Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Animais com gestações e nascimentos totalmente incomuns

6-1-
706

O mundo animal é realmente surpreendente, e o processo de gestação e a forma como alguns animais têm seus filhotes são uma prova disso. Dependendo da espécie, os filhotes podem pesar toneladas, podem ser gestados pelo macho ou podem passar por um processo de gestação que dura mais de três anos.

Pensando nessa enorme diversidade, o Incrível.club quer te mostrar dez animais com gestações e nascimentos incomuns dentro do reino animal.

1. Kiwi

kiwi é uma das aves mais peculiares da Terra e infelizmente está correndo perigo de extinção. Um primeiro aspecto que chama a atenção é o fato de que o macho e a fêmea ficam juntos a vida toda, ou seja, são animais monogâmicos. Outra particularidade é a proporção entre o peso do ovo e o corpo da fêmea. Em média, um ovo é 15% do seu peso corporal, valor que pode chegar aos 20%. Além disso, é o macho que fica encarregado de incubá-lo.

2. Ornitorrinco

ornitorrinco é um dos poucos mamíferos que botam ovos. Após uma gestação de 28 dias, a fêmea cava uma toca e nela deposita os ovos. Ela então os choca durante dez dias, até que a casca se rompa. Os filhotes se alimentam de leite materno durante três ou quatro meses e depois abandonam a toca e saem para procurar alimento.

3. Girafa

A gestação da girafa costuma durar 15 meses. Após esse período, as girafas dão à luz em pé. Ou seja, os filhotes precisam enfrentar uma queda de aproximadamente 1,5 metros ao nascer. Por volta de meia hora eles conseguem ficar em pé e após mais ou menos dez horas já estão correndo ao lado das mães.

4. Baleia-jubarte

Uma baleia-jubarte adulta pode chegar a medir até 16 metros e pesar até 36 toneladas. O período de gestação dessa espécie é de 11 meses e os filhotes podem chegar a medir até 4 metros e a pesar até 1,5 toneladas. Imediatamente após o nascimento, os filhotes começam a nadar e em seis semanas já acompanham suas mães em uma migração de cinco mil quilômetros em busca de alimento.

5. Sapo-do-surinã

sapo-do-surinã (Pipa pipa) é um anfíbio que parece uma folha e vive nas selvas da América do Sul. Para se reproduzir, o macho deposita os ovos fertilizados nas costas da fêmea e eles ficam protegidos embaixo de uma pele que cresce durante o processo. Os filhotes se desenvolvem durante quatro meses e quando saem das costas da mãe já são rãs completamente formadas.

6. Cavalo-marinho

O cavalo-marinho também é um animal monogâmico e é uma das poucas espécies em que o macho é responsável por incubar os ovos. O processo acontece da seguinte forma: a fêmea deposita os ovos em uma bolsa abdominal do macho e ele fica responsável por fecundar e por chocar os filhotinhos.

7. Canguru

A fêmea do canguru possui uma bolsa na barriga onde o filhote acaba de ser formado. Isso acontece porque um recém-nascido mede aproximadamente 2,5 centímetros e precisa ficar cômodo e seguro na bolsa da mãe durante alguns meses, onde se alimenta de leite materno. Mais ou menos após o quarto mês o filhote sai da bolsa para caminhar e para comer arbustos e ervas. Normalmente, ao completar dez meses ele se sente suficientemente forte para sair definitivamente da bolsa.

8. Peixes ciclídeos

A família dos ciclídeos inclui um dos maiores peixes vertebrados do mundo. Muitas de suas espécies guardam os ovos na boca para garantir a sobrevivência. O processo acontece da seguinte maneira: no momento da reprodução, a fêmea bota os ovos e os pega com a boca. Em seguida, o macho fertiliza os ovos e a incubação dura aproximadamente sete dias. A mãe fica sem se alimentar até o nascimento dos filhotes.

9. Peixe-gato (Synodontis multipunctatus)

peixe-gato (Synodontis multipunctatus) tem uma grande habilidade para esconder os ovos entre os de ciclídeos. Tudo acontece em poucos segundos, entre o momento em que a fêmea de ciclídeo bota os ovos e se dobra para pegá-los com a boca. Como os ovos do peixe-gato crescem rapidamente e nascem em apenas três dias, os filhotes recém-nascidos comem os ovos de ciclídeos que demoram por volta de sete dias para nascer.

10. Tubarão-cobra

O tubarão-cobra é especial porque não bota ovos. Os embriões saem de cápsulas de dentro do útero da mãe, onde ficam durante 42 meses antes de nascer. Esse animal também é chamado de tubarão-enguia (Chlamydoselachus anguineus) e a cada gestação costumam nascer de 2 a 15 filhotes.

Você conhece outros animais que passam por gestações e nascimentos inusitados? Compartilhe o seu conhecimento nos comentários.

6-1-
706