Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15+ Situações hilárias que só poderiam acontecer no transporte público

Quem nunca andou de metrô ou de ônibus pelo menos uma vez na vida? Pois é, o transporte público é uma forma barata e conveniente para se deslocar pelas cidades, além de ser uma fonte de inspiração para diversas histórias e um lugar onde são frequentemente registradas situações inusitadas.

Nós, do Incrível.club, reunimos relatos de internautas provando que as situações mais memoráveis costumam acontecer no transporte público. Confira!

  • Estava indo de ônibus para a universidade e lendo as minhas anotações para matar o tempo. Em uma das paradas, entrou um homem de aparência agradável e se sentou perto de mim. Gostei muito dele. Ele estava me observando às escondidas, mas não teve coragem de começar uma conversa. Eu também estava espreitando aquele desconhecido até que ele tirou um comprovante de compra debaixo da capinha de celular, assoou o nariz bem alto e colocou o papel de volta. © Podsluschano / ideer
  • Sou uma pessoa super tímida. Por isso, para sair de um ônibus lotado, não me atrevo a perguntar se as pessoas na minha frente pretendem descer na mesma parada que eu. Tenho medo de trocar as bolas e dizer alguma bobagem. Prefiro sair duas ou três paradas depois, esperando a gente sair, para que eu possa descer sem me comunicar com alguém. Não aguento. © Podsluschano / ideer
  • Estava em um ônibus com apenas quatro assentos ocupados. Entrou uma senhora, colocou sua bolsa em lugar vazio e ficou em pé. Saímos da parada e o motorista freou tão de repente que ela caiu em cima de mim. Outra senhora começou a gritar comigo por eu não ter cedido o lugar para a mulher. Havia 25 lugares disponíveis no total. © JuliesBardo / Twitter
  • No ônibus lotado, cansada e pensativa, uma mãe está em pé segurando o corrimão junto com sua filha pequena. Um rapaz “descolado” começa uma conversa com ela: “Por que é que essa mulher tão linda está de mau humor neste dia tão maravilhoso?” Sorrindo, a mulher finge não estar escutando e continua calada. Sua filha fica olhando severa e atentamente para o rapaz e diz em voz alta: “Deixe a minha mãe em paz! Ela quer ir ao banheiro!” O ônibus inteiro cai na risada. © azolotoi / Pikabu
  • Eu estava no metrô na hora de pico escutando Rouge — Ragatanga com fones de ouvido antigos, que emitiam o som tão alto que todos ao redor podiam ouvir. O trem parou no meio do túnel bem no momento de tocar o refrão, e os passageiros que estavam perto ficaram olhando para mim e sorrindo. Para contextualizar: tenho dois metros de altura e estava vestindo um terno preto, parecendo um dos protagonistas de MIB — Homens de Preto. © KaKTuZ / Pikabu
  • Ontem, estava indo de metrô com uma colega minha por quem estou apaixonado há muito tempo. Em algum momento, ela se desequilibrou e começou a cair. Levei um segundo para imaginar como iria segurá-la e como os nossos olhares se encontrariam, bem como nos filmes românticos... Mas tropecei e comecei a cair também. Por fim, outro cara segurou a menina e eu quebrei o nariz. © Palata № 6 / VK
  • Tenho uma versão digital da minha identidade, para mostrar antes de entrar no ônibus caso esqueça o documento físico. Um dia, mostrei a tela do celular para o motorista e percebi seu olhar desconfiado. Aconteceu que tinha acessado a pasta com memes de forma automática, porque não viajava para outras cidades há muito tempo e estava mostrando uma imagem inapropriada. © chilipizdrohan / Twitter
  • Certa vez, uma mulher tentou entrar em um metrô saindo da estação e estendeu o braço em direção às portas para mantê-las abertas, mas não conseguiu e ficou na plataforma. O mais engraçado é que seu movimento brusco fez sua bolsa de mão entrar voando no vagão. Quando ela percebeu o que tinha acabado de acontecer, o metrô já tinha saído. A expressão do seu rosto foi impagável. Tchau, bolsa. © Gabriel Bruskoff / Quora
  • Recentemente, estava em um ônibus de linha. Entrou um homem de uns 40 anos, se acomodou, tirou da mochila um livro de colorir, bem infantil, canetas e começou a colorir imagens. Uma mulher sentada perto dele perguntou:
    — É um presente para sua filha?
    O homem respondeu em voz grossa:
    — Não, é para mim mesmo. Odeio transporte público, mas livros como este me acalmam.
  • Eu estava indo de ônibus de uma parte da cidade para outra. Cedi o lugar porque estava lotado e acabei ficando em pé, apoiando na lateral. De repente, uma senhora que também estava em pé perto de mim, disse:
    — Me ceda seu lugar.
    A minha resposta foi tão rápida quanto uma onça:
    — Desculpe, mas já estou em pé.
    Ela também não demorou para responder:
    — Seu lugar é mais confortável para ficar em pé. © ZloyKosmonavt / Pikabu
  • Ontem, quando estava no ônibus, liguei para um amigo meu e comecei a bater papo. Depois de algum tempo, percebi que o meu celular estava dando eco. Parei para escutar de onde vinha a voz do meu amigo e o encontrei sentado na frente. Foi aí que me dei conta de que o ônibus inteiro estava tirando com a nossa cara há cinco minutos. O meu amigo também ficou quieto e, sem me avisar, gritou para o motorista: “Pare aqui!” O motorista freou bem rápido, e nós, sem combinarmos, saímos do ônibus vermelhos de vergonha e rindo de nervosismo. Nunca mais vou andar de ônibus. © Podsluschano / ideer
  • No ônibus, uma mulher estava sentada perto da janela com um cachorro ’salsicha’ olhando pela janela, fitando os carros passando e observando a paisagem... A mulher estava conversando com ele em voz baixa. Quando o ônibus parou, o cachorro ficou pulando e se movendo, dando sinais com as orelhas para uma menina de jaqueta colorida na parada de ônibus. Então, a mulher disse em voz baixa: “Calma, aquela menina não é a Olga, é outra garota que está vestindo a mesma jaqueta”. O cachorro virou a cabeça, olhou atentamente para a mulher, depois literalmente encolheu os ombros, se acomodou e continuou olhando pela janela. © Helena Viktorovna / Facebook

“Dê um trocado pro seu ’motora’
Ó, Vale Abundante
Ó, Vale Abundante
Ó!
Dê um trocado pro seu ’motora’
Ele é quem nos garante”

E você, se identificou com uma das histórias? Quais situações divertidas já presenciou em ônibus, trens ou no metrô? Comente!

Compartilhar este artigo