Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

A história de como sapateiros da Ucrânia calçaram quase o mundo inteiro com botas impermeáveis amarelas

6-45
227

Na Europa, as botas da Timberland são sinônimo de qualidade americana (Made in USA) e moda versátil. Nos Estados Unidos, se tornaram icônicas praticamente desde o seu surgimento no início da década de 1970. Hoje, esses calçados são usados ​​por pessoas de diversos estilos: estudantes, construtores, lenhadores, artistas de rua, celebridades, hipsters e entusiastas de trilhas.

Para nós, do Incrível.club, foi uma verdadeira revelação descobrir que a lendária Yellow Boot de sola resistente foi inventada por emigrantes de Odessa, na Ucrânia. Nos surpreendeu, também, o fato de que os primeiros pares de botas foram mantidos no banheiro da empresa. Por isso, acreditamos que você também ficará impressionado.

  • As raízes dessa história remontam à Ucrânia, no início do século XX. Nathan Swartz nasceu em uma família pobre em 1902. Seu pai, avô e bisavô eram sapateiros, por isso o jovem seguiu a mesma profissão.

  • Posteriormente, a família Swartz emigrou para os Estados Unidos. Nathan, ainda adolescente, conseguiu um emprego como aprendiz em uma loja de conserto de sapatos em Nova York. Ele trabalhou muito, poupou dinheiro e, em 1952, adquiriu 50% das ações da Abington Shoe Company.

  • Por mais três anos, ele economizou e adquiriu o restante da empresa. Ao longo dos dez anos seguintes, Nathan e seus filhos, Sidney e Herman, produziram calçados feitos à mão e os venderam em lojas de descontos.

Timberland vintage

  • Durante muito tempo, o negócio não foi lucrativo. Mas tudo isso mudou quando os Swartz compraram uma máquina especial de moldagem de sola por injeção. Assim, obtiveram solas muito resistentes que não descolavam da parte superior do calçado. As botas produzidas com essa nova tecnologia eram vendidas por um preço mais alto: quase 6 dólares por par.

  • Depois disso, Nathan se aposentou. Sidney e Herman transferiram a produção para o norte do país, onde os trabalhadores locais precisavam de calçados especiais devido ao clima rigoroso. As botas garantiriam pés secos e aquecidos aos trabalhadores, que passavam muito tempo ao ar livre em condições climáticas desfavoráveis. Tendo percebido essa necessidade, Sidney decidiu fazer as botas impermeáveis ​​totalmente em couro.

  • A ideia parecia “ridícula” para muitos. Mas no início da década de 70, ele apresentou as hoje famosas botas de trabalho amarelas (que viriam, depois, a se chamar Timberland) ao mundo: um calçado feito em couro ultrarresistente, unido à sola pela tecnologia de moldagem por injeção, com costuras seladas e totalmente à mão, constituído por 39 componentes e fabricado em 80 etapas separadas. Simplesmente não existia um calçado como esse antes.

  • Os Swartz mergulharam as botas em um balde de água, despejaram um líquido colorido dentro e esperaram para ver se haveria vazamentos. As primeiras botas foram deixadas durante a noite no banheiro da fábrica, diretamente no vaso sanitário. Isso foi feito para provar que os calçados não se molhavam em hipótese alguma. Hoje, as botas também são testadas quanto à resistência à água e durabilidade, mas com a ajuda de equipamentos especiais.

  • De repente, as ​yellow boots de trabalho à prova d’água tornaram-se um sucesso entre os jovens americanos. Os irmãos começaram a ganhar milhões e decidiram dar um passo arriscado: mudar o nome da empresa para Timberland. Posteriormente, eles expandiram seu sortimento, mas sem mudar o nome da marca.

Coleção Khloé Kardashian

  • As primeiras botas Timberland continuam sendo clássicas atemporais, mas foram ligeiramente aperfeiçoadas. Foram adicionadas palmilhas de absorção de impacto para reduzir o cansaço dos pés. E a gama de cores aumentou. Agora, todos podem escolher seu par perfeito. Há opções até para quem se preocupa com o Meio Ambiente, pois muitos modelos são feitos de materiais reciclados.

  • Uma vez, Swartz foi visitado por um distribuidor italiano que queria comprar 600 pares de calçados. Sidney achou que ele nunca mais veria o estranho italiano, mas ele voltou e encomendou um segundo lote, depois outro e mais outro. Assim, a Timberland começou sua marcha triunfal pela Europa.

  • Criadas como um calçado para trabalhadores, as excelentes ​yellow boots também foram um sucesso entre os artistas do hip-hop de rua. Depois, a moda chegou às celebridades mundialmente conhecidas, como 50 Cent, Rihanna, Beyoncé, Kanye West, Gwen Stefani e muitas outras. Graças a esses famosos, as vendas da marca cresceram exponencialmente.

Bella Hadid e Rihanna com botas Timberland

  • O astro do basquete Shaquille O’Neal também queria tais botas, mas a empresa não produzia calçados de seu tamanho. Por isso, eles foram ao encontro de “Shaq” e fizeram modelos sob medida para ele.

  • Tudo nas ​yellow boots Timberland é de boa qualidade, mas elas tendem a ficar sujas muito rapidamente. E se algo acontecer com a sola, poucos sapateiros conseguirão consertar. Felizmente, esses calçados são quase eternos, mas é preciso cuidar bem deles. Eles podem resistir à água e ao gelo, mas o calor excessivo pode danificar o couro. Portanto, não devem ser colocados em um local muito quente para secar. Após a lavagem, é recomendado colocar papel dentro das botas e deixá-las secar em um local bem ventilado.

  • Os representantes da Timberland dizem que suas botas há muito tempo ultrapassaram um único estilo. Elas são apropriadas tanto para construtores ou músicos de rua quanto para supermodelos ou cantores famosos. E podem ser usadas com um agasalho ou até com um vestido.
  • O calçado dos trabalhadores e lenhadores americanos inspirou o estilista espanhol Manolo Blahnik, que criou sua própria versão das botas Timberland usadas por Jennifer Lopez no videoclipe Jenny from the Block e Beyoncé em ’03 Bonnie & Clyde.

Coleção Beyoncé para a família. À direita os modelos de Manolo Blahnik

J.Lo calçando a clássica bota Timberland

  • Em 1998, Jeffrey Swartz, filho de Sidney e neto de Nathan, assumiu a empresa. Foi ele quem colocou a Timberland no caminho da responsabilidade ambiental e social. Ele financiou programas de plantio de árvores e deu aos funcionários dinheiro para comprar veículos híbridos. Jeffrey também criouGreen Index, uma etiqueta verde que indica quais materiais e recursos foram usados ​​para produzir um determinado par de calçados.

Jeffrey Swartz

  • Em 2011, Jeffrey vendeu a empresa e a Era Swartz acabou. Ele afirmou que a Timberland será para sempre um negócio de família. “É como plantar uma árvore: você cava um buraco com as mãos, coloca uma muda dentro, faz todo o possível para garantir que tenha sucesso e depois a observa crescer. É assim que vejo Timberland”. Atualmente, Swartz está ativamente envolvido em trabalhos de caridade, e a empresa continua o seu compromisso com a sustentabilidade.

Um super-herói da sustentabilidade construído pela empresa a partir de materiais reciclados e sucata.

Conhece as botas da Timberland? Ficou com vontade de adquirir um par depois de ler essa história fantástica?

Imagem de capa timberland / Instagram
6-45
227
Compartilhar este artigo