Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Razões que tornam o Japão um país único

5-31
23k

Como você já deve ter percebido, nós amamos a Terra do Sol Nascente. Neste post, apresentamos algumas diferenças entre o Japão e outros países e percebemos que nem todo mundo aguentaria com calma e serenidade as suas peculiaridades. Confira, a aseguir, alguns exemplos.

14. O ano escolar começa em abril

No Japão, o ano escolar começa em abril e é dividido em trimestres. Todos os anos as salas mudam e as crianças precisam conhecer novos colegas e fazer novos amigos. Isso faz com que não se acostumem sempre com as mesmas pessoas e aprendam a se relacionar bem com todo mundo.

13. Os bonecos de neve têm apenas duas bolas

Diferente dos outros países, que fazem bonecos de neve com 3 bolas, no Japão eles são feitos com apenas duas.

12. 108 badaladas para celebrar o ano novo

Segundo os ensinamentos de Buda, todas as pessoasm têm 108 desejos carnais que podem ser purificados no ano novo. À meia-noite do dia 31 de dezembro nos templos budistas os sinos badalam 108 vezes, liberando as pessoas de seus pecados.

11. O coronel Sanders como símbolo de Natal

O coronel Sanders, símbolo da rede de fast food KFC, é um dos principais símbolos de Natal no Japão. Os japoneses gostam de ir com toda a família aos restaurantes para comer uma grande porção de frango. Esse tipo de restaurante é tão popular na época de Natal que as mesas podem ser reservadas com antecedência.

10. Carimbo no lugar de assinatura

Ao invés de uma assinatura, no Japão as pessoas usam um carimbo pessoal especial (hanko), que pode ser adquirido em qualquer loja. Todos os japoneses o usam muitas vezes ao dia.

9. Os hábitos na hora de comer enlouquecem qualquer estrangeiro

A etiqueta japonesa é bastante complicada porque tem muitos tabus: não é permitido mover os pratos ou colocar pedaços de comida mordidos sobre eles, por exemplo. Não obstante, mastigar de boca aberta é visto como algo norma em alguns locaisl na hora de comer macarrão, porque mostra que a comida está boa. Os japoneses ficam muito tempo falando de comida e de como a refeição foi boa. É falta de educação jantar sem repetir várias vezes ('oishii' - delicioso).

8. Os homens primeiro

No Japão, sempre os homens são cumprimentados primeiro. Nos restaurantes, são os primeiros a serem atendidos e servidos.

7. O beijo não é comum

No Japão, o beijo é um elemento de uma relação erótica. Para eles, o beijo não expressa nada: nem simpatia, nem respeito, nem tristeza, nem compaixão.

6. As ruas não têm nomes, só números

Quando pretendem explicar onde fica um lugar, eles começam a descrição do maior para o menor: estado, cidade, distrito, bairro, casa, apartamento, etc. Os primeiros 3 têm nomes, os outros têm apenas números. Além das ruas, os meses também têm números ao invés de nomes.

5. No Japão, é possível adotar um adulto

No Japão, as pessoas fazem de tudo para melhorar a vida familiar e eles acreditam que é importante passar o sobrenome para as próximas gerações. Por isso, a opção de adotar um adulto é totalmente aceitável. É possível até mesmo adotar seu genro, ou o contrário: o marido da sua filha pode te adotar. Nesse caso, a herança é dividida entre mais pessoas e há menos impostos envolvidos.

4. Toda a família toma banho na mesma banheira

Nos apartamentos modernos há apenas chuveiros. As banheiras existem em casas rurais e tomar um banho de banheira é considerado um luxo, já que a água é muito cara. Os japoneses tomam banho para relaxar e todos os membros da família se ducham antes, para que a banheira fique limpa.

3. Japoneses bêbados e largados na rua parecem não incomodar ninguém

Os japoneses não são muito resistentes ao álcool pela falta de uma enzima. É por isso que é muito comum ver gente em cidades como Tókyo e Kyoto dormindo nas ruas. Nos restaurantes, é permitido deixar uma garrafa com uísque ou vodka no seu nome, para uma próxima visita.

2. Os japoneses são muito trabalhadores

No Japão, não é bem visto mudar muito de trabalho. O ideal é chegar na empresa muito jovem e trabalhar no mesmo lugar a vida toda. Os colegas se transformam em pessoas mais próximas que a família porque trabalham muitas horas por dia. Muitas vezes, o funcionário sente vergonha de ir para casa enquanto outros ainda estão trabalhando. Em japonês, existe um termo especial para a morte por esgotamento: karoshi.

1. Habilidade de esconder o sofrimento atrás de um sorriso

Muitos turistas se confundem com os sorrisos dos japoneses. O nível de suicídios no Japão é um dos mais altos do mundo (motivo principal: perder o emprego). Além disso, há muitas pessoas solitárias no país. Mas eles acham que todos devem saber esconder os próprios sentimentos atrás de um sorriso. Eles chegam a dizer "Sorria enquanto você sofre por dentro". Desde muito cedo é ensinado ao japoneses que é errado quebrar a harmonia social com seu estado de ânimo.

Imagem de capa DAVID TESINSKY/SIPA
5-31
23k