Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

5 exemplos comoventes de heroísmo canino

De maneira geral, classificamos nossos cachorros de acordo com o tamanho ou raça, mas subestimamos a coragem que esses fiéis companheiros podem ter quando se fala de proteção. Não é por menos que dizem que 'o cão é o melhor amigo do homem'. É verdade, eles são capazes de dar a vida por nós.

Hoje, o Incrível.club quer dividir com você histórias de alguns heróis de quatro patas que merecem todas as homenagens dignas de quem arrisca a própria vida pelo bem-estar dos outros.

Kabang: a heroína sem focinho

Kabang ficou famosa em 2011, depois de arriscar a vida para salvar suas 2 pequenas donas finlandesas, de 3 e 9 anos de idade, que estavam a ponto de ser atropeladas por uma moto quando atravessavam a rua. Kabang não pensou duas vezes antes de atirar-se contra o veículo para que as meninas são sofressem com o impacto. Assim, seu focinho levou a pior, pois ficou preso na roda dianteira da moto, e acabou mutilado parcialmente.

Apesar de não ter sido possível reconstruir o focinho de Kabang, foram feitos enxertos de pele nas zonas mais expostas. Hoje, ela tem qualidade de vida e suas atividades cotidianas não foram afetadas. Ela continua mastigando e farejando satisfatoriamente.

Jacobo: o cão herói dos bombeiros

Jacobo se transformou em um amigo e companheiro para um grupo de bombeiros em Bogotá, Colômbia, e participou de várias operações e missões de resgate, nas quais ajudou a salvar várias vidas.
Jacobo foi reconhecido internacionalmente como o único cão apto para agir em catástrofes, e fazia parte de programas dirigidos a crianças com síndrome de Down.
Recentemente, Jacobo faleceu. Ele precisou ser sacrificado devido ao seu grave estado de saúde. Foi difícil se despedir dele, mas relembrá-lo é reconfortante e inspirador.

Leo: o herói salsicha

Leo era um pequeno ser de patas curtas e corpo longo, dono de muita coragem. Este amigo incrível deu sua vida, literalmente, para evitar maiores danos a uma menina de 10 anos que foi atacada por trás por um Bullmastiff, que mordeu seu braço e sacudiu por um curto tempo. Ao ver o ataque, Leo reagiu rapidamente, correu até o rival gigante, latiu e mordeu-lhe uma das patas. Sem se importar que o outro tinha o dobro do seu tamanho e sua força.
Ainda que seu ato heroico tenha salvado a menina, ele não teve forças para se recuperar das sérias ferias causadas pelo oponente. Dois dias depois do acontecido, ele morreu sob cuidados de veterinários que fizeram de tudo para salvá-lo.

excelsor

A coragem de Leo ficará gravada para sempre nos cidadãos de Belgrado, na Sérvia, que fizeram um monumento em honra ao amigo quadrúpede.
 

Kye: o escudo salva-vidas

É triste ver como a violência, a delinquência e a vontade de ter o que é do outro podem envolver a vida de quem apenas quer vela pelo bem comum. Este é o caso de Kye, que morreu a serviço de sua comunidade ao colocar-se como escudo do seu companheiro. Kye e vários oficiais dos EUA estavam numa árdua perseguição ao suspeito de haver roubado um carro e de ter provocado um acidente, fugindo correndo em seguida. O suspeito se escondeu numa zona urbana e o policial entrou para procurá-lo. O criminoso, de repente, pulou sobre o policial para esfaqueá-lo, mas o corajoso Kye percebeu, reagiu rapidamente e pulou em cima do seu companheiro, recebendo as facadas fatais.
A reação heroica não apenas salvou a vida do policial, como também ajudou a dar tempo à chegada de reforços, que acabaram eliminando o bandido.

Mais de mil pessoas foram ao funeral de Kye, entre eles seus companheiros policiais e também amigos caninos. O cão foi homenageado como um herói nacional.

Cooper: o andarilho da noite

Cooper é um cão da família Urness, de Dakota do Norte, Estados Unidos. Ao ver sua dona desesperada pelo desaparecimento de seu pequeno filho de três anos, ele não hesitou em sair em busca da criança sem que ninguém pedisse. Apesar de o desaparecimento ter sido comunicado às autoridades locais, Cooper decidiu seguir seus instintos, e eles o levaram a 2 quilômetros de casa, onde encontrou seu pequeno dono.
Este peludo só se interessava pelo bem-estar da criança e com a tranquilidade da sua dona. Como pode, ele carregou o pequeno e, quando não aguentou mais, parou e esquentou a criança com seu próprio corpo. Felizmente, eles foram resgatados pelas equipes de busca.

© abcnews,  ,  

Você conhece alguma história de heroísmo canino? Comente!

Foto de capa: eltiempo