Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 histórias de quem passou por morte clínica

----
760

Cerca de 10% das pessoas que experimentaram a morte clínica, contam histórias extraordinárias. Os cientistas têm uma explicação para isso: após a morte, uma parte do cérebro que responde pela imaginação trabalha cerca de 30 segundos, criando nesse curto espaço de tempo um mundo inteiro em nossa cabeça. Já pacientes - especialmente os mais religiosos - dizem que isso não é nada mais, nada menos do que uma prova de que existe vida após a morte.

Em todo caso, nós do Incrível.club ficamos curiosos em simplesmente comparar os pontos de vista de diferentes pessoas. Tire as suas próprias conclusões.

  • Eu estava bêbado e envolvido em uma briga. De repente, senti uma dor aguda. Então caí em um bueiro. Comecei a tentar subir para sair dali, segurando-me nas paredes escorregadias que fediam. Com grande dificuldade saí do buraco e vi uma ambulância e a polícia. Muitas pessoas fazendo tumulto. Me examinei: parecia bem e limpo. Caí em tudo o que era sujeira, e como estava limpo? Fui ver o que tinha acontecido. Perguntava às pessoas, que não me ouviam. Então vi um homem em uma maca, todo ensanguentado. Eles o colocaram na ambulância e o carro começou a se mover, quando, de repente, senti algo me ligando àquele corpo.

Eu gritei: "Ei, aonde vão sem mim? Onde vocês estão levando meu irmão?"

Então me lembrei de que não tenho nenhum irmão. No começo fiquei confuso, mas então percebi que era...eu!


Norbekov M. S.

  • Os médicos me advertiram que só havia 5% de chance de sucesso na cirurgia. Mas decidiram correr o risco. Em algum momento da cirurgia meu coração parou. Me lembro de como vi minha avó já falecida, que acariciava minhas têmporas. Tudo estava em preto e branco. Eu não me mexia, então ela começou a ficar nervosa, me sacudiu e, em seguida, começou a gritar: gritava meu nome até que eu finalmente abri minha boca para poder responder. Respirei um pouco e a asfixia passou. Minha avó sorriu. E eu imediatamente senti a mesa fria da sala de cirurgia.

Quora

  • Eu tinha muitos amigos que se dirigiam ao topo de uma montanha, fascinante por causa de sua luz. Tudo parecia completamente normal. Mas percebi que estavam todos mortos, assim como eu. Eu estava furioso: resgatam tantas pessoas nas ambulâncias, por que não me reviveram?

    Logo, da multidão, apareceu uma prima minha já morta dizendo: "Deanne, volte!". Ninguém me chamava de Deanne desde a infância e ela era uma das poucas pessoas que sabiam esse apelido. Então me virei para ver o que o que ela queria dizer com "volte" e, literalmente, senti como se caísse numa cama de hospital e vi médicos em torno de mim tentando me reanimar.

Dailymail

  • Só me lembro de duas portas parecidas com portões medievais. Uma delas era feita de madeira e o outra, de ferro. E fiquei olhando para elas durante um longo tempo.

    Reddit

  • Vi que estava numa sala de cirurgia e eu mesmo me observava de um canto do lugar. Em torno, estava tudo ocupado: médicos e enfermeiros tentando reavivar meu coração. Eu os via, ouvia, mas eles não me viam. De repente, uma enfermeira pegou um frasco, quebrou a ponta e cortou o dedo e, sob sua luva, o sangue começou a acumular. Em seguida, veio a escuridão total. Então vi esta cena: meus pais estavam na cozinha. Mamãe estava chorando, meu pai bebia um copo de conhaque atrás do outro. Ninguém me via. Em seguida, eu me vi novamente na escuridão. Abri os olhos e tudo ao meu redor estava cheio de telas e tubos. Não conseguia sentir ou mover meu corpo. De repente, vi a enfermeira. A mesma que tinha machucado o dedo. Olhei para sua mão e vi seu dedo com curativo. Ela disse que eu tinha sido atropelado por um carro, que estava no hospital e que, em breve, meus pais chegariam. Eu perguntei: "E o seu dedo já não dói? Vi quando se machucou ao quebrar o frasco.". Ela ficou completamente atordoada. Descobri que desde aquele momento tinham se passado cinco dias e eu não tinha sonhado.
    Pikabu

  • Sofri um acidente e, um minuto depois, fui atingida por um enorme trailer. Percebi que ia morrer.

    Então, algo muito estranho aconteceu que até hoje não consigo explicar logicamente. Estava deitada em uma poça de sangue, esmagada por pedaços de ferro dentro do meu carro, esperando pela minha morte. De repente, senti essa estranha sensação de tranquilidade. E não só sensação: vi pela janela do carro braços que queriam me abraçar ou me tirar de lá. Não consegui ver se eram de um homem, de uma mulher ou de uma criança. Simplesmente me senti aquecida e bem.

    Quora
  • Estava andando pelo hospital, que estava vazio, não havia absolutamente ninguém. No início, sentei numa cama na sala de recuperação. Então veio uma enfermeira que me levou para a sala de UTI.

Рikabu

  • Me vi correndo pelo meu quarto, arrumando-me com pressa. Telefonei para os meus amigos, mas ninguém me ouvia. Ao mesmo tempo, ouvi um barulho atrás da porta. Fui verificar o que tinha acontecido. Descobri que, por trás da porta, havia muitas pessoas: algumas, de pé; outras, sentadas com a cabeça baixa; outras, chorando. E eu estava deitado no chão. Morto.

    Mas o verdadeiro eu está aqui, pensei! Gritava para todo mundo: "Olhem para mim! Estou aqui e não estou morto!". Mas ninguém me ouvia. Depois de tentativas inúteis de atrair a atenção, voltei para o meu quarto e comecei a pensar que, realmente, estava morto.


    Quora

  • Vi o meu corpo de longe, senti tanta leveza que nada mais importava. Decidi dar uma volta fantasmagórica pelo dormitório estudantil. Entrei no quarto do lado e vi que meus vizinhos estavam comendo massa e bebendo vodka.

    Depois que me reanimaram, decidimos comprovar: meus vizinhos estavam realmente comendo massa e bebendo álcool às escondidas. Eu sabia até qual era a marca da bebida. Depois disso começaram a me chamar de Nostradamus.

Рikabu

  • Quando caí, meu coração parou. Lembro-me como se fosse hoje... As sensações eram muito estranhas, senti que estava flutuando, não havia nenhum túnel. Mamãe estava correndo ao redor do parque chorando, gritando por socorro. Corri atrás dela, mas ela não me via.

Vk.com

----
760