Incrível
Incrível

20 Tutores de pets que não economizaram em originalidade na hora batizar seu peludinho

Quando um animal de estimação entra em nossa casa, o amor nos invade e um novo desafio nos aguarda, mas também temos uma decisão importante a tomar: escolher o nome. Em alguns casos, pode ser uma briga de família, mas em outros é uma tarefa bem simples, pois escolhem o primeiro que lhes vem à cabeça, o que pode resultar em um nome inesperado e épico.

Nós, do Incrível.club, consideramos os peludos como membros da família, por isso compartilhamos essas histórias de tutores que decidiram dar um nome único aos seus animaizinhos, e conseguiram.

  • Meu filho Sérgio teve tantos gatos que não tinha mais nomes para escolher, então, os últimos três que chegaram, ele os chama pela cor: Amarelo, Cinza e Peludo. O terceiro também é cinza, mas era preciso diferenciá-lo do segundo. Esperanza Reyes / Facebook
  • Minha gata se chama Ioia, Ioiazinha, porque quando a resgatamos era redondinha e pequena como um ioiô, estava em uma caixinha de batatas fritas, era minúscula, puro osso. A outra se chama Barriga, porque é gordinha. Adriana Estela Olivares / Facebook
  • Conheci um cachorro salsicha que se chamava Mortadela. Natalia Aldana Ochoa / Facebook
  • Quando eu era menina, meu pai me comprou um cachorrinho preto com uma grande mancha branca no quadril e o chamou de “Sem Cueca”. Quando o cão saía, todos gritavam: “Saiu Sem Cueca!”. Andrea Anayatzin Viveros / Facebook
  • Nossa cachorra se chama Millie, mas os meus filhos a chamam Millie Wonka, por ser da cor de chocolate. Yoleidys Chamorro Parilla / Facebook
  • Em uma oficina mecânica que conheci, eles acolhiam cachorrinhos de rua e todos tinham nomes como Parafuso, Radiador, Vela, Calota e outros similares. Maricela García / Facebook
  • Minha gata se chama Mia. Quando a levei para casa, a batizei como Dear Prudence (sim, como a música dos Beatles), mas minha mãe trocou o nome por Mia, e assim ficou, pois, para ela, o anterior não era nome para uma gatinha. Kelly Saavedra / Facebook
  • O gato das minhas filhas se chama Sapochorro. Porque pula como sapo e morde como cachorro. Karmen Karillo / Facebook
  • Meu gato se chama Kimawari. Jimawari em japonês significa girassol, e como ele é amarelinho, lhe caiu muito bem. Mudei apenas uma letra. Karin Scharrig / Facebook
  • Tive um gato chamado “Foguete”, por ser muito rápido. Tive também outra gatinha, resgatada da rua, e a batizei de “Mãezona”, por suas inúmeras gestações. Ernestina Amador / Facebook
  • Meu filho sempre colocava nomes pouco comuns nos nossos gatinhos. Recolhemos um extremamente magro e o batizou “Pelosso”, porque era só pele e ossos. Também tivemos uma gata que não tinha medo de cachorros e, se eles entravam em casa, ela os punha para fora praticamente montada neles, então a chamamos “Pepa Tota Rotwailer”, o terror dos vizinhos caninos, não importava o tamanho deles. Carmen Vargas / Facebook
  • Um dos meus cachorrinhos se chamava Bombeiro, porque subia com muita agilidade esse tipo de escada. Rosy Cruz / Facebook
  • Conheci um cachorrinho chamado “Feitutú”, nome que obviamente gerava risos e surpresa. Eli Barragan / Facebook
  • Meus pets se chamam: Bongo Precioso, Thiana Betsabeth, Sia Termópilis, Rhaegar Esperancito, Demy Emperatriz e Sheldon Koothrappali. Ivan Ordoñez Arcos / Facebook
  • Batizei de “QUAL” um dos meus gatos, e era muito engraçado quando alguém perguntava o nome dele. Amelia Muñoz / Facebook
  • Temos um gato chamado Nestor e esse é o de nome “normal”. Depois chegou uma gatinha muito parecida com ele. Não estávamos inspirados para escolher um nome e acabamos colocando X2. Também resgatamos outra, sem uma das patinhas, e carinhosamente a chamamos Tripézinha. Lorena Cruz Martz / Facebook

Como se chamam os seus animais de estimação? Qual é o nome de pet mais incrível que você já ouviu? Conte nos comentários!

Incrível/Animais/20 Tutores de pets que não economizaram em originalidade na hora batizar seu peludinho
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos