Incrível
Incrível

9 Avanços científicos que veremos nos próximos anos

A ciência avançou significativamente nos últimos anos, e esses avanços podem ser observados em diferentes campos de estudo. O mais curioso neste processo é que justamente quando pensamos que o limite está próximo, os cientistas aparecem com novos projetos e mais ideias ambiciosas, mostrando que o conhecimento não tem fim.

Hoje, trazemos 9 conquistas impressionantes no campo da Ciência. Chamamos de conquistas, mas elas são descobertas que ainda não ocorreram na prática e que provavelmente serão parte da realidade nos próximos anos.

9. Wi-Fi no mundo todo

Mais de 50% das áreas rurais da Europa, África e Ásia ainda não têm acesso a uma conexão sólida e rápida de Internet. Se você já se perguntou se algum dia o mundo todo terá acesso à Internet, com o apoio do Virgin Group, do bilionário Richard Branson, a OneWeb fará com que isso seja possível em apenas 10 anos. Segundo Greg Wyler, fundador da OneWeb, a empresa está construindo uma nova plataforma global acessível a todos.

Em 2018, eles planejam lançar 10 satélites que se transformarão nas primeiras peças de um satélite maior, na verdade o maior já construído. A companhia planeja oferecer acesso à Internet para todas as escolas, hospitais e casas do mundo em 2022. Em 2027, com 900 satélites em órbita, terá início uma nova Era digital global.

8. Uma máscara que aumenta a percepção dos sentidos

Quase todos os super-heróis usam máscaras, escudos e armaduras, até mesmo aqueles que não possuem super-poderes. O avanço tecnológico demonstrou que, hoje, qualquer um pode se parecer a um super-herói, ou pelo menos melhorar substancialmente a visão e a audição. Desenvolvida por estudantes do Royal College of Art de Londres, a máscara, chamada Eidos, muda a maneira como vermos e escutamos o mundo ao nosso redor. O equipamento pode amplificar os sons específicos e bloquear o ruído de fundo. Ele permite ao usuário apenas escutar as vozes desejadas. Essa máscara terá um grande impacto em pessoas com problemas de audição, ou pessoas que sofrem dificuldades para se concentrar em ambientes barulhentos.

7. O projeto Third Thumb

Você precisa de uma ajuda extra? Conheça Dani Clode, uma designer da Nova Zelândia que vive em Londres, e seu ’Projeto do Terceiro Polegar’, em que um dedo extra é impresso em 3D. Tudo o que você precisa fazer é colocar uma pulseira parecida a um relógio e prendê-la a dois sensores de pressão instalados nos sapatos, embaixo do dedão de cada pé. A comunicação é via Bluetooth e responde a todo tipo de movimento. Dani sempre mostrou interesse em próteses e queria conhecer a conexão entre o usuário e a extremidade. O protótipo do Third Thumb tem um futuro promissor na música, na medicina e em outros campos os quais a pessoa precisa de maior controle das mãos.

6. Cura da AIDS

Durante muito tempo o mundo espera ansiosamente por isso. Recentemente, avanços científicos ofereceram esperança para que uma vacina contra a AIDS seja criada. A AIDS afeta mais de 36,7 milhões de pessoas em todo o mundo. Segundo a revista Science, cientistas dos Institutos Nacionais de Saúde conseguiram criar um anticorpo que ataca o vírus HIV em 3 partes, criando assim a possibilidade de desenvolver a vacina e tratar a doença no futuro.

Se esse anticorpo for classificado como seguro, já no final de 2018 o medicamento começará a ser testado com pessoas soropositivas. O remédio demoraria alguns anos para sair no mercado. Em assuntos como esses, é importante esperar e não especular.

5. Lente de contato inteligente do Google

Parece que o Google não conhece fronteiras no mundo da tecnologia. Junto com o gigante farmacêutico Novartis, a gigante de tecnologia está desenvolvendo um protótipo de lente de contato inteligente há 3 anos. O dispositivo vai influenciar o campo da medicina: a lente poderá medir os níveis de glicose na lágrima com a ajuda de um pequeno chip. Um belo avanço para quem sofre de diabetes. Os pesquisadores do Google X decidiram criar chips e sensores tão pequenos que se parecem com fios de cabelo humano.

4. Pílula do Google X que detecta câncer

E a ousadia do Google não para no caso acima. Os laboratórios da empresa têm buscado juntar medicina com nanotecnologia. Esta última é um complexo campo de estudo que pode levar a medicina moderna a um novo nível. Os laboratórios estão trabalhando em uma pílula de nanopartículas que pode ajudar a identificar e prevenir o câncer e doenças cardíacas. Segundo Andrew Conrad, chefe da divisão de Ciências da Vida no laboratório de pequisa do Google, as nanopartículas requerem uma pesquisa complexa e profunda porque podem fazer mal ao corpo humano. Antes de criar um protótipo, o Google X deverá enfrentar os desafios da segurança.

3. A China planeja aterrissar com um foguete na face oculta da Lua em 2018

Em 2016, a China começou oficialmente uma nova etapa de exploração lunar e estabeleceu o objetivo de aterrissar no lado oculto da Lua em 2018. O país planeja enviar o módulo Chang’e-4 ao outro lado da Lua, que nunca foi explorado. Na verdade, os planos para as explorações do satélite são bastante ambiciosos e já há planos de lançar o Chang’e-5.

2. Dispositivo eletrônico que pode ser implantado no corpo

O professor de engenharia química da Universidade de Stanford (EUA), Zhenan Bao, e seu grupo de colegas criaram o primeiro biopolímero eletrônico que pode ser implantado no corpo humano. No artigo que detalha o projeto, eles descrevem a criação como rápida, biocompatível e absolutamente inofensiva. Os cientistas dizem que o dispositivo pode ser usado em muitos campos para avançar em pesquisas que não fazem mal ao meio ambiente. Ting Lei, autor principal do artigo, disse: “O próximo passo inclui também o uso de polímeros, como sensores químicos/biológicos, e os componentes eletrônicos ainda mais complexos”.

1. Transplante de cabeça

Durante mais de 35 anos os médicos e os cientistas mais brilhantes do mundo tentaram curar a paralisia e melhorar a função da medula. Se isso tivesse acontecido, eles poderiam ter realizado um transplante de cabeça. Mas não aconteceu.

Não obstante, parece que o futuro chegou. O Dr. Sergio Canavero, diretor do Grupo de Neuromodulação Avançada de Turim, Itália, está pronto para realizar o primeiro transplante de cabeça humana. Ele quer cortar a medula espinhal, ’repará-la’ e depois usar estimulação magnética. Sua equipe planeja realizar as provas usando cadáveres. O custo estimado da operação é de 16 milhões de dólares. Mas Canavero esteve trabalhando com pacientes na China e na Rússia e ele acha que realizará tal operação com um paciente chinês em razão de maiores possibilidades de financiamento.

Realmente o mundo da tecnologia e da ciência não para de nos surpreender. De qual avanço você mais gostou? Qual o mais impressionante? Compartilhe sua opinião nos comentários.

Imagem de capa millieclivesmith, dezeen
Incrível/Curiosidades/9 Avanços científicos que veremos nos próximos anos
Compartilhar este artigo