Incrível
Incrível

13 Animais curiosos ao redor do mundo que parecem pertencer a filmes de fantasia

O filme Animais Fantásticos e Onde Habitam mostra diversas criaturas fantásticas de um universo ficcional. Mas não é preciso muita imaginação para imaginar bichos exóticos, já que ao redor do mundo podemos encontrar vários deles. Seja para se adaptar às condições do ambiente em que vivem, ou para atrair espécies e acasalar, cada animal tem a sua peculiaridade — uns mais que outros.

Incrível.club te convida a fazer uma viagem ao redor do mundo para conhecer alguns dos animais mais curiosos e o que os torna tão especiais e parecidos com personagens da fantasia.

1. Lagarto-de-gola, vive no deserto australiano

A Austrália, bem como os outros países da Oceania, tem uma fauna extremamente peculiar. Basta mencionar a existência dos famosos cangurus, com sua bolsa onde carregam os filhotes, e os quase indecifráveis ornitorrincos. Isso aconteceu porque o continente é afastado demais dos outros, o que fez com que os seus animais evoluíssem isoladamente e sem muitas possibilidades de migração. Um deles é o lagarto-de-gola.

Também conhecido como lagarto-dragão-australiano, essa espécie vive nos desertos da Austrália. Aliás, confirmando o que dissemos antes, ele é o único animal da espécie Chlamydosaurus. Sua característica principal é essa extensão de pele e cartilagem atrás da cabeça, que o lagarto-de-gola abre para assustar os seus predadores (funcionou para nós 😰). Um fato curioso é que, apesar de ser quadrúpede, ele é capaz de correr sobre duas patas. Contando a cauda, ele chega a medir 85 centímetros.

2. Casuar, vive nas florestas de alguns países da Oceania

Os casuares são aves enormes, menores apenas que os avestruzes e os emus, que não voam e vivem em florestas na Austrália, Indonésia e Papua Nova Guiné — todos países da Oceania. Os casuares são cautelosos com humanos e costumam imitar os seus movimentos após observá-los, mas geralmente se escondem antes de serem avistados. Porém, se provocados, eles podem ser bem agressivos. Muitos os conhecem como “a ave mais perigosa do mundo”.

3. Cucaburra, vive na Austrália e Nova Guiné

Os cucaburras são pássaros que vivem perto de rios e são de uma espécie de pescadores, mas raramente comem peixes. Eles preferem comer ratos, cobras, lagartos e insetos. São bem grandinhos, podem chegar a 47 centímetros. O nome dessa ave vem do som que ela faz, que os nativos chamam de “guuguubarra”. Aliás, o som se assemelha ao riso humano, por isso é amplamente utilizado na sonorização de filmes e animações e até em atrações de parques temáticos da Disney!

4. Tigre-da-tasmânia, extinto, vivia na Austrália e Nova Guiné

Infelizmente, esse curioso marsupial (como os cangurus) está extinto. O último deles, chamado Benjamin, morreu em cativeiro em 1936. A extinção dessa espécie aconteceu principalmente depois da colonização europeia, por volta de 1830, pois os tigres-da-tasmânia atacavam os rebanhos das ovelhas, o que motivou os fazendeiros a caçá-los. Eles já eram raros de serem avistados desde a década de 1920.

Os tigres-da-tasmânia também são conhecidos como lobos-da-tasmânia, mas não são nem um nem outro. Eram chamados de tigres por causa das listras em seu dorso e de lobos pela semelhança da sua cabeça. Eram marsupiais, como os cangurus, tendo inclusive a bolsa para carregar seus filhotes. Mas, diferentemente dos seus primos, tanto os tigres-da-tasmânia fêmeas quanto os machos tinham essa bolsa.

5. Diabo-espinhoso ou dragão-espinhoso, vive na Austrália

Sim, o diabo-espinhoso é amedrontador, mas não precisa ter medo dele, a não ser que você seja uma formiga. Afinal, esse é o único alimento desse lagarto australiano e ele costuma medir 21 centímetros. Ele come uma formiga por vez, grudando-as na sua língua, mas consegue comer milhares por dia. O método para ele beber água é bem curioso. Como o diabo-espinhoso vive no deserto, ele condensa a umidade do ar noturno e, pela manhã, o “orvalho” escorre entre os espinhos até a sua boca.

Com essa aparência, não precisa nem explicar por que o diabo-espinhoso tem esse nome, né? Como esse lagarto é muito lento, precisa de vários mecanismos de defesa, e o principal são os espinhos espalhados pelo corpo que dificultam a deglutição. Esses animais também têm uma cabeça falsa, que fica aparente quando avistam um predador e colocam a cabeça verdadeira entre as patas dianteiras. Por último, eles mudam de cor conforme o clima, para se camuflar na areia.

6. Tartaruga Nariz de Porco, vive na Austrália e Nova Guiné

Sim, essa tartaruga tem esse nome por causa do seu nariz. Mais do que isso, essa espécie é única no mundo! Elas vivem em água doce mas têm nadadeiras como as tartarugas marinhas. E a carapaça delas não é dura! Isso mesmo, são flexíveis e com textura parecida com couro. No entanto, por baixo dessa pele, elas têm uma carapaça óssea. Ou seja, são diferentes de tudo o que se sabe sobre tartarugas. E, como existem poucas na natureza, não se sabe muito mais sobre elas.

7. Peixe-gota, vive na Austrália e Tasmânia

Se você curte Star Wars, deve ter associado a imagem acima ao Jabba The Hutt, mas saiba que essa não é a aparência verdadeira do peixe-gota. Acontece que o corpo dele é todo gelatinoso e com densidade menor que a da água. Sem músculos, o peixe-gota ou peixe-bolha é capaz de suportar a enorme pressão das profundezas do oceano. Sua aparência triste e carrancuda rendeu a ele o “prêmio” de peixe mais feio do mundo em 2013, segundo eleição da Ugly Animals Preservation Society.

8. Tubarão-duende, vive no Oceano Pacífico

Essa espécie, que mais parece um vilão de filme de super-herói, é um dos mais antigos tubarões existentes atualmente. O tubarão-duende também vive em águas profundas, tanto que é raramente visto vivo. Quando avistado, geralmente é nas costas do Japão, Austrália e sul da África. Um dos últimos encontrados foi no Rio Grande do Sul, por pescadores, em 2011.

O tubarão-duende possui um proeminente e achatado nariz dotado de células sensoriais minúsculas. Seus dentes são pequenos e pontiagudos e o corpo é flácido, para suportar a pressão das profundezas. A sua pele é semitranslúcida, sendo possível visualizar os vasos sanguíneos, o que confere ao tubarão-duende uma cor rosada única entre a espécie. Como as profundezas são extremamente escuras, eles sentem a presença das presas através das células eletrosensíveis no focinho.

9. Saiga, vive entre a Europa e a Ásia

Fãs de ficção científica olharão para o focinho do saiga e imediatamente relacionarão com raças alienígenas. O saiga é uma espécie de antílope, como as cabras e as gazelas, que vive em diversos países nas divisas entre a Europa e a Ásia. O nariz do saiga lembra um pouco a tromba de um elefante e serve para aquecer o ar inspirado durante o inverno, além de filtrar poeira e areia. Eles andam em grandes rebanhos e apenas os machos possuem chifres.

10. Ocapi, vive na República Democrática do Congo

Parece que algum cientista de filmes de ficção misturou uma zebra, uma girafa e um cavalo, mas não, os ocapis são assim mesmo. Na verdade, eles são os únicos parentes vivos da espécie das girafas, mas parece que não desenvolveram tanto o pescoço. Eles vivem nas florestas da África Central e, exceto para procriar, andam solitários. Por muito tempo, os europeus colonizadores chamaram os ocapis de unicórnios africanos, devido às protuberâncias que os machos possuem na cabeça.

11. Toupeira-nariz-de-estrela, vive nos EUA e Canadá

É fácil reconhecer uma toupeira-nariz-de-estrela, já que ela é a única da sua espécie a possuir perto do nariz esses 22 apêndices cor de rosa. Eles não se assemelham a narizes nem a dedos, não têm músculos nem ossos. Mas se movem constantemente, explorando e reconhecendo o ambiente ao redor da toupeira. Eles são extremamente sensíveis, capazes de detectar as menores alterações, inclusive vibrações no solo. E isso é extremamente útil, já que essas toupeiras são cegas.

12. Peixe-morcego-de-boca-vermelha, vive no Equador

Esqueça o que você sabe sobre peixes (e sobre morcegos). Os peixes-morcego-de-boca-vermelha são exclusivos das Ilhas Galápagos, no Equador, e têm barbatanas que se assemelham às asas de um morcego. Porém, mais uma surpresa: eles não as usam para nadar (tampouco voar), mas sim para andar no solo do fundo do mar. Para completar, esse animal curiosíssimo tem uma coloração de um vermelho vivo, quase fluorescente. Ah, e ele também tem um chifre projetado para a frente! 🦄

13. Rabiforcado-magnífico, encontrado em vários lugares, inclusive no Brasil

Não é só na Austrália que tem animais peculiares. O rabiforcado-magnífico pode ser encontrado nas Ilhas Galápagos, América Central e Sul. Tem esse nome porque, além de ser magnífico, sua cauda é em formato de V. São aves que vivem perto da praia e se alimentam de peixes. Mas temos certeza que você quer saber mesmo é desse enorme papo vermelho dele, certo? Apenas os machos têm essa bolsa, que inflam para atrair as companheiras. Elas, por algum motivo, acham isso atraente. Vai entender...

Podemos ver quantos bichos podem ter servido como inspiração para as histórias de fantasia. Agora, que tal inventar o seu próprio animal fantástico? Junte dois ou mais animais e diga qual seria o nome dele.

Incrível/Animais/13 Animais curiosos ao redor do mundo que parecem pertencer a filmes de fantasia
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos