Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como as pessoas enxergam em diferentes estados de consciência

----
29k

Já imaginou como enxerga uma pessoa sob efeito de LSD? E um recém nascido? E uma pessoa com miopia ou estrabismo?

O Incrível.club traz uma brincadeira para mostrar as diferentes situações, de acordo com a idade, problemas de visão e sob o efeito de determinadas substâncias.

É assim que uma pessoa adulta saudável e em estado normal enxerga.

Há quem acredite que, quando alguém é estrábico, vê tudo em dobro ou, como mostram alguns filmes, enxergam tudo por dois lados ao mesmo tempo. Na realidade, o cérebro das pessoas com essa característica simplesmente ignora a imagem visualizada por um dos olhos para não enxergar em dobro. Em outras palavras, se você cobrir um de seus olhos, poderá ver o mundo sob os olhos de um estrábico.

As pessoas que sofrem de miopia veem o fundo borrado, podendo manter o foco de visão apenas no que está em primeiro plano.

Por outro lado, aqueles que sofrem de hipermetropia conseguem enxergar o fundo com todos os seus detalhes, mas veem borrado tudo aquilo que está em primeiro plano.

É assim que as pessoas que sofrem de cegueira prática enxergam o mundo. Elas veem silhuetas abstratas, cores e luz. Essas pessoas são consideradas totalmente cegas, já que não podem viver como aquelas com a visão perfeita.

É desta maneira que as pessoas que podem perceber parcialmente a luz na escuridão visualizam o mundo. Geralmente, são pessoas que perderam a visão na vida adulta.

Na cegueira absoluta, a pessoa vê tudo em preto. Isso considerando que uma pessoa cega de nascença dificilmente descreveria o mundo que a rodeia como "preto", já que simplesmente não tem a noção do que é a cor preta nem do que é a escuridão em si. Falando nisso, aqui você pode ver (em inglês) entrevistas interessantes sobre aquilo que as pessoas cegas veem quando dormem. Spoiler: não veem nada.

Existem vários tipos de daltonismo, e eles são mencionados em detalhes aqui. Neste post, abordamos a forma mais frequente de daltonismo, a deuteranomalia. Neste caso, todas as cores perdem um pouco de sua intensidade, sobretudo o verde e o vermelho.

É assim que um bebê recém-nascido enxergam o que está ao seu redor: a imagem é totalmente borrada. A criança só percebe luz e escuridão.

Durante o primeiro mês de vida, na mesma imagem borrada o bebê começa a distinguir objetos grandes e situados a 20 cm (por exemplo, sua mãe durante a amamentação).

Com 3 meses, o bebê começa a reconhecer os rostos dos pais, e até os 6 meses, passa a identificar cores (especialmente o amarelo e o vermelho).

Claro que não estamos falando de uma ou duas taças de vinho, e sim de um estado de embriaguez total.

Se quiser experimentar os efeitos visuais sentidos por usuários de LSD, use este simulador. Observe as imagens em tela cheia e leia todas as letras.

Outra opção é conferir um curta-metragem que reflete os pensamentos e o estado dessas pessoas sob o efeito da droga mais popular entre os hippies dos anos 1960.

O filme "Sem Limites" mostra o efeito da cocaína. A droga faz com que os usuários enxerguem o mundo mais "saturado", colorido e levemente distorcido.

Uma pessoa viciada em heroína não percebe os efeitos visuais dessa droga, já que sentem uma euforia absurda. Você pode ver mais sobre isso num documentário da National Geographic.

Imagem de capa Depositphotos
----
29k