Incrível
Incrível

Histórias que mostram como viver com animais é difícil e super divertido

Quem tem bicho de estimação sabe que a vida ao lado deles é sempre mais divertida, mas também muito mais difícil. Eles nem sempre se comportam como queremos, e isso pode nos trazer muitas alegrias e também muita dor de cabeça.

Juntamos algumas histórias de pessoas com animais que mostram como a vida ao lado deles jamais fica chata. Confira e conte pra gente se você se identifica com alguma delas.

  • Sim, os gatos são animais estranhos, às vezes mais do que imaginamos. Hoje, acordei cedo, antes que o meu marido, e o gato, triste e sonolento, me seguiu. Sua caixa de areia fica ao lado da privada, portanto nós dois fomos ao mesmo tempo ao banheiro. Sentei e ele se acomodou. Quando acabei, percebi que a areia dele estava intacta. Ele tinha fingido! Simulou que foi ao banheiro, mas não fez nada. Alguém consegue explicar por quê?
  • Minha gata sempre tenta esconder os seus gatinhos. Quando eu demoro para dar de comer, ela os traz até mim e fica me encarando. A gatinha parece que quer mostrar que eles são pequenos e indefesos, e que eu sou muito cruel e que demoro para dar comida para uma gata que está amamentando. Chantagista!
  • Eu realmente odeio o meu papagaio. Quando estou em outro quarto, ele imita o toque do celular. Se eu corro para atender, não há nada; se não atendo, tenho um monte de chamadas perdidas. Tetei mudar o toque, mas ele leva uns 2 dias para aprender. E nem falo do despertador. O malandro imita tudo!
  • Tenho uma cachorra da raça pequinês. Quando ela faz algo de errado e eu, como castigo, tiro o prato de comida, ela fica pedindo ou vai comer a comida do gato. Eu falo com toda a sinceridade: "Meu amor, onde está a sua educação? Assim você desonra não apenas você, mas também a sua mãe". Ela fica me olhando, se sente culpada e vai até a casinha dela.
  • Um dia, estava passeando com meu enorme labrador sem coleira. Passei por um garoto que estava com um pequeno lulu da pomerânia. Chamei o meu cachorro e falei para o garoto pegar o dele no colo, porque ele podia se assustar com o meu. O jovem disse que estava tudo bem e viu como o meu cachorro cheirava o dele, que estava aterrorizado pela diferença de tamanho. De repente, o pequeno espirrou. Meu cachorro começou a correr enlouquecidamente, de medo. Eu saí correndo atrás e o rapaz ficou dando risada de nós.
  • Uns conhecidos precisavam de um novo lar para o seu gato e minha mãe e eu decidimos adotá-lo. Sabíamos que ele era surdo: não respondia e não reagia, mas era muito fofo e super normal. Viveu conosco durante uns 2 anos, até que começou a responder ao barulho do pacote de comida. De repente, ele começou a se aproximar quando o meu namorado o chamava. Percebemos que não tinha nenhum problema de audição. Ele simplesmente nunca se importou conosco; era um preguiçoso arrogante. Ou seja, um verdadeiro gato.
  • Uns dias atrás abri uma garrafa de cerveja e, sem querer, a tampinha bateu no gato. Esta manhã, vi que alguém fez xixi no meu sapato. Ao lado, achei a tampinha. No começo, achei divertido, depois percebi que estava vivendo com um sujeito rancoroso.
  • Meu bicho de estimação é um lulu da pomerânia. Eu raramente o levo para passear, embora ele adore sair de casa. O problema é que após 20 minutos de passei, o cara começa a fingir que machucou a patinha da frente. Apoia o focinho no chão e arrasta as patas de trás. A primeira vez, fiquei assustado, a segunda também. Quando percebi que era arte, decidi que era mais rápido pegá-lo no colo e voltar pra casa.
  • Vivo com meu esposo e sempre escuto o meu vizinho. Há aproximadamente um ano, uma jovem de uns 17 anos se mudou para o apartamento ao lado. Durante um ano escutamos todos os dias ela falar: "Como você pode ser tão gênio, gato? Como pode ser tão maravilhoso! Te amo muito!" Fiquei com vontade de saber o que esse gato tem de tão especial.

  • O meu bicho de estimação se chama Jorge. É um ganso. Quando eu era pequeno, vivia em uma casa de campo e minha avó, uma criadora de aves, decidiu matá-lo. Ele escapou e veio até mim. No final, nunca dei o ganso, e ele sempre me seguiu. Após algum tempo, vendemos a casa e compramos 2 apartamentos. Nos dividimos assim: em um apartamento vive minha avó e minha mãe, no outro eu vivo com o Jorge. Se você nunca tinha visto um homem que vive com um ganso há 18 anos, esse sou eu!
  • Minha gata quer acabar com o meu gato. A sua última tentativa foi enquanto eu jantava na cozinha. Tive de sair um pouco e ela veio correndo até mim e começou a miar. Eu a segui até a cozinha e vi que o meu prato estava jogado no chão e o gato comia a minha comida. Comecei a dar bronca, até que percebi que eu havia sido enganada. Minha gata jogou o prato no chão e foi correndo me chamar. Como eu soube? Meu namorado estava na cozinha, viu a cena e, chorando de rir, me contou.
Incrível/Animais/Histórias que mostram como viver com animais é difícil e super divertido
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos