Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

15 Penteados que foram muito populares em determinadas épocas (alguns voltaram com tudo)

As características históricas de um determinado período podem se observadas em vários aspectos, por exemplo, no estilo das roupas, nos tipos de músicas de sucesso e ainda em um novo corte de cabelo. O interessante é perceber como é fácil identificar uma certa geração ou um movimento social apenas observando os tipos de penteados usados. Os estilos e os cortes de cabelo também conseguem contar a história de uma época e de uma maneira bastante impressionante.

Incrível.club explorou alguns dos penteados mais originais e fez uma lista dos estilos mais marcantes e influentes da história. Confira!

1. Tendências de cabelo no Antigo Egito

Os egípcios deixaram sinais da importância dada aos cabelos do ponto de vista estético. Mas, se esse aspecto for analisado com maior cuidado e atenção, é possível notar que o cabelo era considerado um símbolo de status social, da condição ou das intenções de uma pessoa. A cabeça raspada ou os cabelos muito curtos se adequavam ao clima seco e quente; já o uso de perucas era uma solução adotada para se proteger do Sol e deixar a pele transpirar.

2. As tranças da Antiguidade Clássica

Embora as tranças sejam geralmente usadas de maneira bastante elaborada e exista uma enorme variedade de estilos para a caracterização de personagens no cinema e na televisão, muitas vezes elas fizeram alusão ao período medieval, como, por exemplo, em Game of Thrones, no penteado usado por Daenerys Targaryen. Mas um fato curioso é que esse estilo tem mais a ver esteticamente com a Antiguidade Clássica. Por exemplo, em Atenas, na Grécia Antiga, esse penteado feminino era um símbolo distintivo de status social. No Império Romano, outros estilos populares foram os apliques e as tranças que cruzavam a parte da frente do cabelo, sobre testa.

3. Os penteados da época dos Vikings

Na época dos Vikings, os homens usavam estilos mais variados de penteados do que as mulheres. Apesar de existirem evidências do uso de cabelos curtos, cerca de um terço deles usava trança. Além disso, foram encontrados outros indícios de perfis de cabeça masculinos mostrando penteados diferentes, como o moicano ou cabelos compridos que terminavam com um cacho em volta do pescoço. Nas mulheres, aparentemente valorizavam a beleza dos fios. Alguns penteados populares eram um longo rabo de cavalo enrolado em um nó, usando os próprios cabelos, próximo da cabeça e, embora fosse menos popular, há também sinais do uso de coques.

4. Enfeites para o cabelo das gueixas do século XVII

No período Edo do século XVII, surgiu o chamado penteado shimada, ainda usado por gueixas e maikos (aprendizes de gueixas). Consiste em um coque no cabelo localizado na parte de trás e preso com pentes. Esse penteado geralmente é decorado com adornos, como o Hana kanzashi, um arranjo de flores, indicando o mês do ano, de acordo com o tipo de flor; e o Bira-bira kanzashi, um acessório pendurado que tilinta, de prata ou banhado a prata.

5. Penteados no estilo rococó do século XVIII

Na Europa, aproximadamente a partir do ano de 1770, os penteados femininos considerados bonitos e populares se tornaram tão grandes que as mulheres precisavam usar perucas para ampliá-los. O estilo usado podia ser temático, como, por exemplo, de acordo com os acontecimentos do dia a dia. Acredita-se que se tornaram populares graças a rainha francesa Maria Antonieta, que usava penteados elaborados com uma enorme variedade de materiais, como joias, penas e até frutas e legumes.

6. O corte no estilo bob dos anos 1920

Na década de 1920, surgiu um dos penteados mais emblemáticos do cinema, o chamado bob Lulu, adotado pela atriz e dançarina americana Louise Brooks, responsável por popularizar o corte. Esse estilo fazia menção, de alguma forma, à juventude e à liberdade, apesar das controvérsias e das inúmeras discussões publicadas nas revistas da época, por causa da ousadia das mulheres de deixarem o pescoço nu e da “angústia” dos maridos de verem suas esposas usando esse corte. Além de se tornar popular, o bob Lulu inspirou o uso de novos acessórios, como as faixas na cabeça, que acrescentavam um charme maior ao penteado.

7. O glamour de Hollywood nos anos 50

Curto, feminino e refinado faziam parte de uma das tendências dos penteados dos anos 1950. Duas das grandes musas a adotarem esse estilo e imortalizá-lo em toda a Hollywood foram Grace Kelly, com seu elegante penteado no estilo bob, com os fios ondulados na nuca; e Marilyn Monroe, com o seu cabelo curto com cachos em loiro platinado.

8. Afro dos anos 60

O penteado afro da década de 1960 surgiu durante a mobilização pelos direitos civis, como uma maneira de afirmar a identidade negra, contrastando com as tendências convencionais. Os protestos foram contra a segregação e a opressão raciais. Esse estilo chamativo se tornou bastante popular, principalmente entre os mais jovens.

9. De volta aos cabelos compridos entre 1960 e 1970

Os hippies são caracterizados como integrantes de um movimento contracultural, que rejeitava os costumes da vida americana tradicional. O movimento surgiu entre os anos de 1960 e 1970 e deixou a marca de toda uma geração. Além de um estilo particular de usar os cabelos, longos, para homens e mulheres, com tranças nas laterais ou simplesmente divididos em duas partes, as roupas eram folgadas, resultando em uma aparência boêmia e natural.

10. O estilo punk em meados dos anos 70

Em meados da década de 1970, surgiram os punks como uma reação social às condições econômicas e sociopolíticas da Inglaterra, na época da depressão. Os punks encontraram uma maneira própria de se expressar, considerada uma subcultura musical, e tinham um estilo agressivo, caracterizado pelo uso frequente de calças de couro e penteados no estilo moicano, inspirado nos nativos da América.

11. A aparência exuberante dos cabelos dos anos 80

Os anos 80 se caracterizam por ser uma época em que estar na moda significava ser notado. O estilo usado no período se caracterizava por penteados com bastante volume, uma marca registrada da Rainha do Pop, Madonna, que também popularizou o uso de lenços na cabeça e dos fios loiros com raízes escuras, além de roupas com traços rebeldes e excêntricos.

12. Tranças tribais nos anos 90

As tranças, muito finas e espalhadas por toda a cabeça, tiveram seu auge novamente nos anos 90. Além de vê-las em filmes cult da época, como As Patricinhas de Beverly Hills, usadas pela personagem de Dionne (Stacey Dash), também foram adotadas ​​por diversas celebridades populares da época, como a cantora americana Christina Aguilera.

13. Estilo das personagens das novelas — 1990 e 2000

As novelas influenciaram notavelmente a moda jovem latino-americana entre as décadas de 1990 e 2000, estabelecendo tendências para essa geração. Algumas das mais influentes foram as Sonhadoras, com a atriz Aracely Arámbula exibindo tranças e presilhas em seus cabelos ruivos, e Rebelde, com os penteados da atriz Dulce María.

14. Beauty look dos anos 2010: dreadlocks glam

Uma das tendências que se destacou nos anos 2010 foi a dos dreadlocks ou rastafári. Em 2012, esse estilo foi usado ​​pela cantora Rihanna e, em 2014, a marca Chanel o adotou nas modelos que exibiam as suas roupas nas passarelas. Além disso, em 2017, esse penteado foi o chamado beauty look (estilo de beleza) da coleção de primavera-verão da Semana da Moda de Nova York, cujos desfiles foram encerrados pelo estilista Marc Jacobs.

15. Uma tendência atual: diversas cores

Sem passar despercebida, a década de 2020 começou com diversas cores de cabelo, um estilo usado por artistas, influenciadores e, em geral, por pessoas do mundo todo que não têm medo de ousar tanto no corte como nas cores.

Algum estilo em particular chamou sua atenção? Você se atreveria a usar algum desses penteados? Deixe-nos saber sua opinião nos comentários.

Compartilhar este artigo