Incrível
Incrível

11 Sinais de problemas de saúde dos gatos, geralmente negligenciados

Assim como seus donos, animais de estimação precisam visitar o médico regularmente — claro, no caso deles, o veterinário. À primeira vista, os pequenos sintomas como sede intensa, miado alto, agressividade ou um olhar vazio podem ser sinais de doenças graves, como o mal de Alzheimer.

Incrível.club criou para você uma lista de doenças estranhas, que nossos animais peludos enfrentam. Verifique se há algum dos sintomas alarmantes em seu gato e, se for o caso, marque uma consulta com o veterinário.

1. Desmaio (síncope)

Sintomas: o animal perde a coordenação e cai. Pouco tempo antes ele pode se comportar de maneira nervosa ou miar bem alto. O desmaio de curta ou longa duração é um sinal grave, que pode indicar irregularidades nos sistemas nervoso, cardiovascular, muscular, circulatório ou respiratório.

2. Surdez

A ausência total ou parcial da audição é mais comum em gatos de cor branca e com olhos azuis. Os sintomas indicam uma progressão degenerativa do ouvido interno.

Se o gato não responder ao chamado de seu dono, miar alto ou parecer assustado, é possível ser uma reação ao estresse e pode se refletir como uma deficiência auditiva. A surdez pode ser congênita e adquirida como resultado de doenças infecciosas, tumores, perda sensorial ou intoxicação por toxinas. No segundo caso, há a oportunidade de recuperar a função auditiva se o problema que levou à surdez for resolvido.

A doença praticamente não gera inconvenientes ao animal e ao seu dono, mas em tais condições, na rua, é difícil sobreviver: podem não perceber o perigo, ser atropelados por um carro ou não ouvir quando os cães se aproximam.

3. Alopecia (perda de pelo)

Se o seu peludo estiver perdendo pelo, pode ser devido a uma escovação muito intensa, especialmente com o uso ativo da escova “FURminator”. Se nada mudou no cuidado da pelagem, procure o veterinário.

As causas da alopecia podem ser diferentes: doenças alérgicas, infecciosas, em particular parasitas e condições endócrinas. O veterinário irá descobrir a verdadeira causa da perda de pelo e prescreverá um tratamento adequado.

4. Mal de Alzheimer

Esta doença não afeta apenas pessoas, os gatos também sofrem dela, geralmente na idade adulta.

Os principais sintomas são miado alto, olhar vazio, desorientação no espaço, apatia, agressividade e desprezo pelo dono. Animais doentes podem manter a testa na parede e permanecer nessa posição por um longo tempo.

5. Diabetes

Gatos, como pessoas, estão expostos a doenças do pâncreas, como o diabetes. Sinais de alerta podem incluir xixi frequente e sede intensa. Às vezes, uma dieta baixa em carboidratos é capaz de substituir completamente o tratamento.

Nos gatos, a diabetes manifesta-se principalmente na idade adulta.

6. FIV

Para ser mais preciso, eles sofrem de FIV (vírus da imunodeficiência felina). No mundo existem 2,5% a 4,4% dos gatos infectados com ele.

Em situação de risco estão os gatos de rua sem castrar, que são transmissores do vírus através de feridas de mordida. A melhor prevenção da doença é supervisionar os animais de estimação e não permitir que andem sozinhos. Os donos desses gatos não precisam se preocupar: o VIF não é transmitido para as pessoas.

7. Gravidez psicológica

Uma gravidez falsa é um distúrbio neuropsiquiátrico associado a irregularidades hormonais. Entre as razões estão um estilo de vida caseiro, ausência de caminhadas, situações estressantes e acasalamento com um macho doente ou castrado.

Essa gravidez imaginária permite que uma gata alimente outros gatinhos para o caso de sua mãe morrer. É um estado que passa por si. Da parte dos donos, eles só precisam ajudar o animal: prestar bastante atenção, brincar bastante e excluir situações estressantes.

8. Espinhas (acne)

Gatos, como pessoas, sofrem de inflamação sebácea. Entre os sinais característicos estão o aparecimento de pontos pretos na área do queixo e lábios.

A doença é causada por estresse, inadequação higiênica de animais e de seus pratos para comer (especialmente aqueles feitos de plástico), deterioração do seu sistema imunológico e também anomalias no desenvolvimento de glândulas sebáceas e folículos pilosos.

9. Alergia a alimentos

Cerca de 10% dos casos de alergia em gatos têm uma natureza alimentar. A reação pode surgir não só com produtos novos, mas também com aqueles com os quais animal está acostumado.

As características da doença residem numa reação individual aos alérgenos, mas também podem ser destacados sintomas como coceira, vermelhidão da pele, perda de pelo, eczemas nas costas, cauda e nádegas. Na maioria das vezes, os alérgenos são produtos proteicos.

10. Tártaro nos dentes

Também como as pessoas, a razão para o hálito desagradável nos animais pode ser devido ao tártaro nos dentes. Este problema surge pela falta de higiene, localização incorreta dos dentes e imperfeições no esmalte. Comer apenas alimentos moles também contribui para a formação das placas.

Para evitar o aparecimento da doença, você deve escovar os dentes dos gatos domésticos com um gel especial e dar-lhes lanches e produtos para petiscar. Se o problema já surgiu, você pode realizar o procedimento para extrair a placa numa clínica veterinária, sob anestesia geral.

11. Acúmulo de pelo no estômago

As bolas de pelo no estômago dos gatos são comuns, mas não menos perigosas. É normal que eles devam colocá-las pra fora por conta própria, no entanto isso às vezes não acontece. As principais causas são o aumento da troca de pelo e um déficit motor do trato gastrointestinal.

Para suprimir o surgimento de tal aborrecimento recomenda-se introduzir uma pasta da remoção do pelo na dieta do gato, e uma comida seca especial com ervas.

Com que frequência você leva seu animal ao veterinário?

Incrível/Animais/11 Sinais de problemas de saúde dos gatos, geralmente negligenciados
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos