Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Armadilhas em que os compradores sempre caem

Você pode até não se dar conta, mas muitos de nossos hábitos de consumo são determinados por pesquisas e truques de especialistas em marketing. A rigor, somos parecidos com o protagonista do filme O Show de Truman, observados por um exército de especialistas que estudam o nosso comportamento de compra para inventar truques cada vez mais fortes de convencimento.

Hoje, o Incrível.club traz para você 10 armadilhas super comuns na hora de convencer um consumidor a comprar um determinado produto.

10. O aspecto do produto

Para ressaltar o frescor dos alimentos e fazer com que a comida pareça mais apetitosa, os fotógrafos não economizam esforços. Vendedores de frutas e verduras também usam este truque nos mercados. As imagens são uma maneira de convencer as pessoas a comprar mesmo o que não precisam.

9. Slogans anti-publicitários

"Desculpa, mas não podemos vendê-lo". É isso que diz um slogan da Volkswagen no exterior. Quanto mais chamam atenção, maiores as vendas.

8. Preços super altos

Quase todos os consumidores um dia caem nesta armadilha. Funciona assim: primeiro, mostram um produto com um preço muito elevado. No final, com um preço baixo. Mas o produto mais barato também está com o preço inflacionado.

Aqui, os vendedores oferecem carros com preços diferentes pelo mesmo desconto - no exemplo acima, um anúncio dos Estados Unidos, dois carros estão com 5 mil dólares de desconto. Se não há diferença, por que comprar o carro mais barato? A ideia é justamente que você compre o mais caro.

7. Chamariz de preços

O 'caro' sempre é muito relativo. Caro em relação a quê? Um chamariz existe para incentivar o cliente a comparar os preços e tomar uma decisão 'correta' rapidamente.

6. Descontos falsos

Muitas vezes, vemos nos supermercados algumas etiquetas com preços riscados junto com um preço em oferta - neste exemplo, outro anúncio dos Estados Unidos, 'era' 58,97 dólares e o preço atual é de 58,96 dólares. Grande diferença, não? Na realidade, eles colocam estas etiquetas mesmo que a mercadoria não esteja mais barata. O desconto é anunciado simplesmente para que você pense que antes o produto era mais caro. Mas quem se lembra do preço de antes? Um desconto falso acontece quando nos oferecem, por exemplo, café com bolo por 'apenas' 10 dólares. Mesmo quando cada um custa 5.

5. Redução de tamanho

Um truque de marcas e supermercados que ajuda empresas a manter o lucro mesmo sem subir o preço.

4. Efeito Gruen e o modelo de funcionamento dos shopping centers

O arquiteto Victor Gruen criou o plano do primeiro centro comercial fechado (shopping). Antes disso, os supermercados ficavam em edifícios de apenas um andar conectados entre si. O arquiteto juntou todas as lojas sob o mesmo teto e criou um supermercado labirinto. Como resultado, criou um mundo perfeito e seguro, sempre luminoso e acolhedor, onde não há janelas ou relógios. Nos supermercados e shoppings as pessoas entram em estado de desorientação e transe passageiro, esquecem as razões que as levaram àquele lugar e perdem a capacidade de tomar decisões sensatas. Portanto, fazem compras compulsivas e gastam muito mais do que o previsto.

3. Carrinho de compras grande

O consumidor costuma gastar 40% a mais ao usar um carrinho ao invés de uma cesta. Isso quando não compra para uma grande família ou para toda a semana. Produtos de primeira necessidade, como pão e leite, ficam no meio do corredor, ou mesmo em cantos escondidos. Desta forma, o cliente vai pegando uma série de produtos não tão necessários no caminho.

2. Antropomorfismo

O antropomorfismo é uma forma de pensamento que atribui características ou aspectos humanos a animais ou elementos da natureza. Um exemplo seria falar com animais, como se eles fossem humanos. Os filmes Cars e Minions são exemplos de sucesso. Se uma marca comercial usa animais na embalagem, os clientes sentem empatia. O antropomorfismo aumenta a confiança na marca e, por isso, faz aumentar as vendas da empresa.

1. Distribuição estratégica dos alimentos

Em geral, produtos não tão conhecidos ficam nas estantes mais altas. No meio, ficam as marcas de 'ouro'; embaixo ficam outras marcas menos conhecidas e produtos para crianças. As empresas pagam mais para colocar produtos no meio, o que também faz aumentar o valor destes produtos. Para não cair nesta armadilha, antes de pegar um produto que está na altura de seus olhos, compare os preços com os mesmos produtos em estantes mais altas ou mais baixas.

Esperamos que as suas compras sejam inteligentes!

Tradução e adaptação Incrível.club
Imagem de capa depositphotos
Produzido com base em material de Be Amazed