12 Imprecisões geográficas em filmes que muitos espectadores não perceberam

Imaginar que um clássico do porte de Casablanca tem um erro geográfico em uma de suas cenas é algo que surpreende, não é mesmo? Contudo, o filme foi feito há muitos anos, em uma época em que a comunicação acontecia em outra velocidade. Acontece que isso também acontece hoje em dia. Por incrível que pareça, em muitos filmes lançados nos últimos anos também podemos encontrar algumas imprecisões que passaram despercebidas pela equipe de produção.

Pensando nisso, o Incrível.club listou alguns erros geográficos em filmes que poucas pessoas perceberam. Confira que filmes são esses e prepare-se para o bônus que colocamos no final.

1. X-Men: Primeira Classe

Um detalhe do filme X-Men: Primeira Classe chamou muita atenção do público, sobretudo do público argentino. Trata-se de um pequeno deslize na cena em que um dos personagens viaja em busca de vingança. Nela, o lindo cenário vem acompanhado do seguinte texto: Villa Gesell, Argentina. O problema é que o lugar fica no litoral, onde não há montanhas, apenas praias.

2. Sr. e Sra. Smith

O filme Sr. e Sra. Smith é protagonizado por Brad Pitt e Angelina Jolie e conta com algumas cenas românticas em Bogotá, na Colômbia. Nessa parte do filme é mostrada uma pequena cidade em conflito, onde faz muito calor e onde há palmeiras e casas coloridas. No entanto, Bogotá é uma grande cidade, com enorme edifícios e um clima relativamente frio. Ou seja, o oposto do que foi retratado no filme.

3. Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros

O clássico Jurassic Park: Parque dos Dinossauros também cometeu erros geográficos. Mais ou menos no minuto 13 do filme, um dos personagens aparece sentado em um café em frente a uma praia que, segundo a história, fica em San José, na Costa Rica. No entanto, San José é uma capital cosmopolita sem saída para o mar ou para lagos.

4. Círculo de Fogo: A Revolta

O filme Círculo de Fogo: A Revolta estreou em 2018. Durante a batalha final, que ocorre em Tóquio, é possível ver o grande monte Fuji ao lado da cidade. Acontece que o monte Fuji está a 130 km de Tóquio e só pode ser visto em dias muito claros e bem longe.

5. 007 — Um Novo Dia Para Morrer

Em 007 — Um Novo Dia Para Morrer o personagem James Bond aparece surfando no mar entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, o que é impossível, já que nessa região não há ondas como as que aparecem no filme.

6. Um Amor de Tesouro

A aventura romântica de Kate Hudson e Matthew McConaughey, Um Amor de Tesouro, também precisou entrar nesta lista. Nas cenas ambientadas em Key West, na Flórida, e nas Bahamas, são mostradas paisagens montanhosas, embora essas regiões sejam bastante planas.

7. Tróia

O filme Tróia estreou em 2004 e trouxe Brad Pitt no papel de protagonista. Em uma das cenas, algumas lhamas aparecem caminhando entre as pessoas. No entanto, esses animais são originários da América do Sul. Na Turquia, onde acredita-se que ficava Tróia, não havia animais parecidos com lhamas.

8. Missão: Impossível 2

Em um determinado momento de Missão: Impossível 2, Tom Cruise aparece em Sevilha, na Espanha, durante uma celebração em que imagens são queimadas. Na realidade, este evento, conhecido como as Fallas de Valência, é celebrado em Valência, bem longe de Sevilha.

Além disso, as figuras usadas costumam ser de celebridades públicas ou ícones populares e não de santos.

9. Krakatoa, O Inferno de Java

Krakatoa, O Inferno de Java é um clássico de aventura de 1968. O filme apresenta um dos erros mais ingênuos da história do cinema. O vulcão Krakatoa, na realidade, fica a oeste de Java.

10. Independence Day

Durante uma das cenas do famoso filme Independence Day podemos ver o Empire State Building, ícone de Nova York, incorretamente localizado no centro de uma rua principal. Quem conhece a cidade sabe que não é aí que o famoso arranha-céu está localizado.

11. Como Se Fosse a Primeira Vez

A história de Como Se Fosse a Primeira Vez acontece no Havaí, e grande parte das cenas foram gravadas lá. No entanto, há um pequeno detalhe que apenas os olhos mais curiosos puderam perceber. Em uma parte do filme, quando o protagonista joga golfe, é possível ver uma ilha no horizonte. Contudo, de O’ahu, local onde se passa a história, não é possível ver nenhuma das outras ilhas havaianas.

12. Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

O último filme da saga, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal, apresenta uma série de erros. Um deles foi apresentar música, dialetos e iconografia mexicanos quando, na realidade, o filme acontece no Peru, a quase 5 mil km de distância do México.

Mas um dos maiores erros cometidos foi colocar a pirâmide maia de Chichén Itzá, localizada no México, na selva peruana.

Bônus: o cofre em Piratas do Caribe

O filme Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra apresenta um erro histórico. A trama gira em torno de um maldito cofre asteca. No entanto, na frente do cofre é possível ver representações de Huiracocha, um deus inca. Ele se encontra talhado no centro da Puerta del Sol, na Bolívia.

O que você acha que acontece para que esses erros passem despercebidos por todas as etapas de produção de um filme? Se souber de algum outro erro, compartilhe nos comentários.

Compartilhar este artigo