Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

17 Fatos curiosos e pouco conhecidos sobre o reino animal

O ser humano, certamente, é um “bicho” movido à curiosidade — não há distância ou profundidade que o impeça de buscar por novas descobertas. Mas nem sempre é preciso ir muito longe, afinal, a própria natureza ao nosso redor esconde segredos e curiosidades incríveis, nunca parando de se desenvolver e de nos impressionar com suas peculiaridades. Por exemplo, você sabia que o ornitorrinco tem esporões venenosos, hiberna e não tem estômago? O reino animal e suas curiosidades são o tema deste post.

Nós, do Incrível.club, adoramos aprender mais sobre as maravilhas do mundo animal, e estamos prontos para compartilhar nossos achados com você. Confira!

Em alguns zoológicos, os visitantes recebem óculos especiais como estes durante seu passeio. Eles são necessários para “desviar” o olhar das pessoas, de forma que os gorilas não se sintam provocados e fiquem agressivos

Para esses primatas, o gesto de olhar diretamente nos olhos é interpretado como um sinal de ameaça. Em 2007, um gorila chamado Bokito fugiu no zoológico de Roterdã, nos Países Baixos, e acabou atacando uma visitante que o olhou diretamente nos olhos. Depois desse incidente, a companhia DDB decidiu produzir esses óculos — o Bokito Viewer — para evitar que isso acontecesse de novo.

Os cães-da-pradaria dão beijinhos uns nos outros como forma de se cumprimentar e de saber se está tudo bem com o amigo

O arminho frequentemente caça presas cujo tamanho é muito maior que o seu, e ele é capaz de comer diariamente até 1/4 de seu peso

Os peixes da subordem Notothenioidei habitam as águas da Antártica onde a temperatura é tão baixa que outros peixes simplesmente não conseguem sobreviver

E tudo isso graças a uma proteína anticongelante que impede a formação de cristais de gelo na corrente sanguínea desses peixes.

lebre-do-ártico é a maior espécie de lebre da América do Norte e tem orelhas curtas em relação ao tamanho de seu corpo

Orelhas menores permitem a lebre-do-ártico perder menos calor para o ambiente, o que é crucial para sobreviver nas condições adversas da região ártica.

Os saltadores-do-lodo são peixes que, durante a maré baixa, conseguem sair da água para a região de lodo na margem de mangues em busca de alimento, e em alguns casos podem até subir em árvores

Gansos da espécie Anser indicus são capazes de voar a altitudes muito elevadas, podendo alcançar até 6.500 metros

Em grandes altitudes, esses gansos são capazes de controlar a temperatura do corpo, e, se necessário, podem mudar a composição química do sangue para suportar as baixas temperaturas e o ar rarefeito das altitudes elevadas.

Pesquisadores japoneses descobriram que os olhos do tubarão-baleia têm uma camada de dentes ao seu redor

Além disso, esses tubarões são capazes de retrair os olhos para dentro das órbitas oculares. Seus olhos, a propósito, são cobertos por cerca de 3 mil dentes minúsculos.

Ao que tudo indica, o gênero de rock death metal pode acabar atraindo tubarões-brancos. Para isso, basta apenas ter alto-falantes à prova d’água

O andorinhão-real é capaz de permanecer voando por mais de 6 meses sem precisar pousar

O caranguejo-maria-farinha usa os dentes presentes em seu estômago para emitir um barulho parecido com um rosnado e assustar predadores

Em uma região do ártico há bolas de musgo que se movem com o tempo, mas não há nenhuma explicação plausível para isso

Após quatro anos de observações, constatou-se que essas bolas se deslocam, em média, 2,5 cm por dia e em uma única direção. No entanto, a força que produz o movimento ainda é desconhecida.

Os patos adoram “surfar”. No entanto, eles não o fazem por lazer, mas para capturar crustáceos

Este é o golfinho-do-ganges. Ele é praticamente cego e se orienta graças à ecolocalização

Você já se perguntou o porquê de os dentes dos crocodilos serem tão brancos? A resposta é que esses répteis podem trocar a dentição por até 50 vezes durante a vida

Este equinodermo digno de um conto de Lovecraft é popularmente conhecido como ofiúro e surgiu cerca de 500 milhões de anos atrás

Os ofiúros podem chegar a medir mais de 1 metro de diâmetro e cada um de seus braços tem uma estrutura de sustentação própria.

ornitorrinco é o campeão no ranking da estranheza do mundo animal

  • Os machos têm esporões venenosos nas patas;
  • A espécie não tem estômago — do esôfago, a comida passa diretamente para o intestino;
  • Apresentam dentes no bico e bolsas na boca onde podem guardar um pouco de alimento, igual como fazem os hamsters;
  • O ornitorrinco é um mamífero, mas põe ovo;
  • Debaixo d’água sua visão, olfato e audição são praticamente inúteis. No entanto, a pele do seu bico possui células sensíveis que permitem a eles se orientar através da eletrorrecepção;
  • Uma vez ao ano, os ornitorrincos entram em um curto estado de hibernação, que dura entre 7 e 10 dias.

Você conhece alguma outra curiosidade interessante sobre o reino animal? Se pudesse escolher, qual “supercaracterística” escolheria para facilitar o seu dia a dia? Conte para a gente na seção de comentários.

Imagem de capa DDB
Compartilhar este artigo