Incrível
Incrível

8 Coisas que hoje são comuns, mas que há algumas décadas não eram permitidas na TV

Atualmente, é difícil imaginar nossas vidas sem a televisão, afinal de contas, as séries têm nos mantido cada vez mais tempo presos ao sofá. No entanto, é curioso como a TV que conhecemos hoje não tem nada a ver com a de alguns anos atrás. Coisas que agora consideramos cotidianas eram totalmente proibidas há algumas décadas.

Pensando nisso, o Incrível.club separou alguns aspectos que vemos quase diariamente na televisão e que no passado eram impensáveis.

1. Mencionar ou mostrar uma gravidez era espantoso

Uma mulher grávida é uma das coisas mais naturais do mundo, não é mesmo? Aparentemente, para a televisão dos anos 60 isso era um tabu. A censura proibia que a barriga fosse mostrada; além disso, a palavra “gravidez” e termos relacionados também não podiam ser veiculados.

A famosa série I Love Lucy, de 1951, foi a primeira na história da TV a mostrar uma gravidez. Mas a equipe de produção teve de se virar para não mencionar a palavra e esconder a barriga da atriz. Ainda assim, o episódio causou tanta controvérsia que quase não foi ao ar. Incrível, não é mesmo?

2. Os casais dormiam em camas separas

Nada mais natural do que um casal que dorme junto, não é mesmo? No entanto, na popular série The Dick Van Dyke Show, dormir em camas separadas era algo comum. Por sorte, as séries atuais não têm mais medo de mostrar a vida real de um casal. Na verdade, em muitas histórias, as cenas mais divertidas acontecem justamente no quarto.

3. Banheiros não podiam ser mostrados

O que acontece no banheiro fica no banheiro. Esse ambiente é perfeito para os atores protagonizarem momentos de intimidade que ajudam a revelar a vulnerabilidade dos personagens. Os criadores das maiores séries do mundo sabem disso muito bem, por isso sempre incluem cenas nesses cenários.

Contudo, há poucas décadas o lugar das necessidades fisiológicas estava vetado na televisão. Os banheiros começaram a ser mostrados a partir dos anos 80, e uma das primeiras séries a fazê-lo foi Um Amor de Família, em 1989.

4. Até 1985, a menstruação simplesmente não existiu na TV

Hoje em dia, estamos muito acostumados a ver dezenas de comerciais de produtos de higiene feminina, mas há 36 anos isso era algo ultrajante. Courteney Cox foi a primeira pessoa na história da televisão a dizer a palavra “menstruação”, o que ocorreu em um comercial de absorvente interno, em 1985.

5. Os umbigos das mulheres precisavam ficar escondidos

A atriz Barbara Eden, protagonista da icônica Jeannie é um Gênio, sofreu muito durante as gravações da série. Ela passou 4 anos tendo de esconder o umbigo com gestos incômodos. Os produtores mais importantes da época simplesmente decidiram que mostrar essa parte do corpo da mulher era completamente inaceitável.

Graças à Cher, nos anos 70 essa ridícula proibição acabou. A cantora foi a primeira que se atreveu a mostrar a barriga, o que aconteceu no programa The Sonny & Cher Comedy Hour, apesar da oposição, por parte da emissora de televisão. A influência dela foi tão forte que, mais ou menos no ano 2000, mostrar o umbigo era algo quase obrigatório para quem quisesse participar do mundo da moda.

6. Relações inter-raciais eram impensáveis

Esse tema sempre foi motivo de grandes polêmicas, por isso as emissoras optavam por evitá-lo. Jornada nas Estrelas foi a primeira série a mostrar um beijo inter-racial, mas tivemos de esperar até mais ou menos o ano 2000, para que isso fosse algo habitual, pelo menos nas séries de televisão estrangeiras.

7. As primeiras cenas românticas entre casais homossexuais são mais ou menos dos anos 2000

Por mais estranho que possa parecer, mostrar um casal abertamente gay é algo novo na televisão. A partir dos anos 70, algumas produções decidiram introduzir casais homossexuais em suas histórias, mas grandes demonstrações de afeto foram censuradas por muito tempo.

Por volta do ano 2000, dois personagens da série adolescente Dawson’s Creek fizeram história e protagonizaram o primeiro beijo entre dois rapazes. Em 2001, a série Buffy, a Caça-Vampiros quebrou os estereótipos ao apresentar o primeiro casal homoafetivo (Willow e Tara) em um relacionamento estável.

8. O movimento do quadril foi uma grande revolução

Hoje em dia, mover o quadril é parte da essência de muitos gêneros de dança. No entanto, em 1956, Elvis Presley causou muita controvérsia pela forma como se apresentava dançando na televisão nacional. O rei do rock contagiou o mundo inteiro com seu ritmo e fez desaparecer uma das proibições mais rígidas da época.

Ainda bem que a televisão pôde evoluir e fez com que vários preconceitos desaparecessem. Embora muitos outros aspectos ainda tenham um longo caminho a percorrer, esses avanços foram importantes para chegarmos à televisão da atualidade. Para você, qual foi a série ou a novela que causou mais impacto social na história da televisão?

Incrível/Curiosidades/8 Coisas que hoje são comuns, mas que há algumas décadas não eram permitidas na TV
Compartilhar este artigo