Incrível

20+ Vezes que cães e gatos ignoraram os preconceitos e se tornaram melhores amigos

Muitos acreditam que cães e gatos não podem se dar bem, sempre há discussões sobre qual animal é melhor. Enquanto isso, os bichos vêm provando que os opostos também se atraem. Muitas vezes, essas duas espécies gostam de colaborar uma com a outra, para roubar comida ou educar seus donos, por exemplo. Outras vezes, simplesmente gostam de se fazer companhia.

Nós, do Incrível.club, somos a favor da amizade e positividade, por isso é com enorme prazer que queremos compartilhar estas histórias de como não há limites para o amor entre espécies diferentes. O mais difícil na preparação deste post foi parar de adicionar mais e mais fofuras à lista.

  • Cheguei do trabalho faminta. Fiz dois sanduíches, coloquei-os na mesa e me virei para preparar um café. Escutei um barulho estranho. Quando me virei, minha gata já estava em cima da mesa comendo um dos sanduíches e jogando o outro para o cachorro no chão. © Подслушано / VK
  • Eu sou apaixonada por cachorros. Tenho 4 cãezinhos em casa, e cada um surgiu na minha vida de uma forma diferente. Também tenho uma gata que apareceu de repente, mas nunca soube de onde ela veio. E acabou virando uma mãe para os cachorros. Eles até se recusam a sair de casa para passear sem ela. Por isso, preciso manter 4 cães na coleira e um gato no colo quando vamos passear. É engraçado ver como eles viram a cabeça a cada 5 minutos para se certificar de que ela ainda está nos meus braços. © Подслушано / Vk
  • Meus tios tinham dois cachorros e uma gata, que adorava sair à noite para “farrear”. Em uma dessas escapadas, a felina se divertiu um pouco mais do que o normal e, pouco tempo depois, estávamos com filhotes em casa. Mesmo depois disso, ela manteve os hábitos noturnos, mas não queria deixar os gatinhos sozinhos sem vigilância. Assim, ela os levava, um a um, para um cesto ao lado dos cachorros, e estes cuidavam dos filhotes a noite inteira até a mamãe deles voltar. © Walter Hartmann / Quora
  • Pegamos um gato que vivia na entrada do prédio. Ele se chamava Basco. Uns meses mais tarde, adotamos um cachorro corgi. Nos primeiros meses, o felino provocava e brigava demais com o cãozinho. Mas depois eles viraram melhores amigos. Lembro que, em um belo dia, ao sair de casa, deixamos o cachorro preso no cercado e o gato ficou solto. Quando chegamos do trabalho, contudo, os dois nos receberam na entrada, sorrindo de felicidade. Para nossa surpresa, o apartamento não estava destruído. Desde então, não prendemos mais o cachorro no cercado, pois sabemos que Basco vai vigiá-lo. © OdorediDolce / Pikabu
  • Minha cachorra gosta de gatos. Muito. Ela cresceu ao lado de outros bichanos por 3 meses e sabe como eles são ótimos companheiros e amigos. Mas depois que a adotamos e a levamos para casa, ela ficou sozinha. Sempre que saímos para passear, ela corre para se apresentar quando vê algum gatinho. Mas os de rua do nosso bairro não são muito amigáveis e sempre se escondem dela quando a veem. Eles nunca querem conversar e até sobem nas árvores para ficar longe dela. Como ela não sabe subir em árvore, grita de baixo: “Ei amigos, eu só quero conversar! Será que posso deixar meu cartão de visita com vocês, pelo menos?” © sonna-yumo / livejournal
  • Quando era pequena, tínhamos um gato e um cachorro em casa. O felino foi adotado quando filhote, mas o cachorro já era adulto. Por algum milagre, os dois se tornaram companheiros inseparáveis, e o filhote até dormia na cabeça do seu amigo sem reclamações. E retribuía o amor ao roubar comida da cozinha para o cão. Entrei uma vez lá e vi o malandro rasgando o saco de batatas e empurrando para o cachorro comer. Amizade verdadeira. © MarijaCh / Pikabu
  • Tenho 3 gatinhos, um cachorro e outros animais. Um dos gatos adora alimentar o cão. Em um dos armários da cozinha, guardamos as rações de todos os animais. Mas, de alguma forma, aquele felino sabe exatamente qual delas é para o cachorro. Quando não há ninguém por perto, ele abre o armário, encontra as guloseimas e leva até o seu amigo. © Подслушано / Vk
  • Meu gato e meu cachorro nunca brincam um com o outro e nem se abraçam, mas se amam muito. Cada vez que levo o cão para passear, o felino fica miando na porta até voltarmos para casa. Se eles estiverem em cômodos diferentes da casa, ficam arranhando a porta pedindo para sair para ficarem juntos no mesmo lugar. © lillian_amber / Reddit
  • Nosso gato tem uma ótima relação com nossos cachorros. Ele lambe os cãezinhos, abraça-os e finge lutar com eles. Eu o adotei quando era filhote e, por isso, muitas vezes ele age como se fosse um cachorro. Eu me pergunto se devia levá-lo ao psicólogo — talvez esteja com dificuldade de se autoidentificar. © CaptainDBaggins / Reddit
  • Levei um cachorro para casa, onde já morava um gato de 3 anos. Na primeira semana, o cão foi totalmente ignorado pelo felino. Na segunda semana, o bichano resolveu que aquele cachorro era propriedade dele e passou a protegê-lo. E chegou até a me ignorar por um mês, pois não queria que eu tivesse uma relação com o cãozinho. Recusava carinho e até dormia no chão para evitar ficar ao meu lado na cama. Hoje, após um ano, nós três temos uma ótima relação, e os dois animais são melhores amigos e não se separam por nada. © yona0kit / Pikabu
  • Minha melhor amiga vivia com um gato e um cachorro. Eles eram dois diabinhos: abriam a geladeira, o micro-ondas e os donos sempre precisavam esconder as carnes deles. Uma vez fui visitar minha amiga e levei alguns cadernos e livros em uma sacola. Também havia um pedaço de carne que havia comprado. Os safadinhos conseguiram pegar o pedaço de carne sem destruir nada e sem deixar vestígios. Não sabemos quem comeu, mas ele deve ter ficado com a barriga satisfeita. © Graystripe / Pikabu
  • Levei meu cachorro, um pastor alemão, para passear à noite. Em algum momento, ele correu para um arbusto e começou a latir desesperadamente. Quando me aproximei, lá estava um filhote de gato chorando. Imaginei que meu cachorro fosse morder o gatinho e, por isso, o afastei de lá. Mas ele se soltou e correu novamente para o arbusto, pegou o bichano nos dentes e trouxe-o até mim. Levei-o de volta para o local, mas meu cachorro não se deu por vencido e buscou o gatinho novamente. Isso aconteceu umas três vezes. Eu, então, desisti e acabei levando o filhote para casa. Hoje, ele está enorme e se chama Delfo. Não há dúvidas de que meu cachorro é a quem ele mais ama nessa vida. © Палата № 6 / Vk

Tem alguma história para compartilhar sobre seus amigos peludos? Seria incrível se pudesse mostrar algumas fotos deles. Queremos aumentar nossa lista ainda mais!

Imagem de capa OdorediDolce / Pikabu