Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 ideias brilhantes que foram vendidas por poucos centavos

----
268

Muitas vezes, grandes ideias que surgem em nossas cabeças podem parecer bobagem. A história tem dezenas de casos em que pessoas que queriam ganhar dinheiro acabaram vendendo suas ideias por muito pouco. E, só depois de um tempo, descobriram que acabaram enriquecendo seus novos proprietários.

O Incrível.club divide com você as 10 ideias mais famosas que foram vendidas por pouco dinheiro e depois renderam uma verdadeira fortuna.

1. Biscoito com gotas de chocolate

Em 1930, enquanto cozinhava biscoitos seguindo uma receita clássica, a inventora americana Ruth Wakefield decidiu fazer um experimento adicionando chocolate Nestlé à massa. Logo os biscoitos (cookies) ficaram famosos e Ruth vendeu os direitos dessa receita para a própria Nestlé, em troca de uma pensão vitalícia de chocolate. Bem, vamos combinar que receber chocolate pro resto da vida não é um mau negócio, né?

2. Alfinete: uma invenção pequena, mas genial

O famoso mecânico de Nova York Walter Hunt possui várias patentes de múltiplas invenções: canetas, apontadores, fogão para cozinhar e dezenas de outros objetos. Um dia, para pagar uma dívida de 15 dólares a um amigo, Walter decidiu inventar algo útil. Então, então, inventou o alfinete, cuja patente foi vendida à empresa WR Grace por apenas 400 dólares. O inventor pagou sua dívida de 15 dólares e a empresa WR Grace ganhou milhões.

3. Canção do tema de 'James Bond'

Inicialmente, a melodia de 'James Bond' foi escrita por Monty Norman em 1962. No entanto, o estúdio não gostou do som e contratou o compositor John Barry, que, mais tarde, adicionou à melodia elementos de rock e jazz. Como resultado, surgiu o hit que todos conhecem. Barry recebeu por seu trabalho em torno de 700 dólares, enquanto Monty Norman recebeu mais de 1 milhão de dólares.

4. Gelatina: conseguir dinheiro do ar

Em 1895, os fabricantes de um xarope para tosse, Pearl e May Wait, de Nova York, inventaram um produto à base de gelatina (nesse caso sem sabor) com xaropes de diversos sabores que chamaram de...gelatina (em inglês, Jell-O). Então, começaram a vender o produto, mas os negócios não decolaram. Então, venderam a patente para um vizinho, Frank Woodward por 450 dólares. Em 2013, o volume de vendas de gelatina foi de quase 500 milhões de dólares.

5. O poema 'O corvo', de Edgar Allan Poe

No início, Edgar Allan Poe queria publicar este poema na revista de seu amigo, mas foi rejeitado. Então, ele vendeu 'O corvo' para a revista The American Review, por 9 dólares. O poema instantaneamente se tornou 'viral', famoso em todo o mundo. Em 2009, um dos exemplares do primeiro livro onde este poema foi publicado foi vendido por 662 mil dólares. Infelizmente, Allan Poe não recebeu nada por isso e viveu toda a sua vida na pobreza.

6. A capa de Sgt. Peppers, dos Beatles

A capa do oitavo álbum de estúdio dos Beatles, provavelmente a mais famosa da história da música, foi desenvolvida pelo artista britânico Peter Blake e sua esposa Jann Haworth. Por esta criação foram pagos 280 dólares. Ao longo do tempo, cerca de 32 milhões de cópias foram vendidas em todo o mundo, tornando-se um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos.

7. A pintura 'A vinha encarnada', de Vincent Van Gogh

Esta foi a única pintura que o artista vendeu em vida. Em 1890 foi comprada pela artista belga Anna Boch por 400 francos (1.600 dólares, se convertidos nos valores atuais). Como Edgar Allan Poe, Van Gogh viveu na pobreza. Hoje suas pinturas são vendidas por dezenas de milhões de dólares. Anna Boch vendeu 'A vinha encarnada' por 10.000 francos (9.900 dólares, se convertidos hoje) em 1906.

8. 'O Exterminador do Futuro': a melhor ideia de Hollywood

No início de sua carreira, o diretor desconhecido James Cameron escreveu o famoso roteiro 'O Exterminador do Futuro', oferecendo-o para muitas empresas de Hollywood. No entanto, naquela época, ninguém queria trabalhar com o novato diretor, exceto Gale Anne Hurd, da New World Pictures. Ela concordou em aceitá-lo como diretor do filme, se vendesse todos os direitos a ela por apenas 1 dólar.

James aceitou o acordo e, apesar de ter perdido todos os direitos de propriedade do filme, após o estrondoso sucesso, ele se tornou um dos diretores mais bem pagos do mundo e recordista de bilheteria com Avatar e Titanic.

9. A nova do Spider-Man (Homem-Aranha)

Em 1982, a empresa Marvel Comics fez um concurso para a melhor ideia de roupa entre os fãs de Spider-Man (Homem-Aranha). Naquela época, Randy Schueller, um fã do Estado de Illinois, desenhou a nova roupa para o personagem principal.

Poucos meses depois, recebeu uma carta do editor principal da Marvel, Jim Shooter, que gostou da ideia e lhe ofereceu 220 dólares para comprá-la. Em maio de 1984, a Marvel apresentou a nova roupa do Homem-Aranha e, em 2007, o filme Spider-Man: Homecoming arrecadou quase 900 milhões de dólares em todo o mundo.

10. O romance de Jack London 'The Call of the Wild' ('O grito da selva' ou o 'Chamado da floresta')

O romance foi publicado em janeiro de 1903, em quatro edições da revista Saturday Evening Post, que pagou a London os direitos não exclusivos por 750 dólares. No mesmo ano, Jack vendeu os direitos exclusivos para Macmillan Publishers por 2.000 dólares. O romance foi lançado em 1.º de julho de 1903. Em 1914, nos Estados Unidos foram vendidos 500.000 livros e, em 1964, seis milhões de cópias. London e seus descendentes não receberam nem 1 centavo a mais pela obra.

Imagem de capa dreamstime.com
----
268