Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Por que eles escondiam as mãos?

Todos nós já vimos retratos de imperadores, governantes e generais posando com uma mão escondida na roupa. Por mais estranha que a postura possa parecer, o gesto esteve na moda por muito tempo.

Decidimos pesquisar um pouco mais sobre o assunto e encontramos 5 diferentes e inusitadas explicações sobre esse mistério.

5. Bons modos na Grécia Antiga

Como costumamos olhar para as pessoas que assoam o nariz em público e fazem muito barulho? Não muito bem, certo? Era mais ou menos assim que os gregos viam as pessoas que não escondiam as mãos entre as dobras das jaquetas durante algum processo de comunicação. Sobretudo se se tratava de um discurso público. Tirar as mãos era considerado um sinal de falta de respeito.

O gesto foi muito recomendado por Ésquines, fundador de uma das escolas de retórica na Grécia Antiga.

4. Imitação de posturas clássicas

No século XVIII, a alta sociedade da Europa Ocidental reviveu a moda antiga. Com base nas noções de bons modos dos gregos antigos, os pintores começaram a retratar a nobreza com uma mão dentro da roupa. Com o passar do tempo, o gesto começou a ser associado com as pessoas de classe alta, boa educação, bons modos, ótimo senso de humor e personalidade 'sofisticada'.

3. Postura do imperador (da moda)

Em muitos retratos, Napoleão Bonaparte esconde a mão atrás da roupa. Há quem pense que ele simplesmente gostava do gesto, mas a coisa não é bem assim. Por exemplo, para 'O Imperador Napoleão em seu gabinete de trabalho', ele nem mesmo precisou posar, Jacques-Louis David o desenhou de memória e ele mesmo escolheu a postura. Quando Napoleão viu o retrato, disse ao pintor: "Você me entendeu, querido David".

2. Postura cômoda para as fotos

Antigamente, na hora de posar para um retrato, o gesto tinha uma vantagem importante, já que as pessoas precisavam ficar paradas durante muito tempo. Essa posição ajudava a manter as mãos do 'modelo' no mesmo lugar, evitando que a imagem saísse borrada. Essa postura foi muito popular entre os soldados da Guerra Civil dos Estados Unidos. Também foi assim que Karl Marx posou para uma de suas fotos mais conhecidas. No final do século XIX, a postura saiu de moda.

1. Símbolo da Maçonaria

Segundo uma outra versão, esta postura é um símbolo maçônico secreto usado para a autoidentificação. Dizem que os retratos das pessoas que escondem as mãos indicam devoção à causa ou certo respeito à hierarquia. Isso ocorre, por exemplo, no retrato de Mozart, pintado por Antonio Lorenzoni.

Imagem de capa wikimedia.org