Incrível
Incrível

18 Internautas contaram suas aventuras e traquinagens mais memoráveis da época do Jardim de Infância

Certamente, muitas pessoas se lembram com carinho de seu tempo na pré-escola. Afinal, foi lá que fizemos nossos primeiros amigos, aprendemos a fazer os mais variados presentes à mão para nossos pais, brincávamos o dia inteiro e fizemos nossas primeiras descobertas sobre o mundo.

Nós, do Incrível.club, decidimos relembrar os tempos de infância, e encontramos 18 relatos inusitados de internautas sobre suas experiências e traquinagens no Jardim de Infância. Confira!

  • Eu tinha cerca de 5 anos quando comecei a pré-escola. Imediatamente não gostei do parquinho de lá: só tinha alguns arbustos franzinos sem folhas e nenhuma árvore. Bem, decidi consertar isso urgentemente, já que era fim de inverno e a primavera se aproximava. Só tinha um problema — eu pensava, ingenuamente, que os arbustos nasciam dos botões das folhas que estavam brotando. Então, eu sorrateiramente arrancava os botões dos arbustos e os plantava cuidadosamente pelo parquinho. Na primavera daquele ano, o nosso parquinho não ficou verde.
  • Na minha escolinha, nós tínhamos um parquinho muito legal que era cercado de terra. Eu brincava com os meus amigos lá todo dia. Meus sapatos ficavam cheios de areia. Não sei por que, mas eu nunca a sacudia dos sapatos, mas a despejava sorrateiramente na sacola que ficava pendurada na minha cadeira na sala, na qual deveríamos guardar nosso material. Ninguém nunca notou. Porém, no final do ano letivo, você tinha de levar a sacola para casa. Por que será que a minha estava bem mais pesada do que a de todo mundo? © Josie Lafont / Quora
  • Quando a minha mãe me deixou no Jardim de Infância no primeiro dia, não chorei. No segundo dia também. Já no terceiro, chorei. Mamãe perguntou o porquê e eu lhe disse que todas as outras crianças faziam isso e eu me sentia excluída. © OopsALittleHuman / Reddit
  • Uma vez, eu e cerca de outras três crianças estávamos nos escondendo no fundo da sala e colando tiras de papel por toda a minha roupa para que eu pudesse pular de um banco e voar. Preciso dizer que tudo isso foi ideia minha. A professora foi ter uma conversa com a minha mãe. © caplist / Reddit
  • O meu irmão ainda estava no Jardim de Infância quando eu nasci. E ele ficou um tanto decepcionado: disse que seria melhor se a mamãe tivesse tido um cachorrinho. Um dia, minha mãe foi pegá-lo na escolinha e a professora veio quase chorando conversar com ela. Acontece que meu irmão tinha se lamentado que não tinha conseguido aprender o poema da tarefa de casa porque passava o dia e a noite toda cuidando do bebê e limpando suas fraldas. A professora ficou impressionada, já minha mãe — perplexa.
  • Uma vez, tinha escrito no cardápio do dia da escolinha: “Quiche de queijo com fr.”. Eu perguntei por que estavam misturando queijo com frango, isso não parecia gostoso na sobremesa. Acontece que a torta era servida acompanhada de frutas. © Yaserg / Pikabu
  • Eu estava tão empolgada para o meu primeiro dia no Jardim de Infância que arrumei minhas coisas na noite anterior. Guardei giz de cera, grafites e um caderno em uma pasta de couro legítimo. Anos depois, entendi que minha mãe não disse nada provavelmente por entender como eu estava me sentindo. © Charliss Green / Quora
  • Uma vez, eu peguei a minha filha no Jardim de Infância e ela me disse: “Me elogiaram hoje!” Bem, pensei que ela provavelmente tinha contado bem uma história ou algo do tipo. Aí, a pequena disparou: “É que eu e a mamãe não chegamos atrasadas para o café da manhã da escolinha hoje”. © TaSayY/ Pikabu
  • Eu morava em uma cidade grande e costumava voltar andando sozinha para casa da escolinha. Tinha 4 anos. Muitos anos depois, quando perguntei a minha mãe sobre isso, ela disse surpresa: “Sério? O seu irmão deveria ir buscar você”. Meu irmão tinha 9 anos na época. © GoGirlsGoBooks / Twitter
  • Os meus filhos têm 29 e 30 anos e eles ainda se lembram da sua professora do Jardim de Infância que cheirava a cookies recém-tirados do forno. Que todos os educadores sejam lembrados de uma maneira tão carinhosa como essa. © EMarieLambert1 / Twitter
  • Uma vez, no Jardim de Infância, eu me escondi atrás de um monte de coisas empilhadas em uma prateleira grande e adormeci. Acordei depois com metade dos professores procurando pela criança que tinha desaparecido. © Tink2013 / Reddit
  • Eu era muito tímida no Jardim de Infância e tinha dificuldade de fazer amigos. Conversava apenas com uma garota chamada Sophie. Minha mãe sempre me questionava se tinha feito amigos novos, até que um dia ela me ensinou a como me apresentar para as pessoas: “Tudo que você precisa fazer é sorrir, dar um tapinha no ombro da outra criança, se apresentar e perguntar o nome dela”. No dia seguinte, eu entrei na sala e fui diretamente para a minha amiga. Eu dei batidinhas no ombro dela e disse, com um sorrisão: “Oi! Qual o seu nome?” Ela ficou me olhando sem entender por um tempo e respondeu: “Me chamo Sophie, mas eu pensava que você já sabia disso”. © Alexis Cedargren / Quora
  • No final do dia, a nossa professora nos fazia formar uma fila e prendia um bilhete na roupa de cada criança para garantir que eles chegariam nas mãos dos nossos pais. No Jardim de Infância, os pequenos não costumam prestar muita atenção, então esse era um método efetivo de comunicação com os pais nos dias anteriores à internet. © Southern_Snowshoe / Reddit
  • Eu frequentemente tomava o comando da sala e começava a ensinar as crianças, pedindo para elas levantarem a mão e tudo sempre que tinha a chance. Minha mãe fala disso até hoje; ela era chamada frequentemente para ter uma conversa com a professora porque eu atrapalhava a aula. © Missa_Beet / Reddit
  • No Jardim de Infância, todos nós recebíamos trabalhos importantes. A tarefa que eu mais gostava era entregar caixinhas de leite na hora do lanche. Além de me sentir muito importante, também podia punir os meninos que mexiam comigo e meus amigos. Assim, toda tarde eu contava o número de garotos que mereciam uma punição e colocava a mesma quantidade de caixinhas de leite no freezer, em vez da geladeira. No dia seguinte, eles recebiam seus leites congelados. Ninguém nunca reclamou. © Annalise Schulman / Quora
  • O meu primeiro ano na escolinha, quando tinha 3 ou 4 anos, foi difícil porque eu era pequena e tinha cabelos longos. Isso chamava atenção, especialmente das crianças mais velhas, de 5 ou 6 anos, que meio que me encaravam como uma boneca e tentavam constantemente “brincar” comigo, escovando o meu cabelo ou mexendo em mim como se fosse brinquedo. Tinha uma garota em particular que frequentemente me pegava, colocava em um carrinho de bebê de brinquedo e ficava me arrastando. © Janne Pohl / Quora
  • O sobrinho de 4 anos de um conhecido não tem muito apetite. Toda noite, quando seus pais o pegam no Jardim de Infância, perguntam para ele por que não comeu as gostosuras que serviram no lanche. Uma hora, a criança certamente se cansou de responder honestamente e disparou: “Eu não gostei de nada”. © jus2jus / Pikabu
  • A minha professora do Jardim de Infância decidiu me trocar de lugar para me sentar ao lado de um garoto que conversava bastante só porque eu era muito quietinha. Três dias depois ela se arrependeu de ter feito isso, pois o garoto me fazia conversar e nós nos divertíamos fazendo piadas. © Beth Goldowitz / Quora

Você se lembra do seu tempo na pré-escola? Costumava aprontar muito? Compartilhe seus relatos com a gente na seção de comentários.

Incrível/Curiosidades/18 Internautas contaram suas aventuras e traquinagens mais memoráveis da época do Jardim de Infância
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos