Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Truques publicitários cujos criadores se superaram e conquistaram o mundo

A publicidade nos cerca de todos os lados, e as empresas precisam se esforçar constantemente para se destacar da multidão no mercado. Enquanto alguns gastam milhões, outros conseguem conquistar novos clientes sem que isso implique um custo extra.

A equipe do Incrível.club destrinchou algumas jogadas de marketing de empresas que não tiveram medo de ousar em suas campanhas publicitárias. Confira!

A linha de roupas íntimas Skims, criada por Kim Kardashian

Disponíveis em nove tons de cor de pele, os sutiãs e as calcinhas da linha Skims costumam ser divulgados no site oficial em uma quantidade tão pequena que esgotam muito rápido. O trabalho da equipe de Kim se baseia no princípio da escassez, apresentado pelo professor de Psicologia e Marketing Robert Cialdini, e que faz parte dos seis princípios da persuasão. Isso significa que quanto mais raro for um produto, mais valor ele terá para o cliente e maior será a vontade de comprá-lo.

A Taxi Stockholm oferece sessões de terapia aos passageiros

A Taxi Stockholm recorre a uma técnica inesperada de atrair clientes: a empresa presta serviços de terapia durante as corridas. O cliente pode escolher um terapeuta no site da empresa para acompanhá-lo durante o caminho percorrido. A consulta não aumenta a taxa cobrada, e o motorista e o terapeuta assinam acordos de confidencialidade. A ideia implementada pela primeira vez em 2014 ganhou tanta popularidade que a empresa mantém esse serviço até hoje. Fazer uma corrida apenas com o motorista também é possível.

Um hotel que tem depósito de bagagem para os hóspedes regulares

Em 2014, o Grand Hyatt Melbourne ofereceu aos seus clientes regulares um serviço chamado Leave it at Hyatt (“Deixe isso no Hyatt”, em tradução livre). Os hóspedes podem deixar sua bagagem guardada no hotel até a próxima visita e, quando voltam, seus pertences já estão lavados e passados.

Uma “pegadinha” organizada por uma loja de calçados

Fashionistas de Los Angeles foram convidados para a festa de inauguração de uma nova marca de calçados chamada Palessi. O evento foi organizado de uma forma tão impecável que os itens, vendidos por mais de 200 dólares, fizeram muito sucesso entre os clientes. Todos ficaram extremamente surpresos quando descobriram que a marca Palessi não existia e que os produtos eram de uma loja varejista chamada Payless, e que a festa foi feita a fim de mostrar que há pouca diferença entre as grifes. Os compradores, contudo, receberam seu dinheiro de volta, bem como ganharam uma remuneração pela participação no comercial Payless ShoeSource.

Vidros blindados da empresa 3M

Como parte de uma campanha publicitária de vidros blindados ​​Security Glass, a 3M instalou um painel de vidro cheio de notas em Vancouver, Canadá. Quem conseguisse quebrá-lo, podia levar o dinheiro. Para a decepção dos moradores de Vancouver, ninguém conseguiu ganhar o dinheiro, pois o vidro resistiu a todas as tentativas.

Um desafio criado para promover a linha de maquiagem Kylie Cosmetics que se tornou viral

Kylie Jenner, dona da empresa de cosméticos Kylie Cosmetics, negava veementemente os rumores de que ela fazia preenchimento labial, e afirmava que a aparência de seus lábios se devia a uma maquiagem bem escolhida. Quando não conseguiu mais convencer ninguém, desistiu de negar e resolveu aproveitar a situação para promover seus produtos. O desafio Kylie Jenner Lip Challenge ("O Desafio dos Lábios de Kylie Jenner, em tradução livre) viralizou na internet entre adolescentes. Seus primeiros kits de batom e lápis labial esgotaram em 30 segundos.

A flexibilização do código de vestimenta na Procter & Gamble ampliou as vendas de sabão em pó

Na década de 1980, a P&G aumentou as vendas de sabão em pó em 20%. Uma pesquisa conduzida pela empresa com a Levi Strauss Jeans revelou que seu público-alvo eram funcionários que trabalhavam em escritórios e que o consumo do produto de limpeza iria aumentar se eles usassem roupas casuais no ambiente de trabalho em vez de roupas formais, normalmente lavadas a seco. Os funcionários que usam roupas informais se mostraram mais eficientes do que aqueles que continuam seguindo o código de vestimenta clássico. A empresa então adotou a “sexta-feira casual” e seus empregados podiam ir trabalhar com um visual mais descontraído nesse dia. Graças ao apoio da imprensa, outras grandes empresas seguiram o exemplo da P&G e também deixaram que seus funcionários escolhessem seus próprios looks de trabalho às sextas-feiras.

Tinta para cabelo Clairol

propaganda da tinta para cabelo Clairol usava o slogan: “Será que ela faz isso... ou não? Só o cabeleireiro dela sabe”. O objetivo era destacar a cor natural do cabelo tingido com a Clairol, uma tinta de alta qualidade, dando a entender que era difícil identificar se a mulher realmente pintava seu cabelo ou não. O sucesso da tinta garantiu o nono lugar na lista das 100 melhores campanhas publicitárias do século XX.

A famosa imagem de Marilyn Monroe em O Pecado Mora ao Lado

A foto, que foi o motivo do divórcio de Marilyn Monroe, fez parte da campanha publicitária do filme. O vestido da atriz não foi levantado pelo ar saindo da grade de ventilação, mas por um grande ventilador que fez o leve tecido voar, chamando a atenção do público, constituído de pessoas especialmente convidadas. O marido de Marilyn, Joe DiMaggio, também estava na plateia e ficou furioso com os assobios de desconhecidos. A imagem, contudo, foi divulgada na mídia mundial e tornou o filme O Pecado Mora ao Lado um sucesso de bilheteria.

Os pacotes de absorventes da Johnson & Johnson sem informações e descrições do produto

Na década de 1950, nas propagandas dos absorventes da Modess, uma marca da Johnson & Johnson, eram ilustradas mulheres de vestidos de gala. O produto em si não era exibido, e o slogan publicitário era difícil de decifrar: “Modess... because” (“Modess... porque”, em tradução livre). Os absorventes eram vendidos em pacotes sem informações sobre o produto, fazendo com que fosse impossível adivinhar o conteúdo. Naquela época, observava-se a relutância de tratar abertamente da menstruação, que era considerada um tabu. A campanha durou até os anos 1970.

Frigideira antiaderente Tefal, fácil de lavar

Em 1956, a Tefal introduziu no mercado a primeira frigideira que não precisava de óleo. Ao contrário das expectativas, a novidade não causou muito interesse. As vendas aumentaram em até um milhão de unidades por mês só depois que foi destacado que a frigideira era fácil de lavar.

A propaganda de alianças da De Beers

O maior diamante já leiloado, o “De Beers Millennium” de 10,10 quilates, foi vendido por 32 milhões de dólares.

Em 1938, no auge da crise econômica, a De Beers, uma empresa envolvida na mineração de diamantes na América do Sul, tentou mudar a atitude do público em relação ao casamento. Em vez de mulheres bonitas usando vestidos elegantes em cartazes publicitários, a empresa fez anúncios em preto e branco com apelo voltado aos homens: “Alivia a dor de cabeça desde 1888”; “Pense nisso. O divórcio custa mais caro”; “Não, sua esposa não pagou por esta propaganda (mas ela nos contou quais jornais você costuma ler)”. Entre 1939 e 1979, as vendas de diamantes De Beers no atacado cresceram de 23 milhões de dólares para 2,1 bilhões de dólares.

Uma ação promocional do filme de terror Carrie — A Estranha que simulou telecinese em um local público

Para promover o remake do clássico filme de terror Carrie — A Estranha, a agência de marketing viral Thinkmodo recriou uma cena do filme em um café de Nova York. Uma jovem fingiu se irritar com um homem que tinha derramado café no MacBook dela, o que desencadeou nela poderes de telecinese incontroláveis. O vídeo conseguiu mais de 70 milhões de visualizações no YouTube, a cobertura da mídia mundial e um prêmio de ouro de teatro da Key Art Awards.

marketing de emboscada da Puma

O atleta jamaicano Usain Bolt desafiou a Nike, o patrocinador oficial dos Jogos Olímpicos em Pequim. Os patrocinadores dos Jogos Olímpicos tendem a pagar milhões de dólares para promover seus produtos, e o trabalho do Comitê Olímpico inclui evitar que empresas não patrocinadoras usem a temática dos Jogos e símbolos olímpicos em suas propagandas durante o evento. Após vencer os 100 metros rasos em sua tradicional pose de vitória, Usain ergueu as sapatilhas douradas da Puma e apontou para elas. Em seguida, a Puma compartilhou uma foto das sapatilhas do vencedor nas redes sociais, sem quebrar as regras do Comitê Olímpico Internacional.

O WePay desafiou o concorrente a descongelar os dólares

O provedor de pagamentos WePay fez um marketing agressivo na tentativa de derrubar seu concorrente PayPal. Na época, o PayPal estava congelando contas de clientes sem maiores explicações. O WePay congelou algumas notas dentro de um cubo de gelo de quase 300 quilos com a mensagem “O PayPal congela suas contas”. Rich Aberman, cofundador do WePay, deixou o recado congelado em uma conferência do PayPal, acrescentando: “Descongele seu dinheiro. Junte-se ao WePay”.

De qual das campanhas citadas acima você mais gostou? Por quê?

Imagem de capa Payless / Youtube