre em contas alheias ou baixe aplicativos desconhecidos no seu celular ou no seu computador.

  • Realize a compra/venda sempre ao vivo. Quando alguém parece querer resolver as coisas rápido demais, é melhor suspeitar.

Bibliotecas digitais com qualquer livro

Existem bibliotecas digitais com todo tipo de livro, inclusive os que não existem. Você entra em um site como esse, escreve o nome do livro e ele existe. Você clica em 'Comprar' e eles pedem um número de conta.

Como se proteger:

  • Pague uma mensalidade em uma biblioteca confiável, ou compre o livro impresso em uma livraria de confiança.

  • Coloque no buscador uma combinação aleatória de letras. Se algum resultado aparecer, é melhor sair do site e nunca mais voltar.

Ligações gratuitas

Outro golpe conhecido. A rede móvel gratuita é um futuro inevitável, mas ainda não existe, embora os golpistas ofereçam na Internet ligações e mensagens gratuitas. Por uma quantidade relativamente baixa eles te oferecem esse 'aplicativo especial' que permite ligações gratuitas.

O dinheiro é pago via PayPal. Após a instalação, os usuários continuam pagando suas contas, como de costume.

Como se proteger:

  • Lembre-se: não existe um truque secreto que te ajude a evitar pagamentos de celular, Internet ou outros serviços.

Saldo acrescentado 'por erro'

O esquema é simples: você recebe uma mensagem de texto de um número desconhecido: 'Seu saldo atualizado é de 10 reais'. Depois, recebe outra mensagem do mesmo ou de outro número pedindo que devolva o valor. Os golpistas podem até te ligar para dizer que erraram de número. Essas pessoas se dão bem porque não prestamos suficiente atenção nas mensagens: você não recebeu dinheiro nenhum, simplesmente recebeu duas mensagens de texto.

Como se proteger:

  • Simples: as mensagens de texto do operador sempre chegam de um mesmo número curto, enquanto que os enganadores enviam mensagens de um número qualquer e pedem que o valor seja devolvido ao mesmo número.

  • Se alguém ligar e pedir para devolver o dinheiro, peça que a pessoa fale diretamente com o responsável, o problema não é seu.

O trabalho dos seus sonhos

O espírito é o mesmo de alguns golpes que já mencionamos: a proposta é boa demais ora ser verdade. Você encontra uma oferta de trabalho muito boa com um salário ótimo. Você entra em contato e quase na mesma hora recebe uma resposta dizendo que se trata de um trabalho de algumas horas por dia, sem requisitos e que você precisa depositar um valor para garantir a vaga.

Com medo de ficar de fora de uma oportunidade como essa, você faz o que eles pedem e eles desaparecem.

Como se proteger:

  • Vamos combinar: você acha mesmo que empregos assim surgem do nada em plena crise? Claro que não! Então, sempre fique alerta na hora de procurar emprego. Ainda mais se a oferta parece boa demais: salário alto, sem experiência, horário flexível.

  • O empregador sempre deve colocar os dados de contato (email, telefone e endereço). Se o contato é feito apenas por meio de redes sociais, cuidado.

Será um vírus?

Vírus são o truque favorito dos enganadores porque têm um apelo imediato.

Digamos que você esteja vendo algo na Internet e aparece um site de anúncios que contém um link para uma foto. Você entra para ver, mas ela não abre. O seu celular já foi 'invadido'.

O que fazer:

  • Desligar o celular e retirar o cartão SIM.

  • Instalar antivírus. Até mesmo o antivírus pode te proteger.

Como se proteger:

  • Não abra links desconhecidos, até mesmo os que parecem inofensivos.

Como saber se um site é confiável

Cada cartão de banco tem dados que podem ser compartilhados. O código de verificação (CVV) no verso do cartão costuma ser crítico.

Quando compramos coisas pela Internet, o CVV é pedido. Como saber se podemos confiar ou não?

Ao entrar em um site, na barra de navegação você poderá ver um pequeno cadeado.

Ele significa que a conexão é protegida por Transport Layer Security, ou o protocolo de segurança TLS. Ou seja, está certificado de que não se trata de um site falso e 99,99% não poderão conseguir seus dados. Você pode colocar suas informações sem medo.

Skimmers (Chupa Cabras)

Os enganadores encontram maneiras cada vez mais inusitadas e ousadas de pegar o seu dinheiro. A prova disso são os skimmers.

Um skimmer (no Brasil conhecido com chupa cabra) é um leitor de cartão magnético. Os golpistas os colocam nos caixas automáticos. Podem ser parecidos a uma mini câmera, a um teclado ou até mesmo a um caixa falso. Às vezes, os skimmers são tão perfeitos que nem mesmo os funcionários do banco conseguem reconhecer rapidamente.

Como se proteger:

Antes de colocar o cartão no caixa automático, confira se há sinais suspeitos.

  • Verifique se não há algo colado sobre o espaço onde inserimos o cartão. Em geral, os golpistas instalam o skimmer aí com uma fita adesiva e deixam durante algumas horas.

  • Estude a superfície do caixa (especialmente se for novo). Mexa no painel. Em geral, os que são falsos podem ser retirados facilmente. Se algo se mover, cuidado.

  • Muitas vezes o teclado falso é colado com um adesivo dupla face. Portanto, se ao pressionar uma tecla você sentir algo estranho, cuidado.

  • Não use caixa de bancos desconhecidos.

  • Se notar algo, comunique imediatamente a seu banco.

Produzido com base em material de wikihow
----
808