Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

14 Situações constrangedoras que os turistas podem passar na Ásia (fique atento para não fazer o mesmo)

5-2-
13k

Ao viajar pelo mundo, nunca estamos preparados com antecedência para lidar com tudo que possa acontecer. Mesmo que estudemos cuidadosamente em fóruns online e em guias de Internet, isso não garante que não cairemos em situações engraçadas ou até mesmo constrangedoras por causa das diferenças culturais. No post de hoje ensinaremos alguns aspectos culturais da Ásia para que você fique bem atento ao viajar por esse continente.

Nós, do Incrível.club, decidimos ensinar a você alguns costumes e a como se comportar na Ásia, para evitar pagar alguns dos micos mais típicos cometidos por turistas que visitam a região. Confira!

Pegar comida ou dinheiro com a mão esquerda é desrespeitoso na Ásia

Na Indonésia, como em alguns outros lugares do mundo, a mão esquerda é considerada suja ou impura por ser a utilizada para limpar as necessidades fisiológicas, então, tudo deve ser feito com a mão direita. Um dia fui pagar um Angkot (uma van usada como ônibus e forma de transporte público barato) e tentei pagar usando a mão esquerda.O motorista não aceitou de jeito nenhum, e eu não conseguia entender o porquê. Ele ficou irritado a ponto de gritar comigo. Era um senhor mais velho com sotaque carregado e eu não conseguia entendê-lo. Minha sorte é que um dos passageiros falava um pouco de inglês e me falou “mão ruim, mão ruim”. Só então me lembrei da tradição. Troquei de mão, e, relutantemente, ele aceitou. O que fiz foi realmente bastante ofensivo e me senti péssimo. A partir de então só andei com a minha mão esquerda colada ao meu corpo. © masmandiri / Reddit

Não se come carne e laticínios no mesmo prato em Israel

Eu estava de passagem na casa do meu amigo e queria uma tigela de cereal. Eu disse ao meu amigo, e ele disse “ok, vá em frente”. Peguei minha tigela, comi e voltei para as festividades depois de colocá-la na pia como uma pessoa civilizada. Tudo estava bem... até o outro dia de manhã em que ouvi um grito. Era a mãe dele e ela estava pirando com a tigela. Ela viu a colher nela e, juntando dois e dois, descobriu que eu tinha comido cereal com leite naquela tigela. Aparentemente, eram um prato especial apenas para carne. Eles são judeus ortodoxos e o leite em um prato de carne viola a tradição do kashrut. Nenhum tipo de laticínio pode tocar nesses pratos, para não comprometer a sua fertilidade. Ela me fez enterrar o prato. Foi muito louco. © sipsyrup / Reddit

Você precisa respeitar o dinheiro na Tailândia, pois eles têm um retrato do rei

Eu estava tarde da noite em Chiang Mai, na Tailândia, em um daqueles pequenos “restaurantes” com apenas algumas cadeiras de plástico que ficam abertos até muito tarde. Pedi um pad krapow (porco frito com manjericão e arroz) e comi em silêncio. Quando chegou a hora de pagar, eu não tinha dinheiro nos bolsos. Felizmente, por medidas de segurança, escondi um pouco de dinheiro no meu sapato. Então, quando a senhora pediu meu dinheiro e eu tirei do meu sapato, a mulher simplesmente virou para mim gritando. Eu não conseguia entender o problema, até que ela pegou a nota da minha mão e apontou para a foto do rei, e depois apontou para os meus sapatos. Só então entendi que, como os pés são considerados sujos na cultura tailandesa, cometi um terrível erro ao colocar a imagem sagrada do rei tailandês sob os meus pés. Eu tentei explicar que havia dinheiro americano lá também, então eu também havia insultado os EUA, mas ela não se importava mais. © loercase / Reddit

No Japão e na China é costume fazer barulho enquanto come

A única vez que meu avô japonês gritou com alguém foi quando minha mãe não estava fazendo barulho enquanto tomava sua sopa, e isso estava deixando minha avó chateada. Quando minha mãe tentou explicar que isso é rude na cultura ocidental, ele gritou novamente: “Quando em Roma, aja como os romanos”. © TheKidd / Reddit

Comentários sobre a aparência e perguntas desconfortáveis são normais em países asiáticos

Eu trabalhei na Coreia do Sul por um ano. Um professor se aproximava de uma funcionária nova, uma garota gorda, e dizia: “Uau, como você é tão gorda? Como consegue comer tanto?” Ela ficava furiosa, com razão. Todos os dias, esse professor a torturava com esse tipo de pergunta até ela se demitir. A pobrezinha não entendia (ou ninguém tinha lhe explicado) que falar sobre a aparência de alguém é uma maneira usual de quebrar o gelo quando se conhecem aqui nos países asiáticos. © koreathrwaway2 / Reddit

Trabalhei em um laboratório na Tailândia. Certa vez, fui trabalhar com uma camisa azul de mangas compridas. O professor me disse que eu estava muito bem e todos concordaram com ele. Mais tarde ele me disse: “Você parece muito melhor hoje — mais bonita e mais magra, porque cobriu seu corpo. Você tem braços muito grossos, então, quando os cobre, fica mais bonita e mais magra”. © Charissa Enget / Quora

“Então, eu acho que para os tailandeses, sou a definição de excesso de peso”.

Quando morava na Tailândia, usei o mesmo serviço de lavanderia por um longo tempo. Uma vez, uma mulher que já tinha me visto algumas vezes me perguntou quantas vezes eu tomava banho por dia. Pensei ter ouvido errado e pedi que repetisse a pergunta. E ela fez a mesma indagação. Foi um momento muito constrangedor, então murmurei uma resposta sorrindo. Então, perguntei a um amigo cuja esposa é tailandesa, qual era o sentido daquela pergunta. Ele me explicou que na Tailândia as pessoas (especialmente das áreas rurais) ficam interessadas no bem-estar dos novos conhecidos. Portanto, se uma pessoa tem a oportunidade de tomar banho várias vezes ao dia, então ela está bem, vive em abundância.

Os dedos cruzados indicam a parte íntima do corpo feminino no Vietnã

No mundo ocidental, esse gesto significa “vamos torcer para que tudo dê certo”, mas no Vietnã isso pode causar uma confusão, pois indica os órgãos íntimos femininos.

Os banheiros públicos na Índia geralmente são um pouco limitados

Encontrar um banheiro público nas ruas da Índia pode ser um grande desafio, nem mesmo as mulheres têm um banheiro feito especialmente para elas. Em lugares públicos (como zoológicos, parques de diversão ou templos) os sanitários para os visitantes são latrinas, na verdade, apenas um piso inclinado para fazer as necessidades ao longo da parede. Muitos turistas já passaram por situações extremamente embaraçosas e desagradáveis devido a falta de informação, então fica a dica.

Mostrar o polegar no Oriente Médio é um gesto indecente

Eu dei um “joinha” para o pai do meu amigo que é iraniano e descobri que isso é o equivalente a mostrar o dedo do meio. © awesomerthanu / Reddit

É melhor não usar chapéus verdes na China

O fato é que a expressão “chapéu verde” soa exatamente como “corno”. Então, acredita-se que aqueles que usam chapéus verdes são traídos pelas esposas. Os chineses vão rir ou sentir pena de um homem de chapéu dessa cor, mesmo que ele seja estrangeiro, e mesmo que seja no dia de São Patrício.

É falta de educação comer na rua no Japão

No início dos anos 90, eu estava visitando brevemente o Japão para fazer negócios para a Adobe e trabalhando com um de nossos parceiros japoneses, a Canon. A primeira vez que tentei pegar o trem de volta para o hotel no final do dia, acabei confundindo e pegando o errado. Por isso, levei uma hora e meia a mais para fazer o trajeto. Mas fiquei empolgado, e decidi pegar um trem cedo para o escritório deles na manhã seguinte, mesmo que eu estragasse tudo de novo, ainda estaria na hora.

Tudo correu bem e eu cheguei cedo. Peguei o café da manhã para viagem na estação de trem e, como estava um dia maravilhoso, decidi comê-lo sentado nos degraus em frente ao escritório da Canon, mas ao lado do caminho de entrada principal para não atrapalhar a passagem de ninguém.

A próxima coisa que senti foi alguém me agarrando pelo cotovelo. Eu me virei e vi que era o gerente que era meu principal contato lá. Ele me arrastou quase que literalmente para dentro e explicou que apenas pessoas sem-teto e rudes comiam na rua assim. Estava claro que eu o havia envergonhado por minha conduta. © Curtis Jackson / Quora

Não chame ninguém com o dedo indicador na Ásia

Esse gesto nas Filipinas e em alguns outros países são usados apenas para chamar cachorros.

Para chamar uma pessoa na Tailândia eles acenam como se estivesse expulsando alguém

Eu não estava conseguindo encontrar o leite. Então perguntei à vendedora. Ela saiu da caixa registradora e foi para o lugar mais distante da loja. Eu a segui, mas ela acenou para mim como se estivesse mandando eu não ir. Parei e ela disse: “venha, venha”. Dei mais alguns passos, mas ela acenou novamente da mesma forma. Vi que ela estava perto da prateleira dos laticínios e sorrindo, apontando para a prateleira. Percebi que o gesto dela, que para mim significava “Sai daqui!”, tem o significado oposto na Tailândia.

Em muitos países do sudeste asiático, a Noz de Betel ou Noz de Areca é usada como uma goma de mascar. Ela dá um efeito colorante nos lábios, gengivas e na língua de cor vermelho brilhante

Meu marido e eu estávamos de férias no Sri Lanka. Alugamos uma bela casa perto da praia e fizemos amizade com o proprietário. Certa vez, nós o encontramos na rua e notamos que seus lábios estavam com uma coloração de sangue. Perguntamos: “O que aconteceu?” Ele disse que estava tudo em ordem e saiu rapidamente. No dia seguinte, fomos ao mercado e vimos que muitos vendedores estavam mastigando algo que fazia os lábios e as gengivas ficarem vermelhos. Mais tarde descobrimos que era a noz de betel — uma noz muito prejudicial à saúde que é usada em toda a Ásia.

As mulheres do Myanmar, culturalmente, aplicam uma pasta no rosto como parte de seu ritual de beleza, o que pode ser confundido por turistas com pó de giz que eventualmente acabou indo parar nas bochechas e no nariz

Fiquei hospedado em um hotel em Rangum, e um dia vi uma cena inusitada no lobby do hotel. Um casal de idosos alemães estava esperando para fazer o check-in, e no momento uma mulher que estava atendendo na recepção. Ela estava usando uma pasta especial no rosto chamado thanaka. Os moradores locais a usam todos os dias, pois além de ser parte dos padrões de beleza do Myanmar, também ajuda a prevenir o mau-olhado. Ao ver a pomada no rosto da recepcionista, a senhora alemã se aproximou e disse baixinho: “Querida, parece que tem algo sujo no seu rosto. Você precisa de um lencinho umedecido?”

Conhecer outra cultura é um dos aspectos mais interessantes da viagem. Ao se comunicar com os residentes locais, situações como essas do nosso post podem ser evitadas. Você já passou por alguma situação semelhante em algum lugar do mundo? Conte para a gente na seção de comentários.

Imagem de capa Charissa Enget / Quora
5-2-
13k
Compartilhar este artigo