12 Histórias sobre animais de estimação que mandam na casa

Às vezes, julgamos que os animais de estimação são bastante previsíveis: eles seguem as regras impostas por seus donos, procuram obedecê-los em nome da sobrevivência, e mesmo que sejam travessos ocasionalmente é apenas porque possuem instintos. Mas, na verdade, prestando mais atenção à rotina de casas com pets, descobrimos serem eles que mandam e estabelecem as regras por lá, mesmo que nem sempre seus donos o percebam e admitam.

Nós, do Incrível.club, adoramos histórias sobre animais inteligentes e engenhosos, portanto, não conseguimos deixar de apreciar os relatos extraordinários dos internautas que sucumbiram aos seus pets.

  • Meu papagaio entendeu o “não” à sua maneira. Ele compreende que está fazendo algo errado ao ouvir um “não” e até consegue pronunciar a palavra, mas isso não o impede de continuar. Portanto, toda vez que o ouço emitir um “não”, mesmo estando fora do meu campo visual, tenho certeza de que está fazendo algo não permitido. © wow-david / Tumblr
  • Meu irmão condicionou sua gata a “tocar na palma da mão”, recompensando-a com petiscos. Parece engraçado, porém, agora, ela acredita merecer comida toda vez que toca a mão de alguém. Não posso mais comer com ela por perto, pois me dá um toque rápido na mão e imediatamente pega o que estiver no meu prato. Não, Kelly, não é assim que funciona. © the-sky-traveler / Tumblr
  • Eu e meu namorado temos uma gata há oito anos. Às vezes, quando brigo com ele, tentamos dormir em cômodos separados, mas sem sucesso, pois a gatinha começa a correr de um quarto para o outro, ronrona e até morde. Aliás, se fecharmos as portas ela passa a arranhá-las miando incessantemente. Então, somos obrigados a fazer as pazes e dormir juntos, e ela toda satisfeita se acomoda entre a gente. © Podslushano / Vk

“A postura do meu cachorro mostra que devo me sentir culpado por trabalhar e não brincar com ele”.

  • Meu colega de quarto tem dois cachorros grandes e eu, um pequeno. Os grandões adoram brincar, mas toda vez que fazem muito barulho, meu cachorrinho levanta a cabeça e rosna, bem baixinho, o suficiente para ouvirem. Surpreendentemente, quando ele faz isso, os grandes param por um minuto e depois voltam a brincar, mas silenciosamente. É surreal! © CDC_ / Reddit
  • Certa vez, fui com meus filhos a uma fazenda e notamos uma cabritinha presa a uma cerca pelos chifres. Sentada na grama, seu olhar passava toda a tristeza do mundo. Tentamos libertá-la, mas não conseguimos. Ficamos com pena e resolvemos alimentá-la, depois passamos um tempo acariciando-a. Mais tarde procuramos pelo administrador para relatar o fato. Mas antes que eu abrisse a boca, ele me interrompeu: “Sim, nós sabemos. Uma cabritinha está presa na cerca. É a Brenda, ela sabe se libertar sozinha, mas não o faz, simplesmente para receber carinho e comida na boca”. © his-quietus-make / Tumblr
  • Ontem à noite descobri que já faz algum tempo que meu gato frequenta diariamente um boteco próximo, onde, graças à bondade dos funcionários, ganha comida. Tem até uma foto dele, na parede do bar. © thwphipps / Twitter

“Às vezes, meu gato vivencia sua crise existencial dentro da geladeira”.

  • Meus gatos têm um passatempo: se posicionam em diferentes cantos da sala e começam a miar desesperadamente até eu descobrir o que querem. Na verdade, eles não precisam de nada, exceto de carinho, e ficam atentos a quem recebe primeiro minha atenção. Sim, tenho certeza se tratar de uma forma de competição. © prokopetz / Tumblr
  • Nos tempos de faculdade, eu morava com um colega no segundo andar do alojamento estudantil e, sempre que saíamos, deixávamos a porta da varanda fechada. Porém, muitas vezes ao voltarmos, encontrávamos meu cachorro para fora. Um dia, finalmente descobrimos que o gato do meu colega abria a porta, esperava o cachorro sair e o impedia de entrar novamente. © vonMishka / Reddit
  • Acho muito divertido que os animais de estimação estabeleçam as regras da casa, e os donos simplesmente as sigam. Por exemplo, meu gato nunca vai para a cama antes da gente. Então, todas as noites às 22h30, ele começa a nos empurrar para o quarto, e nós, adultos, somos obrigados a adotar a rotina de sono de um gato de cinco quilos. © mixbecca / Twitter

“Esta é a Billie. Ela não conseguia entender por que, ao sair de casa, só eu levo as chaves, e ela não. Portanto, agora ela tem suas próprias e as leva toda vez que saímos para passear”.

  • Meu gato é pouco adaptado para a vida. Ele é maligno, como mil demônios, e morde mais do que um cachorro. O que o deixa frustrado é não conseguir fugir do apartamento. Todas as suas tentativas, de alguma maneira, terminam na despensa do vizinho. Mas, certa ocasião, ele desapareceu. Espalhamos anúncios com sua foto por todo o bairro e o procuramos por uma semana. No final, descobrimos que ele estava na despensa do vizinho o tempo todo. Em total silêncio. © Podslushano / Vk
  • Faz duas semanas que adotamos um filhote de cachorro. Começamos a treiná-lo, mas nosso gato fica furioso ao ver que recompensamos o novo amiguinho com guloseimas. Resultado: tivemos que dar aulas para os dois juntos e, para ser honesto, o gato se revelou melhor aluno que o cãozinho. © Dr_Julian_Helisent / Reddit
  • Fui visitar minha avó em sua fazenda e levei uma melancia para ela. Na hora de saboreá-la, peguei um pedaço e me sentei no quintal. Um cachorro se aproximou e começou me olhar, pedindo minha fruta. Não resisti e lhe dei. Parece que ele gostou, pois fez questão de mostrar toda sua satisfação. Uma semana depois, minha avó ligou, chorando: ela foi colher os pepinos, mas não havia nenhum inteiro, apenas pontas roídas. Eu até sei quem fez isso... O cachorro pensou que fossem melancias e deixou a minha avó sem pepinos! © Podslushano / Vk

Se você já teve ou tem animais de estimação, é provável que já se submeteu ou se submeta às regras por eles impostas. Conte-nos as mais engraçadas!

Imagem de capa Podslushano / VK
Compartilhar este artigo